Corinthians: Preto no Branco


Construção de estádio vira briga política
fevereiro 29, 2008, 9:04 am
Filed under: Uncategorized
A construção do novo estádio do Corinthians já enfrenta um adversário: o confronto entre grupos políticos. A comissão que analisava os projetos pediu dissolução nesta quarta-feira e deixou a decisão de assinar ou não com o consórcio Egesa/Seebla, nas mão de Andrés Sanches e da diretoria corintiana. A empresa pretende levantar uma arena de R$ 350 milhões em um terreno próximo a Marginal Tietê.
.
O problema é que Corinthians e o consórcio têm pressa, porque há uma data para a compra do terreno, na beira da Marginal Tietê: 25 de fevereiro. Esse foi um dos motivos alegados pela comissão para acabar com os trabalhos: os membros não queriam ser responsáveis pelo clube perder essa oportunidade. Sanches acha que esse prazo é maleável.
– Tem essa data de 25 de fevereiro. Mas se aceitarmos o projeto, pode ser estendido. É uma negociação comercial que pode ter o prazo prorrogado – acredita o presidente.
.
Apresentado pelo conselheiro Edgar Soares, o projeto Egesa/Seebla tem resistência em membros da oposição, como o presidente do Conselho de Orientação (Cori), Antonio Roque Citadini. Soares nega que vá receber comissão, mesmo o projeto do estádio (veja ao lado) ter sido feito por um arquiteto de seu escritório, o professor do Mackenzie Augusto França Neto.
– Não tem comissão – garante Soares.Andrés Sanches explica que ele e a comissão vão tomar a decisão sobre o projeto.

Eles (da comissão) me enviaram uma carta afirmando que não teriam tempo para analisar esse projeto (da Egesa/Seebla). A comissão foi formada há 15 dias, e esse projeto já é estudado há cerca de quatro meses. Agora a diretoria decide se acata ou não o projeto. Depois disso passamos ao Conselho Deliberativo – diz Andrés Sanches.
.
Pelo estatuto do clube, Sanches não precisaria do aval do Conselho Deliberativo para assinar o contrato. Mas ele colocará o projeto à disposição dos conselheiros para não arcar com a responsabilidade sozinho. Durante anos projetos de estádios são apresentados, mas não saem do papel.

.
Questões pertinentes:
. 
Há sempre muita gente interessada na não-construção do
estádio do Corinthians.Muita gente se pergunta sobre as razões desses contrários.

Há três, e são simples:

1) Muitos interessados querem ver aprovado o seu projeto de
estádio, e não o de seu inimigo político no clube.

2) A ausência de um estádio rende dinheiro a quem aluga
estádios para o Corinthians, um verdadeiro filão que ajuda a
manter o Pacaembu, o Morumbi, o Santa Cruz, etc…

3) Não ter um estádio, enfraquece o time e compensa a força
da torcida. Federação e outros clubes trabalham por isso.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Todos precisam se unir para atingir esse objetivo. É uma vergonha, que um clube dessa envergadura, campeão galático por natureza, não tenha o estádio que merece. Abaixo os inimigos, e viva o timão mais poderoso do mundo!!!

Comentário por jose roberto




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: