Corinthians: Preto no Branco


O Departamento de Marketing e a Carla…
setembro 8, 2008, 9:52 pm
Filed under: Uncategorized

Dessa vez separados, para sorte do Corinthians ou quase isso. Do lado dos que ainda trabalham confeccionando camisetas no Marketing do clube, já se pode visualizar como ficará a e”dição têxtil da revista Caras” ou camisa que o Corinthians usará na última rodada da Série B. Para quem perdeu a chance, o vídeo está disponível em: http://video.globo.com/Videos/Player/Esportes/0,,GIM879456-7824-CORINTHIANS+VAI+HOMENAGEAR+A+TORCIDA+EM+CAMISA,00.html

Embora discorde, por razões técnicas, de alguns pontos da matéria publicada na Folha de São Paulo, por José Geraldo Couto¹ abordando a questão do mais novo projeto de Marketing, tenho de concordar que ele conclui a mesma com perfeição quando refere: “(…) Mas deixemos de lado a miudeza dos entraves práticos. O que esse plano genial, no fundo, significa? Para mim, que os dirigentes estão apelando mais à vaidade do que propriamente à fidelidade do torcedor. Na sociedade da imagem e da superexposição pessoal em que vivemos, faz sentido que uns endinheirados queiram estampar seus rostinhos numa camisa, digamos, histórica. Os torcedores mais fiéis provavelmente prefeririam usar os R$ 1.000, se os tivessem, comprando ingressos para todos os jogos do Corinthians na competição, ou para viajar com o time para um importante confronto fora de casa. (Isso tudo, claro, depois de comprar comida, pagar aluguel, passe de ônibus etc.) Mas talvez eu esteja jurassicamente enganado, falando sozinho num mundo em que faz todo o sentido a transformação da camisa do Corinthians numa espécie de edição têxtil da revista “Caras”.” De fato, representou o meu pensamento com riqueza de detalhes.

No lado dos que deixaram o Marketing (o departamento do Parque São Jorge), Carla Dualib diz estar preparando nova edição sobre os bastidores do Corinthians, dessa vez, com documentos e transcrições de gravações que só agora recebeu liberação para publicar. Vamos ver se a “corinthiana”, em sua segunda edição, finalmente prestará um serviço aos corinthianos (de verdade). Ou se essa segunda edição, tal qual a primeira, será apenas uma maneira que a neta do facínora encontrou para limpar seu nome e reabrir as portas que se fecharam para ela no mercado. Já está na hora dessa família Dualib servir para algo de produtivo, embora eu duvide muito que isto ocorra algum dia.

.

*¹ – José Geraldo Couto é colunista da Folha de São Paulo e publicou a matéria United Colors Of Corinthians que pode ser lida na íntegra em: http://erikabataglia.blogspot.com/2008/09/besteirol-corinthiano.html


2 Comentários so far
Deixe um comentário

É brincadeira. Temos é que ter vergonha da segundona. Digo e repito que assistir jogos da segundona é dureza. Agora camisa comemorativa??? Histórica sim, pq, marcará o fim do calvário, agora, a ser comemorada… Sei não…
Sobre a neta do Vovô ladrão, acho que nunca vai limpar a barra, ou vc dá uma terceira chance a um namorado que te corneou durante anos?
Mas seria interessante ela colocar tbm os outros fdp’s no meio, para sabermos quem é…
Abs

Larissa: Disse bem: seriaaaaa interessante. Mas até que me provem o contrário, duvido que ela sirva pra limpar o clube desses nomes que estão “no meio”.

Comentário por Guilherme

Larissa. Não concordo muito com o comentarista, e encaro essa ação do Marketing, de modo diferente.
Explico. O jornalista está errado ao afirmar que o torcedor prefere gastar os 1.000 reais para assistir os jogos do Timão.
Ele se esquece que são sómente 400 colaboradores.
Não é produto para torcedor.
Ele erra na análise por não atentar, que na verdade se trata de um “livro de ouro”, a ser subscrito por 400 Corinthianos com poder de compra.
Ou ele acha que nos jogos do Corinthians, se não aderissem a essa campanha seria muito melhor, pois haveriam 400 torcedores a mais nas arquibancadas.
Porisso te falo, jornalista burro, ou mal intencionado, e antis, escrevem besteiras aos borbotões.
Fui colaborador de um Hospital Beneficente, e de vez em quando lançavamos jantares a 200,00 reais o casal, para arrecadar fundos.

Isso era para “tirar dinheiro da população”, como insinua o jornalista?

Claro que não. Convocavamos “colaboradores”, para nos ajudar a gerir o deficit do hospital.

Tenho certeza, que será facilimo o Corinthians conseguir 400 empresários Corinthianos a colaborar.

Posto isso, tenho mais uma sugestão. Como temos 10.000 remidos (que não pagam ao clube), adoraria ver uma campanha, de 500 reais junto a cada um desses.

Será que se negarão? Ou desonrarão a benesse?

Tem critica, e tem critica. Isso é preciso deixar bem claro. Jornalista burro, só faz critica burra.

Um abraço.

Larissa: De fato, na íntegra da matéria ele contesta coisas incontestáveis e esquece de questionar os reais entraves práticos do projeto. Concordo quando ele critica o projeto em si, porque o considero bizarro. Estive pesquisando e breve coloco por aqui. Já a idéia dos remidos é boa…Abraço!

Comentário por Jarbas




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: