Corinthians: Preto no Branco


Finazzi conta sua versão
junho 23, 2008, 11:28 pm
Filed under: Uncategorized

Foram dezesseis gols em 32 jogos na passagem pelo Parque São Jorge. Números razoáveis se comparados ao deste ano: seis partidas, com apenas três tentos anotados. Finazzi aponta uma série de razões para o péssimo aproveitamento em 2008. “Estou hoje no São Caetano porque o ‘sistema’ no futebol às vezes não ajuda. É um assunto delicado. O futebol no Corinthians não funciona como empresa, algumas coisas não se conversam. Eu ouvi falar muita coisa”, revela.

Especula-se nos bastidores do clube que seu “afastamento” do time titular foi devido a uma questão da vitrine de mercado. O Corinthians não ganharia nada em uma futura transação, ou na saída do atacante de 34 anos, o que não ocorreria no caso de outros atletas. “Não sei se o motivo real foi este, espero que não seja, porque não é justo. Ano passado o Nelsinho Baptista me deu muita força. Esse ano, eles (treinador e diretoria) queriam que eu saísse”, desabafa.

A mágoa tem sentido. Finazzi saiu do time titular no início do Paulistão. “Eu estava voando em campo quando o Mano (Menezes, treinador) me tirou. Era artilheiro ao lado do Alex Mineiro, do Adriano… No mesmo momento, vários companheiros estavam em má fase, e depois deram a volta por cima (casos do Herrera e Acosta). Eles tiveram a confiança do técnico, mas comigo foi diferente. Isso não foi legal, tenho certeza que não tinha a confiança da comissão técnica”.

Pau nos médicos:

Finazzi continua a série de revelações. Agora o assunto é o Departamento Médico do Corinthians. “Eu fiquei um tempo em tratamento que não era necessário. Cumpri ordens apenas. Fiz 3 aplicações de Polireumin (um lubrificante das cartilagens do joelho) que me tiraram quase 30 dias dos treinos. Eu sentia dores no joelho, coisa que todo jogador sente. Neste semestre eu teria ficado, no máximo, apenas 4 partida de fora por contusão”, afirma.

Mas porque não reclamou publicamente antes? A resposta é simples. “Não queria conturbar o ambiente. Se fizesse isso, e perdêssemos o título da Copa do Brasil, a culpa seria do Finazzi. Eu seria chamado de desagregador”, conta. Sobre Felipe, afastado por falta de empenho nos treinamentos, o ex-camisa nove do Timão se mostra à vontade para comentar. “O Júlio César é meu amigo, e um grande goleiro. Mas o caso do Felipe é igual ao meu. Os motivos alegados para o afastamento não têm nada a ver com o que está sendo dito. Tinha muita gente esperando uma falha dele para pegar no pé. Ele é um ídolo e um dos melhores do país. Os motivos verdadeiros não estão sendo revelados”.

No fim da entrevista, Finazzi afirma que “não sente mágoas” e agradece o apoio da Fiel, mas demonstra um certo desejo de vingança, com data marcada: dia 5 de julho, no Pacaembu, no confronto de seu novo clube contra o Corinthians. “Vou fazer de tudo para jogar e vencer. Todo mundo gosta de atuar contra o ex-clube. A motivação é muito forte, apesar do Corinthians ser uma equipe em franca evolução. A tarefa é difícil, mas vou à luta”, promete.

Por ADRIANO DOLPH

Notem como conferem as informações com as suspeitas que publiquei aqui, lá em 15 de março:

https://larissabeppler.wordpress.com/2008/03/15/finazzi-colecionador-de-contusoes-do-timao/


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Incrivel. Saiu do Corinthians vira santo. Acho que o Finazzi queria o lugar do Herrera, afinal (segundo ele acha), ele não se esforçava mais porque os médicos?????? não deixaram.
Tá. Agora no Corinthians médico boicota também o treinador.
Finazzi, indicou Lima, para o seu lugar, só que se esqueceu de sair em dezembro.
Finazzi, está mais ou menos para Romário (bem menos claro), não pode treinar.
Se treinar forte, não joga.
É brincadeira o que essa mídia dá fé, para gente sem postura profissional?
Tenho visto criticas (encomendadas) contra Dunga, um cara que sempre foi simbolo de dedicação, força de vontade, raça, por onde passou, pessoa de bons costumes, e correta.
Ao mesmo tempo, vejo “homenagens” em sites dos mesmos críticos, à Adriano, (belo exemplo para nossos filhos não?) baladeiro, e batedor de carros de madrugada, e pasmem, em sites e blogs Corinthianos, (pasmem) a Fernandão, aquele….o churrasqueiro, com os jogadores do Goiás, para comemorarem a derrota do time dele que rebaixou ou Corinthians.
Dá prá entender, até onde chega a insanidade, e a inconsequente inversão de valores, praticada por esses “terroristas” da palavra?
Pretendem impor a “sua verdade” tecendo elogios ao marginal da ética e da moral?
Ainda bem, que ainda existem aqueles que pensam, e não se deixam conduzir pelos “achistas”, e jornalistas neófitos de plantão.
Consumidor de cocaina, é idolo. Dunga é vilão.
Tá….já entendi.
(La..desculpe o desabafo em seu blog, alguns não aceitam esse tipo de manifestação)

Comentário por Jarbas




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: