Corinthians: Preto no Branco


Goleada e lágrimas de Bebeto
agosto 27, 2008, 8:30 am
Filed under: Uncategorized

No Pacaembu, o Corinthians goleou o deficiente Gama por 5 a 0 nesta terça-feira em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

É… Já estamos no returno (graças a Deus!), a saga corinthiana está chegando ao fim, só que o Timão ainda vence, mas não convence. Pouca criatividade, muitos erros individuais e coletivos, mas que na paupérrima “segundona” não fazem a menor diferença mesmo. Se existe um lugar onde se possa dizer ainda: “a camisa pesa” é aqui. Às vezes tenho a impressão de que o Corinthians vence alguns jogos só porque é Corinthians. Noutras, penso que é pelo baixo, baixíssimo nível dos adversários.

Mesmo diante das facilidades da várzea, o alvinegro de Parque São Jorge não vencia uma partida por mais de três gols há dez rodadas, quando venceu o Marília, também pelo placar de 5 a 0. O jejum de goleadas teve fim com as finalizações de Douglas que marcou um belíssimo gol de fora da área, o argentino Herrera que depois de algumas oportunidades desperdiçadas marcou o seu, André Santos que converteu o pênalti cometido em Herrera, e pasmem, até Elias e Bebeto tiveram seu momento de glória.

O Timão lidera a competição com folga de seis pontos, após tropeço do segundo colocado, o Avaí que quase perdeu, mas acabou empatando com o ABC depois da marcação de um pênalti duvidoso.

É fato que o Corinthians retornará à elite do futebol brasileiro, talvez até antes do final da desesperadora série B (assim espero!), no entanto, o desempenho do time não agrada e me faz gelar só de pensar na série A.

Talvez alguns me considerem pessimista por escrever dessa forma, após uma goleada do time do coração, no entanto, creio que seja mais realismo de minha parte. E quem assiste, sabe que golear era mesmo obrigação. O inofensivo Gama ocupa a 13ª posição da tabela e enfrenta uma crise daquelas, com direito até a superstição à la Zagallo: tem o terceiro pior ataque da competição, bem como, a terceira pior defesa, Flávio Barros já é o terceiro técnico do ano e o goleiro Donizete também já é o terceiro que assume a titularidade em 2008 no Gama. Ê fase! Algo me diz que depois desses cinco gols, os números tenham mudado de uma forma ou de outra, pra pior, é claro.

Em meio a tanto marasmo, do alto da resignação da várzea, meu lado menina conseguiu se emocionar com um fato durante a partida, ou melhor, na seqüência da mesma. A entrevista da aposta de 30 anos do Mano, o atacante Bebeto, que aos prantos agradecia ao treinador por ter sido o primeiro e único a reconhecer o seu trabalho. Acho que agora o nosso novo matador entendeu que faz parte da Instituição de Caridade Lar Mãe-Corinthians. Vai lá Bebeto! Zago ainda há de encontrar o seu Romário (da Paraíba, quem sabe…) para compor a dupla de ataque da seleção corinthiana.

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

O passeio corinthiano continua, antes jogar mal e ser o primeiro que jogar bem e ser o ultimo, me corrijam se estiver errado, o mano disputou com o gremio a 2a. div. e lembro que na época os jogos eram mais truncados, o futebol era de marcação e força os 90 min. de jogo, o palmeiras e botafogo tbm passaram por isso, o Atletico-MG já teve uma folga a mais, e subiu sem problemas nenhum, o mano previa isso antes de começar o campeonato e montou esse time que está ai, não está bom mas tbm não está ruim, agora vamos analizar se a série A tbm não empolga, tirando alguns jogos bons, os times tbm não são lá essas coisas que se imaginam em um campeonato desse nível, e com o futebol cada vez mais pobre no Brasil, campeonato de série A com jogador de Série B, imagina a série B então.

Larissa: Questão de ponto de vista.
Mas por achar esse um dos anos mais fracos da Série B, é que considero que o desempenho deveria estar superior ao que estamos vendo aí. Mas enfim…

Comentário por Toel

Larissa, pelo menos o choro do Bebeto me revelou uma coisa muito importante.
Que a lealdade, a amizade e a consideração existem em algumas pessoas.
As insinuações nesse caso do Bebeto (o contrato é de risco) eram de que haviam interesses financeiros por trás.
Sinceramente, acho que esse choro, pelo menos mostrou que essas insinuações foram no minimo, de gente pequena.
O caso Careca, é mais emblemático ainda. Tristissima a historia.
Talvez, alguem lá de cima, esteja nos recompensando de alguma forma.
E de uma coisa estou gostando. Sempre reclamei que tinhamos poucos homens de área. No ano passado era só um. O Finazzi, quando machucava (o que era sempre) ficavamos a pé.
Acho que precisamos ter sempre 03 ou quatro, para mudança de estratégia.
Precisamos ter sempre, habilidosos, ou brigadores, ou altos, isto é, opções.
Teremos, a se confirmar os boatos, Herrera, Octacilio, Bebeto, Careca, e Brandão.
Para ganhar campeonatos (2009) é preciso elenco. Suspensões e contusões de jogadores importantes arrebentam tanto o time, quanto transferências em meio do ano.
Eu gostaria até que viesse o Dodô também, embora alguns critiquem, mas para mim é ótimo, ainda mais para o Corinthians.

Larissa: Chorar não é difícil Jarbas. Embora, eu também acredite na idoneidade das lágrimas de Bebeto, sobretudo, considerando a situação, quando a negociação envolve interesses, geralmente é entre clube e empresário. E o futebol, nos dias de hoje, sempre envolve interesses financeiros.

Comentário por Jarbas

Precisamos pensar na B, Larissa. Infelizmente. E quanto a A, medo há, a se há!

Larissa: Mas a série B é essa baba que já vimos aí. Não há o que pensar, só o Mano parar de inventar e fazer o que deu certo. Simples. Já podemos pensar na A, esta sim, será complicada se ficarmos do jeito que estamos.

Comentário por jeff

Eu só descobrí seu blog lendo um comentário seu no Blog do Paulinho e gostei muito daquí.

Concordo com muita coisa que você diz, outras discordo, mas nesse assunto específico tenho os mesmos receios que você: o time não convence.
Está vencendo Série B com folga, é verdade, mas tenho medo que em 2009 e 2010 (ano do centenário!) ficaremos mesmo é na torcida, pois o Corinthians está repetindo a mesma saga do Palmeiras: coadjuvante por algum tempo.

Se fosse para o Corinthians cair, como quase se deu em 2004, acho que não doeria tanto, como foi em 2007.
Pelo menos cairíamos com honra, ao invés da pecha de ladrões. 😦

[ ]’s

Comentário por André (brfritos)




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: