Corinthians: Preto no Branco


A camisa da vez…
setembro 10, 2008, 7:38 am
Filed under: Uncategorized

Parece anúncio de pessoas desaparecidas, quem sabe de criminosos procurados pela polícia, capa de jornal após alguma tragédia aérea ou, na melhor das hipóteses, um trabalho escolar de colagem feito por crianças do ensino básico. Mas é a camisa “comemorativa” (como se tivesse o que comemorar) do jogo que marcará a volta do Timão à Série A do Campeonato Brasileiro.

Já abordei o assunto aqui no blog, no entanto, alguns entraves práticos têm me deixado intrigada quanto à realização do ousado projeto. É fato que o clube ainda não esclareceu oficialmente os detalhes da tal camisa, no entanto, de acordo com as notícias veiculadas, não me parece ser uma idéia muito viável. Isto por que, pesquisando as regras do futebol quanto aos uniformes, parece que, exatamente por ser uniforme, definido no dicionário como: que tem uma só forma; Idêntico; vestuário idêntico para todos os componentes de uma agremiação), todos os jogadores devem estar vestidos de maneira uniforme.

Mas se pretendem lucrar R$ 4,4 milhões com as camisas “das pessoas desaparecidas” e não R$ 400 mil, significa que pretendem fazer uma camisa diferente para cada jogador de linha? Isso não é contra as regras do próprio futebol?

Ademais, além de, salvo engano, ser contra as regras do jogo, parece um tanto quanto inviável que o Departamento de Marketing confeccione quatrocentas camisas, por exemplo, do atacante Dentinho e envie para as quatrocentas pessoas que compraram e aparecem na camisa do Dentinho. Depois confeccione mais quatrocentas camisas do lateral-esquerdo André Santos e enviem para as quatrocentas pessoas que compraram e aparecem na camisa do número 27 e assim sucessivamente com o restante do time.

A única solução cabível, no meu entendimento, seria venderem apenas 400 espaços que ocupariam a camisa e esta seria a mesma para todos os jogadores. No entanto, dessa forma o lucro arrecadado seria de apenas R$400 mil?! Isso caso consigam vender todos esses espaços pela bagatela de R$1.000,00. Enfim, toda essa bizarrice por míseros R$400 mil? Até as camisetas “Eu Nunca Vou Te Abandonar”, reza a lenda que renderam R$ 961.002,00 aos cofres do clube.

Creio que as notícias acerca do projeto, que dão como lucro previsto o valor de R$4 milhões, estão um tanto equivocadas, ou está equivocado o Departamento de Marketing do clube.

Considerando a forma que as coisas vêm sendo realizadas no Corinthians, fico inclinada a acreditar que, mais uma vez, um projeto é mal explicado propositalmente, talvez com o intuito de fazer o torcerdor crer que a idéia renderá uma boa quantia ao clube, quando na hora H, veremos que essa idéia bizarra não irá gerar o suficiente nem para pagar dois meses de salário do Mano Menezes.

É o que leva a crer quando analisados os detalhes e a história pregressa das pessoas envolvidas. Quem não se recorda dos R$100 milhões alardeados que pediriam pela transmissão da série B, para no final fecharem contrato por cerca de 10% disso, incluindo espaço publicitário na grade de programação ao invés de dinheiro em espécie, ou das contratações de peso do mágico mês de maio, a empolgação com a TV Timão e o quanto ela iria render, ou ainda, dos R$16 milhões que pretendiam comerciar com a Nike para, meses depois, negociar um valor inferior à metade do pretendido originalmente e acabando por aceitar os míseros R$5 milhões que já estavam acordados com a multinacional desde a assinatura do contrato, dentre outras falácias?

Pois é, esses episódios e tantos outros ilustram bem a decepção que grande parte dos torcedores terão quando se derem conta de que estão cogitando um projeto estraga-camisa de míseros R$400 mil e não razoáveis e alardeados R$4 milhões. E até que se explique melhor os moldes desse intento, os rivais se divertem e os corinthianos aguardam, matreiros…

Anúncios

12 Comentários so far
Deixe um comentário

Olá,
Tenho sempre acompanhado seus posts e tenho achado seus comentários muito lúcidos. Parabéns pelo trabalho.
O Marketing da Finlândia tem feito muita fumaça e pouco resultado prático. Mas, me permita descordar de vc em relação à esta “camisa comemorativa”: acho a idéia boa, mas de difícil execução. Não será fácil encontrar 4.000 pessoas que possam pagar os mil reais pra colocar a foto na camisa. E pela foto, dá pra ver que a camisa terá um padrão, de longe será uma camisa listrada de cinza e branco. Só de perto a diferença das fotos será perceptível.
abs
Ricardo

Larissa: Pois é Ricardo …mas dentre tantos projetos necessários para o clube, preferem se ater a mais uma camisa. Quanto a disposição das fotos, uniformes, tentei encontrar esclarecimentos sobre o assunto e não achei nada mais aprofundado, mas de fato, serão diferentes, então, vale ressaltar essas questões caso o Departamento de Marketing não tenho consultado os órgãos da CBF responsáveis por determinar as normas e o cumprimento das regras. Já pensou se o Corinthians lança essa campanha e depois, próximo ao jogo, é impedido de entrar com a camisa? Seria absurdo, mas como eu não duvido de nada que venha de determinados indivíduos…

Comentário por Ricardo

Apesar de conhecer e frenquentar seu blog ha pouco tempo vejo que vc é uma Corinthiana que realmente luta para ver nosso Timão comandado por homens de bem e que queiram apenas o bem do clube sem querer nada em troca,e nesse ponto concordo com vc. Mas também vejo uma má vontade tremenda sua em relação as ações da atual diretoria,acho que combater quem não presta e diferente de tentar desqualificar o que os mesmos fazem.Acho que todas as iniciativas de ajudar ao Corinthians são validas.

Larissa: Entendo o seu pensamento e mais, concordo. No entanto, não se trata de má vontade, fico mesmo é revoltada, indignada e enfim …Claro que todas as iniciativas de ajudar o clube são válidas, é que eu não vejo onde esses balões de ensaio criados possam contribuir. E acredito que pessoas graduadas e com a devida competência para tomarem conta de departamentos de um dos maiores clubes do Brasil, sejam pessoas aptas a realizarem projetos mais inteligentes, bem estruturados, com um fim específico e efetivo. Ficar mirabolando estratégias de camiseta? Dá licença, mas isso eu também faço e devo até ter idéias mais elaboradas. Espero muito mais dessas pessoas que estão representando o meu clube. É o Corinthians e não o CRB.

Comentário por Marcelo Firmiano dos Santos

Larissa, acho que existem muito mais perguntas do que respostas nesse caso, as minhas dúvidas:

– para uma campanha dessas ser lançada na mídia, o mínimo que se exige seria uma consulta prévia à CBF ou FIFA sobre a possibilidade dessa camisa ser feita e poder ser usada em competição oficial. Será que isso foi feito?

– a pessoa que entrar nessa campanha vai poder escolher em que camisa ele vai aparecer? Afinal de contas, vai empenhar mil reais no projeto, é o mínimo que se espera.

– como será a camisa do goleiro? Ela não pode ser igual à dos jogadores, pelas regras do futebol.

– e para os reservas? Caso um jogador precise entrar em campo, como será o uniforme dele? Não teria de ser igual aos titulares? Então a conta nesse caso seria superior aos 11×400, não?

– Me parece que o destino será o mesmo da camisa roxa na sua primeira aparição, ou seja, entrariam em campo com ela e depois usariam o uniforme tradicional para o jogo. Será que apenas isso valeria mil reais?

Como se vê, temos mais dúvidas do que certezas sobre o sucesso dessa nova empreitada…

Larissa: Concordo e endosso algumas de suas perguntas. Com base no bom senso, eu acredito que: 1 – Espero que tenham consultado todos os órgãos necessários, realmente, é o mínimo; 2 – Deverá escolher; 3 – Li que a camisa do goleiro seria excluída, no caso, já diminuiria o lucro estipulado para o projeto. Mas não há muitos esclarecimentos sobre. 4 – E tem ainda a questão dos reservas, estou à espera de esclarecimentos do clube para escrever a respeito, com base no que li, o que deu pra concluir foi isso; 5 – Também tenho a mesma impressão e no caso, se assim for, não vale à pena. Aliás, nem se jogassem uns 5 jogos com ela, valeria a bagatela de R$1.000 reais.

Comentário por Pachecão

Larissa: Nota do Estadão:

“Timão apresenta camisa com fotos de torcedores
10.9.2008 – 09:50

Foi divulgada nesta terça-feira como será a camisa que os jogadores do Corinthians vão usar no dia 22 de novembro, contra o Avaí, no Pacaembu. O uniforme terá o rosto de torcedores que vão pagar R$ 1 mil pelo privilégio. Será a última partida da equipe em casa na Série B e a expectativa é que o time possa já estar não só com o acesso assegurado, mas também com o título.

A idéia é vender 400 espaços por camiseta com fotos 3×4. A diretoria acredita que possa faturar R$ 4 milhões com o projeto (cada titular terá um modelo exclusivo, e os reservas usarão repetidas).

“Não sabemos ainda quando vamos começar a venda, como será feita, mas espero que tenha mais interessados do que espaço”, disse Caio Campos, gerente de marketing do clube. Cada torcedor ganhará uma réplica da camisa, o que obrigará a Nike a confeccionar pelo menos mais 4 mil camisas para a ocasião.

Reportagem: O Estado de S. Paulo”

A Fôlha de São Paulo, ao misturar “prato de comida, com passagem de ônibus do torcedor” foi tendenciosa, como sempre:
“Os torcedores mais fiéis provavelmente prefeririam usar os R$ 1.000, se os tivessem, comprando ingressos para todos os jogos do Corinthians na competição, ou para viajar com o time para um importante confronto fora de casa. (Isso tudo, claro, depois de comprar comida, pagar aluguel, passe de ônibus etc.)”

Qualquer pessoa minimamente qualificadas, vê nesse projeto um “LIVRO DE OURO” sofisticado.

Se é válido ou não, só dá pra saber depois.

Antes eu não me arrisco. Se bem como dizem que é projeto da Carla Dualib, ou de seu funcionário mencionado aí, CAIO (que ela elogia e atribui como mentor intelectual inclusive da roxa), espero que ela compre uma e estampe a sua foto.

Vou esperar o resultado. Depois opino.
Acharia melhor, a priori, que se corresse um livro de ouro, no velho estilo, com os Diretores, Candidatos, e medalhões, assinando primeiro, e depois divulgaria o resultado, e os nomes dos colaboradores.
Mas, …prefiro esperar, para não queimar a língua.

Larissa: Sou mais adepta à sua sugestão do que a do Marketing do clube. Realmente pouparia os torcedores interessados em contribuir ou investir no projeto.

Comentário por Jarbas

Desculpe Larissa, mas essa me parece, mais uma daquelas idéias fadadas a cairem no ridículo.
Não é possível, que não consigamos fazer brotar das fertilizadas mentes dos homens de marketing do clube, nada mais inteligente ou profissional.
Fica sempre a impressão, que fizeram um concurso de idéias, com a garotada do antigo curso ginasial (e quem ganhou, na verdade, estava gozando a cara do professor).

Larissa: Acho que assim como a diretoria vem fazendo ao contratar “jogadores”, faz o marketing ao criar um projeto por dia, ou seja, enganam-se achando que quantidade é qualidade, ou que através da quantidade possa se chegar à qualidade. Seria mais efetivo que tivéssemos menos projetos, mas que estes fossem mais estruturados e eficazes. O mesmo vale para as contratações realizadas pelo Departamento de Futebol.

Comentário por Devanir

Larissa, além de HORROROSA, não confio nas pessoas que tomam conta do TIMÃO e ficarão com esse dinheiro. Esses são dois motivos que explicariam a minha não contribuição com essa ação de marketing, além do principal: não tenho R$ 1.000 sobrando!

Larissa: Estamos no Brasil né? Pouca gente tem metade desse dinheiro sobrando. A maior parte da torcida trabalha duro o mês inteiro para receber 1/3 disso. Me admira considerarem vender 4 mil espaços assim…acho muito difícil. Foram vendidos 5.000 ingressos para o próximo jogo e olha que a arquibancada custa apenas R$15,00.

Comentário por Heloisa

Eu comprarei essa camisa e mandarei pra vc com a minha dedicatória!

Larissa: Engraçadinho!

Comentário por Daniel

Essa camisa vai entrar pra história como uma das mais bizarras da história do futebol.

Sobre as dúvidas, acho que nem o “marketing” do clube sabe direito o que pretende ainda, se entre os interesses estiver chocar o público, esse objetivo com certeza já está no papo.

Larissa: De fato…

Comentário por Shadow

Arrecadar fundos p/ o Corinthians dessa maneira, chega ser bizarra…. Na verdade mais criativo seria negociar com empresas do setor privado, colocando a logomarca, o Brasao Corinthiano, em alguns produtos, consequentemente alavancando sua venda…Ou outra ideia eh apostar em produtos realmente de qualidade… apostando em designers e publicitarios com ideias arrojadas… Porque nao se tem uma revista do Corinthians decente…produtos p/ criancas com qualidade educacional.. ate gibis… ou um CD soh de artistas Corintianos… Enfim… diretoria… vamos lah mais criatividade….

Larissa: Boas idéias não faltam. Tenho conhecimento de muitos corinthianos que enviam idéias legais ao marketing e que não são levadas a sério. Gostaria de saber o critério de decisão, mas enfim…

Comentário por Gustavo - Tokyo

Tenho um primo corinthiano, que diz que não quer que o time seja campeão. Ficando entre o segundo e o quarto está bom. Eu disse que se forem campeões, vão comemorar na Paulista. Depois dessa camisa funebre, com certeza vai ter muita comemoração, pelo título, que só o Palmeiras (dos grandes de SP) tinha. Como vocês são invejosos.

Larissa: Eu quero que seja campeão, mas por ser obrigação. Comemoração não deve haver mesmo. Seria lamentável.

Comentário por DONIZETE

Larissa. Com respeito a opinião dos amigos, mas se tudo der certo (bato na madeira tres vezes), vou soltar alguns rojões na orelha (e de madrugada) na orelha de uns vizinhos antis, que se esbaldaram quando o Timão caiu.
Eu já não iria dormir, mesmo sem rojões.

Mas, para não secar, só vou comprar rojão com a classificação assegurada para não secar.

Sempre existe esta maldita possibilidade, se o time desandar.

Não tem essa de exigir titulo não. Não vou colocar peso nas costas de ninguem.

Aliás para a maionese desandar, basta alguem colocar um limãozinho a mais, e no Corinthians tá cheio de secadores. Não arrisco. Cachorro mordido de linguiça……

rsrsrsrs

Comentário por Jarbas

O que seria realmente constrangedor, é sobrarem espaços sem vender…
Seria mais uma humilhação a ser superada por este combalido coração sofredor.

Comentário por Edilson




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: