Corinthians: Preto no Branco


G4
setembro 12, 2008, 12:23 am
Filed under: Uncategorized

Quatro das principais equipes do futebol brasileiro: São Paulo, Corinthians, Botafogo e Flamengo, anunciaram nesta quinta-feira a formação de um novo grupo. Trata-se do G4, que terá o objetivo de conquistar melhores resultados econômicos e sociais dentro do futebol brasileiro.

Nos últimos meses, as quatro equipes mostraram-se insatisfeitas principalmente com as bases oferecidas pela televisão referente aos próximos anos do Campeonato Brasileiro e que teve o aval do Clube dos 13.

1. Na reunião tivemos uma produtiva e instigante discussão sobre a indústria do esporte, suas implicações políticas, questões sócio-econômicas e nossos planos para o futuro.

2. Nos reunimos porque compartilhamos características, crenças e responsabilidades. Cada um de nós é responsável por trabalhar para que nossos respectivos clubes consigam os melhores resultados desportivos, econômicos e sociais. Somos responsáveis por desenvolver ao máximo a indústria do esporte, de forma transparente e democrática, contribuindo para o crescimento do país, gerando emprego e renda. Nosso sucesso fortalecerá o futebol brasileiro e cada um de nós é responsável por assegurar que o esporte seja um vetor de prosperidade e uma ferramenta para o desenvolvimento integral da pessoa humana.

3. Para assegurar os melhores resultados técnicos, econômicos e sociais de nossa atividade, não mediremos esforços para manter um diálogo permanente e pretendemos tomar em conjunto decisões relativas à comercialização de nossas propriedades, como, por exemplo, os direitos de marketing, publicidade, captação, exibição e transmissão de nossos jogos.

4. Assumimos o compromisso de colaborar com a CBF para o desenvolvimento do futebol brasileiro. Estamos seguros que nossas atividades não são incompatíveis com a sua organização. Temos certeza que juntos poderemos contribuir para trabalhar questões importantes como o calendário, o regime tributário dos clubes, a proteção ao atleta em formação e ao clube formador, o êxodo de nossos atletas para o exterior, entre outros.

5. Pretendemos intensificar nossa cooperação entre os próprios membros do G4 e com todas as entidades e instituições, públicas e privadas, para discutir e resolver os nossos problemas.

6. Concentraremos esforços em negociações e estudos de mercado capazes de potencializar produtos ainda pouco explorados como, por exemplo, os relativos às novas mídias, internet, telefonia celular, naming rights e toda segunda linha de patrocinadores. Nós estamos convencidos que o G4 pode desempenhar um papel importante no desenvolvimento e promoção destes produtos.

7. Acreditamos que a cooperação com outros clubes seja fundamental para alcançarmos os melhores resultados econômicos. Por isso, buscaremos ampliar o G4 de modo a permitir a participação daqueles clubes que compartilharem conosco as necessidades e as condições de potencializar seus resultados econômicos.

8. A Copa do Mundo de 2014, anseio da população brasileira, consolidará as aspirações daqueles que fazem do futebol o esporte mor da nação. Estamos plenamente comprometidos em contribuir para seus melhores resultados e buscaremos ampliar nosso relacionamento com o futebol mundial.

A presente declaração foi aprovada pela unanimidade dos membros do G4, reunidos em São Paulo no dia 11 de setembro de 2008.

Fonte: http://esportes.terra.com.br/interna/0,,OI3176291-EI1834,00-Grandes+de+RJ+e+SP+anunciam+formacao+de+G.html

Nota do Blog: Se essa atitude pioneira virar realidade, será um passo interessante rumo à independência dos clubes. Já está na hora dos times receberem valores compatíveis com a audiência que dão (alguns irão na carona de Corinthians e Flamengo aí). No entanto, resta saber se à exemplo do que aconteceu no mês de julho com a tentativa frustrada de peitar a toda poderosa Globo, não voltarão atrás da decisão novamente. Na época, o Corinthians foi o primeiro dos clubes a se render e acertar com a emissora.

Enfim, já que povo tupiniquim adora imitar europeu, poderiam copiar e adaptar à realidade brasileira, o G-14 (uma associação criada por clubes europeus para liderar as forças dessas entidades), que ao contrário do nosso Clube dos 13, tem objetivos bem claros e definidos e não se apresenta apenas como ato político. Não que a entidade européia não tenha os seus interesses políticos, no entanto, a estrutura financeira, econômica e de organização estão presentes a todo o momento.

O futebol europeu é tratado como espetáculo e como tal, deve gerar lucros. Os clubes são gerenciados profissionalmente e o torcedor é respeitado. Os horários e cronogramas são cumpridos e os estádios apresentam lugares numerados e segurança.

A palavra-chave da estrutura do G-14 é Cooperação e dentre os seus objetivos estão: Cooperação entre os membros; promoção da cooperação com a FIFA, UEFA e, outras organizações e clubes; contribuição para decisões de formato e organização de campeonatos; Fornecimento de suporte econômico para o desenvolvimento dos membros, procurando assim equilibrar suas finanças; participação das negociações comerciais (patrocínio e direitos de televisionamento); compartilhamento de suas experiências e coordenação de suas políticas. Um bom exemplo a ser seguido, já que precisamos mesmo repensar toda a estrutura do nosso futebol, a começar pela necessária e urgente profissionalização dos clubes.

Devemos ter em mente que os clubes e o futebol são patrimônios do nosso país, portanto, não se pode deixar meia-dúzia de aproveitadores e incompetentes arruinarem o que conquistamos nos últimos cem anos.

Links interessantes:

Clube dos 13: http://clubedostreze.globo.com

G-14: http://www.g14.com

Anúncios

7 Comentários so far
Deixe um comentário

A grande dificuldade dos cartolas brasileiros nesse sentido é que eles estão sempre de píres na mão, com isso a Globo adianta cotas e segura os dirigentes na base do favor.

Larissa: Por isso, considero a profissionalização dos clubes fundamental.

Comentário por Shadow Hunter

Larissa, não seja ingenua. Todos os clubes devem além de dinheiro, muitos favores ao Ricardo Teixeira, Marco Polo del Nero e Rede Globo. Na hora da onça beber agua, não acontece nada. Seu Presidente será o primeiro a roer a corda. Abraços.

Larissa: Não estou sendo ingênua. Apontei o melhor caminho, não disse que é um fato. Apenas, considero como uma excelente iniciativa que deveria se concretizar. Mas, veremos…

Comentário por Donizete

Não faz nenhum sentido o Corinthians associar-se a Botafogo e São Paulo.
Corinthians e Flamengo devem buscar os seus caminhos em conjunto, mas sem os demais.

Comentário por Randal

Aposto minha vida que o corinthians será o primeiro a cair fora na hora de botar em prática essa negociação, já fizeram isso e o corinthians desistiu deixando os outros na mão, agora se tiver um pingo de seriedade nisso ai, pode ser que seja o início de uma nova era na transmissão dos jogos, e considerar quem está a frente do corinthians não é difícil imaginar no que isso vai dar. bjs.

Larissa: Prefiro não apostar, mas a probabilidade de se renderem novamente é grande. Espero me surpreender. Beijo!

Comentário por Toel

Acho correto esse caminho tomado pelo Corinthians. E nesse G-4, começa por Corinthians e Flamengo já encabeçarem e exigirem a participação financeira de acordo com seus tamanhos.

São Paulo e Botafogo, que se sujeitem de pleno, a distribuição de quotas com esse critério.

Se pretendem, colando nos dois grandes, ter a paridade nas quotas, acho melhor já desmanchar e formar apenas o G-2.

Nesse ano, o Corinthians fez o certo, assinou sozinho, descolou-se do resto, que teve que receber o que a Televisão quis pagar.

Sem o Corinthians, (que tanto comemoraram o rebaixamento) tiveram que chupar a cana bem docinha.

Sobre seu comentário, de o Corinthians “se rendeu”, não concordo, e interpreto como “se rebelou”. Descolou-se do resto. O que achei ótimo. Uma das poucas coisas que essa Diretoria acertou na minha opinião.

Afinal, não diziam que o Corinthians iria “valorizar a série B?”

Não valorizou? Paguem. Para mim a atitude mais positiva depois do rebaixamento.

Pelo menos isso.

Larissa: Tenho uma visão um pouco diferente. No início do ano, o clube anunciou que pediria R$100 milhões pela transmissão da série B, acabou acertando por 10% disso, ou menos.
E quando eu cito que o Timão (diretoria) se rendeu, me refiro ao fato de terem anunciado (Cor, Fla e SPo) no início do ano que não entrariam em acordo com o Clube dos 13 e semanas seguintes à notícia, o Corinthians ter desistido e, como era de se imaginar, assinado.

Comentário por Jarbas

Você está enganada.

Larissa: Então estamos eu e todas as notícias veiculadas na época.

Comentário por Jarbas

Todas não.

Comentário por Jarbas




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: