Corinthians: Preto no Branco


Caso Jô: Questões Pertinentes
junho 28, 2008, 10:28 pm
Filed under: Uncategorized

Ao ler a matéria da venda do Jô:

https://larissabeppler.wordpress.com/2008/06/28/diretoria-brilhante/

O torcedor deve se fazer 3 perguntas:

1) Quem vendeu os 10%?

2) Qual o valor da venda?

3) Qual o nome da empresa que comprou?

Respondendo essas perguntas, é possível cobrar quem fez esse negócio nebuloso.

Vamos lá,

Quem vendeu, está claro na matéria: o presidente.

O Valor é obscuro (contrário de Transparência) e não consta em lugar nenhum.
No entanto, qualquer valor abaixo de R$ 6 milhões, é algo a ser mto bem explicado por ele e devidamente cobrado por nós.

Isto porque, ou é um atestado de incompetência e amadorismo (pq o mundo sabia que o Jô estava pra ser vendido por uma fortuna), ou é uma confissão de crime, de q alguém embolsou o dinheiro.

A terceira pergunta também não pode ser respondida até o momento, graças à obscuridade do negócio.

No entanto, há mais uma questão muito importante. Anteontem, postei aqui as contas do clube até maio deste ano, logo, pergunto: onde está este dinheiro no balancete do clube?

No balancete que analisa as contas do clube no ano até 31/05, há um valor de R$ 4,5 milhões, referente à venda de atletas e empréstimos.

Se alguém for contador me ajuda aqui. Minha dúvida reside no que tange a constar no balancete o dinheiro apenas quando é recebido ou consta no balancete na hora da venda?

De qualquer forma, o clube vendeu no início do ano o zagueiro Zelão e o Eventon Santos, segunto notícias da época, por 2 milhões de euros cada, sendo que o clube tinha 50% dos direitos, o que nos dá 2 milhões de euros. Mas o clube vendeu tb o Wilson, por 400 mil dólares.

Fazendo uma conta rápida, isso dá +- uns R$ 5 milhões, convertendo para reais.

Vamos aceitar o valor de R$4,5 milhões que consta no balancete, pq é de praxe umas comissões a pagar e tudo mais.

Mas não consigo ver algum centavo da venda do Jô aí nesses R$4,5 milhões do balancete. Ou seja, cadê? Evaporou? Sumiu na neblina?

Cadê a Transparência?!

Agora o Blog do Paulinho, trouxe informações que fazem total sentido no caso:

“Andres Sanches tentou esconder, mas a verdade apareceu.
Quem comprou os 10 % dos direitos do atleta Jô, que pertenciam ao Corinthians, foi Kia Joorabchian, pela MSI.”
Sérgio Alvarenga, ao falar do caso, citou “investidores”, mas não citou MSI. Será que se não fosse o Kia ele teria citado o nome?!

O envolvimento da MSI na história faz sentido sim!

Pra entender, devemos voltar até a época da HICKS do sr. Dick Law, também conhecido nos bastidores como: “se abrisse a boca muita gente seria presa no PSJ”.

É de conhecimento público que o fundo de pensão americano dava dinheiro na mão dos cartolas, até o dia que descobriu que estes super faturavam tudo.

Na época a parceria era praticamente unanimidade entre os conselheiros, agradava a todos aquela forma dela gerir distribuindo verbas sem controle.

O sr. Roque Citadini era um defensor ferrenho da HICKS, mesmo quando esta somente pegava as receitas e não repassava nada de volta, pois já estava vigente o acordo em que ou os cartolas aceitavam aqueles termos, ou os americanos abririam a boca e colocariam muita gente na cadeia.

O sr. Roque, como porta-voz da diretoria e figura emergente na turma, entrou no jogo por razões políticas.

Com isso entramos em empréstimos bancários para honrar nossos compromissos, enquanto a HICKS recuperava por meio de receitas do clube o que lhes haviam tirado os conselheiros.

O caso da MSI é parecido, veio aqui, pagou as dívidas e foi sabotada pra que saísse assim que começasse a dificultar a distribuição de verbas, com a diferença de que alguns conselheiros mais “espertos” sabiam desde o início, pelo contrato proposto, que seria muito mais difícil passar uma “rasteira” na MSI, do que havia sido com as duas parceiras anteriores, razão pela qual sempre houveram opositores ferrenhos nesse caso.

Na prática, o filme é o mesmo, a MSI saiu com dinheiro a receber, embora dentro do clube os cartolas tentem passar o contrário.

Houve uma investigação completa, o MP encontrou desvios do Dualib, mas não encontrou nada que a MSI tivesse tirado irregularmente do clube.

Os cartolas pregam o fim do contrato, mas não fazem, pois sabem que o fato da Carla Dualib se apoderar de receitas que seriam da parceira é o ponto de discórdia jurídico válido.

Enfim, como a HICKS, a MSI também tem o que receber.

E qual a melhor maneira de se fazer isso?

Simples!

Da mesma forma que foi feita da outra vez ora… Por baixo dos panos, sem prejuízo pra imagem das partes, principalmente no que se refere aos conselheiros do clube.

Como o Andrés Sanchez poderia explicar que estaria devendo dinheiro a uma parceria que nossos cartolas acusam de ter roubado o clube???

O populista jogaria limpo? Explicaria a situação e se incriminaria juntamente com todos mal intencionados do conselho, entre eles os favoráveis a parceria que só queriam meter a mão na verba e os contrários porque sabiam da dificuldade de meter a mão na verba dessa vez, ou faria o que é a pratica mais comum no PSJ, que é “resolver” tudo por baixo dos panos???

Por essas e outras é que não duvido, que assim como na época da HICKS, tenham um feito um acordão pra ex-parceira reaver parte do que lhe foi tirado, sem ter de entrar com um longo processo pra cima dos nossos nobres cartolas, já que a morosidade da justiça pra um lado e o prejuízo da imagem pro outro, não seria o caminho mais interessante pra ninguém.


6 Comentários so far
Deixe um comentário

gostei da materia e muito mais pelo seu amor ao nosso timão.. pessoas como vc fazem eu sentir ainda mais orgulho de ser corinthiano…
bjus linda e me add no orkut

Comentário por randy

eu queria saber mais uma coisa já que vc citou a MSI e o KIA ai…..
será que seus amigos (presidente, diretores) da gavioes da fiel vão ficar felizes em responder pq uma divida de R$65 mil simplesmente evaporou-se no ar???
pq eles recebem ingressos em sistema de consignação(o que é inconstitucional)e não repassam o valor ao clube depois?????
ai vc vai publicar tb???? ou vai proteger seus “amigos”?????

Larissa: Estou esperando respostas também. Só não publiquei ainda pq tudo que tenho aqui é a matéria e eu estou aguardando o pronunciamento da agremiação e da diretoria para escrever em cima disso.
Quanto a amigos, até tenho alguns na torcida sim. Mas me afastei da agremiação desde que resolveram apoiar o Sanchez, em quem não confio, e porque acho que a organizada deveria estar aí não para apoiar e sim para cobrar. Inclusive, já critiquei a agremiação diversas vezes em meu blog.

Só um aviso, eu conheço recados como os seus e sei que são plantados, assim como os do blog do Paulinho, e aqui, não passa. Entendeu?

Comentário por AROBMAS

Esse caso do Jô é muito estranho realmente. Na verdade, outros times como São Paulo, Palmeiras, enfim todos os outros, não revelam os seus negócios.
Em circunstâncias normais, seria injusto exigir que só no Corinthians todos os negócios, salários, e tudo o mais, sejam revelados.
Mas acontece, que não estamos em uma “situação normal”, porisso causa espécie qualquer e todo negócio.
Eu já disse, e acredito que seja verdade, que o Corinthians, perdeu não só dinheiro nesses ultimos anos, mas coisas mais importantes, e que são dificeis de recuperar.
A luta pelo poder, trouxe uma situação em que não há mais credibilidade para nada.
A Instituição Corinthians, foi sériamente danificada, e continua sendo massacrada diàriamente.
É um absurdo, uma administração ter que revelar tudo, absolutamente tudo.
Porque isso não é exigido em outros clubes?
Simplesmente porque neles não se perdeu a credibilidade.
Acho sinceramente, que o Corinthians está se tornando inadministrável.
Vejo neste post, criticas a Citadini, que é oposição a Sanchez, e ao próprio Sanchez.
Então não dá para sequer imaginar nome de consenso, ou de qualidade, que iniba criticas, e consiga administrar com tranquilidade.
Qualquer que seja a corrente vencedora, estará sob suspeita, e nessas condições, não há (pensando em governo) “governabilidade”.
Se elegemos alguem, que peite os atos idiotas de torcedores, como aqueles que foram no PSJ recentemente, vai comer o pão que o diabo amassou.
Se elegemos alguem alinhado, ou que tenha sido amigo, do vizinho, do cachorro da empregada, do primo do cunhado, de alguem de outra corrente, o pau come solto.
Qualquer que seja o eleito, não terá sossego.É um erro, achar que trocando nomes, no dia seguinte tudo ficará azul.
A enxurrada de acusações diárias que o clube sofre, quando diminui, procuram na geladeira cadáveres de anos atras, e trazem a reexibição publica.
Não vai ter fim nunca.
“Lembra? Fulano era amigo de cicrano, que foi chegadinho no beltrano”.
É tanta pancada, acho que o paciente está em coma induzida.
Os inimigos, externos estão tendo orgasmos, e os internos, inverteram o simbolo dos “Mosqueteiros”. “Um por todos e todos por um”.
Hoje é cada um prá si, e o Corinthians que se dane.
É tão lastimável nossa situação, que estamos esperançosos para eleger alguem que reanime um morto, nem com aparelhos de ultima geração volta a vida.
Na melhor das hipoteses, continuaremos apenas a respirar por aparelhos.
E o que é pior, ninguem cai na real, nem Dirigente, nem torcedor, nem ninguem.
Será que não perceberam que a dose que aplicaram para derrubar uns e outros, foi tão grande que comprometeram o paciente?
Dividas não se pagam sózinhas será que sabem disso?
Times fantásticos (tem gente que reclama que não somos um Chelsea), não são construidos em “ambientes sob suspeita”. Pelo contrário, não se sustentam.
Desmoronam, ou por debandada de jogadores cansados da “suspeição”, ou pela ausência de reforços à altura.
Em suma, o Corinthians hoje é rejeitado, até pela midia, e parte dela, feliz, por ter conseguido seu objetivo.
Se um Diretor, resolver colocar ordem na casa, e peitar um bando de torcedor, proibindo manisfestação em treino, ou recusar ingressos, vira “inimigo” do Corinthians. (na verdade é inimigo deles)
Estou na espectativa, de quem será o “ELEITO”, e “UNGIDO”, como Messias, que ressussitará Lázaro, de novo.
Aqui, falando baixo só entre nós, acho que mesmo quem é contra, e a favor, não sabe quem será, e espera que surja como obra do “Espirito Santo”, (de novo).
Não vejo ninguem, apontar um nome. Tem?????? Coitado.

Comentário por Jarbas

É um mundo de comadres, onde o que menos interessa é a nossa paixão.

Comentário por jeff

Faltou um acrescimo no meu desabafo. Se essa parte do Jô foi realmente negociada com a MSI, na minha opinião é caso de impeachment do Presidente já.
Justamente com a empresa que nos deu o calote do Nilmar?
Reafirmo o Corinthians morreu e não sabe.

Comentário por Jarbas

Tem mais: http://www.skysports.com/story/0,19528,11095_3084331,00.html

O Código Civil prevê em seu capitulo IV, a anulabilidade do negócio juridico viciado. Onde estão os grandes juristas do clube?

Comentário por nonsense




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: