Corinthians: Preto no Branco


Qual é a Solução?
março 9, 2008, 9:02 am
Filed under: Uncategorized

 Por Larissa

Dias atrás, navegando pelo site de relacionamentos Orkut, em uma comunidade do Corinthians, deparei-me com o comentário de um torcedor. Dizia que a solução para acabar com a corrupção no clube seria transformar o Corinthians num clube-empresa, uma S.A., com ações cotadas na bolsa e obrigações com os acionistas, tal como os times europeus, nos quais executivos investem dinheiro e o futebol, fica por conta de quem mais puder investir e/ou tiver mais poder.

A meu ver, a essência do esporte, que diz respeito à garra, luta e superação, se esvai um pouco aí. Porém a opinião do torcedor é bastante lúcida, ele chegou a essa conclusão analisando a situação administrativa do clube, “quando não são presidentes e vice-quadrilheiros estelionatários, são os empresários mandando, uma vergonha…” afirmou.

Como torcedora do Sport Club Corinthians Paulista, manifesto que sou radicalmente contra a conversão do futebol em balcão de negócios. Pelos motivos que explico agora: 

• Apresentar como única alternativa essa falácia criminosa de constituição de S.A., é exatamente o que eles querem. Criar o caos, o medo;

• O Corinthians teria dono, algo desonesto porque o clube surgiu de um interesse popular e coletivo, e não de um interesse corporativo privado; 

• Ninguém pode comprar e tomar posse de uma paixão intangível que é minha, sua e de todo corinthiano em qualquer parte do mundo. Isso não se vende, nem se compra; 

• Imagino se um palmeirense adquirir 51% das cotas e assumir o controle acionário. Ou se um esperto qualquer resolver mudar o clube para o Rio de Janeiro, conforme fizeram demais nos EUA, com clubes de basquete e baseball.

• Tornado empresa, os acionistas iriam preferir, a princípio, a conversão de lucros ou a satisfação dos desejos subjetivos da massa? Nesse caso, não há possibilidade. 

• É uma pena que a manipulação da imprensa, nos canalhas transcapitalistas esteja fazendo a cabeça das pessoas de bem.

O Corinthians pertence aos corinthianos e não pode ser vendido. É como amor de mãe, beijo de namorados e amizade. Como privatizar isso e dirigir ao lucro?  

No entanto, o torcedor referido anteriormente embasava seu pensamento em uma conversa que havia tido com um argentino, torcedor do Racing, que havia lhe dito, sobre as preocupações do torcedor com o iminente rebaixamento: “Amigo, preocupe-se com os dirigentes do seu clube. Esses sim são perigosos. Rebaixamento não é nada perto da falência do clube. Eu sei o que é acordar e de repente não ter mais meu time pra torcer. Consegues conceber essa idéia maluca? É um pedaço de você que morre“.

Eu, imediatamente pensei: ‘não, nunca!’ E de fato, se algum dia o Corinthians deixasse de existir, uma parte, talvez a mais fundamental do meu ser, morresse. Meu coração é alvinegro, graças a Deus. E é por isso que continuo na incansável luta por um Corinthians digno e livre de toda a corrupção que nos assola. 

Mas então, qual é a solução?

Para o torcedor, até que haja controle sobre as atividades dos clubes, não há saída que não virar uma empresa com forte fiscalização de órgãos externos.

E a própria saída, encontra-se no comentário dele. Fiscalização e controle sobre as atividades do clube.  Existem meios de se fiscalizar o clube, inclusive por meio dos dispositivos estatutários vigentes. O que falta é pressão e suporte aos conselheiros e eventuais membros decentes do Cori. Falta democratização do poder, falta o voto dos associados e melhoras no estatuto. 

E na parte que cabe à torcida, falta conscientização. Falta interesse pelo conhecimento das atividades políticas e administrativas do clube. O conhecimento no nosso país fica detido nas mãos de poucos, que usam o seu conhecimento (leia-se no sentido mais amplo da palavra) como forma de manipulação das massas. Por isso, acredito que a conscientização seja o primeiro passo, para que possamos tomar atitudes quanto à fiscalização do clube.  

Não quero ver o meu Corinthians vendido, menos ainda acordar e não ter mais o amor da minha vida pra torcer. Acredito que todo corinthiano partilhe dessa opinião, desse sentimento. Então, toda tentativa é válida para evitar quaisquer das duas possibilidades.  

O povo precisa conhecer a força que tem quando está mobilizado. 

Anúncios

6 Comentários so far
Deixe um comentário

Vc é linda e escreve muitíssimo bem viu! Parabéns!!!

O único defeito é o time que escolheu rsrs

Bjoes!

Larissa: Engraçado, considero minha maior qualidade. E é o meu maior orgulho tb. =)

Comentário por Rafael Caputo

Engraçado é uma torcedora se dizendo democrata, mas usando preconceito canalha e rasteiro pra ofender o SPFC.

Não sente vergonha?

Larissa: Nunca tive vergonha de dizer a verdade. E não por preconceito, mas pq o seu clube, eu considero mto vil …
N sei como vc achou esse espaço…eu nunca divulguei esse blog, ele é como um blog-diário pra mim. Nem de quais declarações minhas vc está falando. Mas se explicar, eu lhe respondo melhor.

Comentário por Denilson Martins

Larissa, sou palmeirense e se o clube for vendido na bolsa, vc não precisa se preocupar : eu compro e te dou de presente.
Beijos

Resposta: Espero que não chegue a esse ponto nunca… =)

Comentário por DONIZETE

Vil é um clube que se associa a mafiosos internacionais, como este clube que torce.

Que se utiliza da mídia pra perseguir honras.

É um clube que precisa ser passado a limpo, porque sempre viveu do tráfico de influências.

Você se diz democrata e popular, mas precisa ofender com preconceito sexista os sãopaulinos pra exaltar seu clube.

Isso é prova cabal, que apesar de toda a arrogância corinthiana, na verdade não são nada tanto assim.

Larissa: Em primeiro lugar, só vejo arrogância por parte do São Paulo e é um dos motivos que me faz considera-los vil.
Em segundo lugar, sou contra qualquer preconceito…sexista pq? Chamar de bambi faz parte da rivalidade. N tenho nada contra homossexuais, pelo contrário, os são alguns dos meus melhores amigos.
Em terceiro lugar, a mídia é praticamente anti-corinthiana e é praticamente são-paulina. É só ver que o seu clube tem tanta corrupção qto qlquer outro no Brasil, infelizmente, mas a mídia quer fazer o Brasil acreditar que o São Paulo é modelo de organização. E não é.
Em quarto lugar, não foi o meu clube que se associou a mafiosos russos e sim, alguns dirigentes, estes sim, vis.
E por último, não sou democrata, sou libertária e a favor da democracia sempre, valores que eu aprendi com o Sport Club Corinthians Paulista. O Corinthians foi o primeiro clube da várzea a conseguir entrar na Liga Paulista de Futebol e a participar do seu campeonato, em 1914, quando foi campeão paulista pela primeira vez. Conseguiu entrar na liga disputando um torneio seletivo, em que derrotou alguns dos clubes mais fortes da elite paulistana. Num destes jogos, a imprensa registrou com surpresa que aqueles trabalhadores eram capazes de jogar e de se comportar como pessoas educadas, como se fossem “parte da sociedade”.

O meu clube desde a sua ideologia e criação. É o clube de todos os povos! De td gente! E não somos nós que não gritamos o nome de um craque no estádio, pela dita opção sexual dele, da qual, vcs nem tem certeza e mesmo que tivessem, seria um absurdo.

O velho Corinthians continua o mesmo no imaginário da nossa sociedade. É como um intruso, alguém diferente, alguém portador de um pecado de origem.
É assim que o Corinthians aparece no imaginário das elites, orgulhosas do São Paulo, o clube pó-de-arroz do Morumbi que criaram na década de 1930 para não terem que torcer para times de pobres ou de imigrantes “carcamanos”, um clube da elite, com seus senhoritos pó-de-arroz, mas com algum espaço também para os que se sentem felizes fazendo de conta que, torcendo para o clube da elite, ficam um pouco parecidos com a elite.
É assim que o Corinthians aparece no imaginário dos italianos enriquecidos, inconformados por terem de conviver com pretos, mestiços e pobres, os “brasileiros”, por todos os lados nesta São Paulo babilônica, os mesmos italianos enriquecidos e preconceituosos que se afastaram do Corinthians para fundar em 1914 um clube só seu, o Palestra Itália, fechado a pretos e mulatos, fechado à gentinha desdentada e ignorante que até hoje procuram humilhar, o mesmo Palmeiras que resistiu até o início dos anos 1950 para deixar um negro jogar no seu time e até poucos anos atrás não permitia a entrada de negros ou não-brancos nas festas de sua sede, fossem ou não torcedores do clube.
Pouca gente sabe de todas estas histórias, muitos juram que não são verdadeiras, outros dizem que são coisas do passado distante e que não têm mais nada a ver. Mas têm, sim. Os preconceitos e as grosserias estão aí para quem quiser ver, à flor da pele, reproduzidos e reiterados nas piadinhas e nas brincadeiras com que as sociedades reconstroem e reafirmam continuamente os valores que as mantêm e as constituem.

Gosto do meu Corinthians principalmente por isto: é o clube identificado com os pobres, é o clube em que se representa a malta dos deserdados, o sanatório geral, a gente sem-berço, a gente sem classe, a gente do meu país.
Estou no lugar certo, no lugar em que me sinto bem, em que eu também me represento, como alguém que teve o privilégio de estudar, que teve boas condições na infância, mas que não esquece a pilhagem secular que as elites desta terra praticaram contra os desdentados desta terra injusta, contra os pobres sempre acusados de ignorantes e ladrões por aqueles que sempre fizeram de tudo para privá-los de educação e de condições materiais para viverem com dignidade.
Estes mesmo trabalhadores e pobres de todas as cores e de todas as origens foram capazes de criar um clube de futebol que deu certo, que cresceu e que continua representando a imagem dos muitos milhões que sonharam, sorriram, gozaram e sofreram com ele nestes noventa e sete anos.
Gosto muito do meu país mestiço, desdentado, cafuzo e confuso, preto e branco.
Gosto muito do meu alvinegro, do meu Corinthians!

Muito me orgulha ser parte da FIEL, ser parte do povo. O CORINTHIANS é desde sua fundação a voz do povo. O desdém dos invejosos, nada representa em nossa TRIUNFANTE JORNADA.

Como já disse Jesus: “Bem aventurado são os humildes, pois são deles os reinos dos Céus”.

Comentário por Denilson Martins

Só não ví humildade, aliás, nunca ví tanta arrogância como se comparar a Deus se auto denominando Todo Poderoso.

Deve ser por isso a segundona.

O Corinthians é falido porque este mesmo lixo canalha e sem moral de torcida, se diz libertário e propaga preconceito contra outras torcidas.

Essa mesma torcida se diz humilde e se compara a Deus.

Essa mesma torcida torce pelo Ibope e pela atenção, sem se importar com os meios, apenas os fins.

Os mafiosos são parte do SCCP, um ex time do povo, e atual time da elite canalha que nada na corrupção.

Onde pessoas aproveitam pra fazer tráfico de influência.

Que rejeita por exemplo seu título de campeões da Parada Gay por puro preconceito, que abafa escândalo do pedofilia pra proteger criminosos de suas fileiras.

Meu clube é humilde, faliu e renasceu, não ficou dizendo que eram pessoas, deu uma demonstração de fé e amor a si mesmo.

Lutou pra ter estádio, lutou pra ter libertadores, lutou pra ter mundiais.

Hoje, luta pra existir diante da mídia nazifacista dos corinthianos, que o perseguem dioturnamente como a SS perseguia os judeus.

Verei o dia ainda, que estes filhotes de Hitler da imprensa corinthiana e palmeirense, vão queimar eternamente no fogo do inferno juntamente com os seguidores das mentiras covardes e canalhas que propagam.

Quero que eles morram, e as pessoas que acreditam no que dizem sejam enforcadas com suas tripas recheadas de massa fecal.

E que, no final, sejam devorados pelos abutres.

Dioturnamente combatem o Tricolor, que teimam e não aceitar a existência, mas continuaremos existindo, e nossa torcida crescendo.

Por que o que não nos mata, nos fortalece.

E os estrumes midiáticos que vomitam fezes corinthianas todos os dias, vão morrer.

Só peço a Deus que me dê vida pra poder ao menos ouvir as notícias do perecimentos destes NAZIFACISTAS.

Larissa: Todo Poderoso Timão não é nos comparando com Deus e sim o Corinthians que é um deus nosso. Respeito todas as religiões, a minha é o Corinthianismo. E o que vc tem a ver com isso?

O ódio e a probreza moral dos seus comentários, só ratificam o que eu te respondi anteriormente sobre a inveja dos anti-corinthianos.

Agora que vc já disparou todas as suas mentiras e distorções em forma de sofisma contra o clube e a criadora desse espaço, seus comentários vis não serão mais permitidos por aqui.

Crie um blog para difamar o Corinthians…e vc terá mais audiência…são milhões de anti-corinthianos por aí. A maior torcida do Brasil. Nós agradecemos a preferÊncia.

Comentário por Denilson Martins

ISSO É OQUE EU CHAMO DE IBOPE VIU !!!

COMO NOS ADORAM , E NOS AMAM !

MAS ISSO É NATURAL … OS TIMES PEQUENOS NECESSITAM DOS GRANDES PARA SOBREVIVER MESMO !

BELO TEXTO LARI , CONCORDO EM CADA VÍGULA QUE VC ESCREVEU ACIMA !

Larissa: Gracias baby! =)

Comentário por Cirilo




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: