Corinthians: Preto no Branco


Uma Grande Perda
setembro 17, 2008, 3:20 pm
Filed under: Uncategorized

Foi-se hoje um dos mais nobres fiéis da nação corinthiana. Aos 75 anos, morreu
o cronista e excelente escritor Lourenço Diaféria. Ele é o autor do melhor
livro sobre a história do Corinthians, denominado “Coração Corinthiano”, lançado
pela Fundação Nestlé, no início dos anos 90.

Em quase 600 páginas fantásticas, num texto cativante, ele conta a saga dos
imigrantes, mulatos, ex-escravos, operários e pequenos comerciantes que
construíram uma via de inclusão social por meio do esporte antes reservado às
elites.

Diaféria fala com poesia das enfermeirinhas, dos meninos da Poli, dos rapagões
do gasômetro e da italianada que fundou o time do povo, na babel do Bom
Retiro.

O livro fala da inspiração dos jovens trabalhadores: o Cometa Halley, e conta
de nossas origens no Botafogo da Paula Souza, dos baixios do Tamanduateí.

“O Corinthians é uma mistura de anseio popular, de fibra, é um fenômeno sociológico ainda não investigado direito”, dizia Diaféria.

Melhor que ninguém, ele sabia que o Corinthians é a mais incrível manifestação
da brasilidade mestiça, guerreira e inovadora. Segundo ele, o Timão era a
síntese do melhor de nosso povo.

Logicamente, Diaféria sofreu com a Ditadura Militar, esse que ainda nos assombra
vez por outra na figura dos vanguardistas do atraso, na direita ressentida e
sabotadora. Foi preso por escrever sobre o Duque de Caxias, e sobre seus
crimes contra o povo indígena na Guerra do Paraguai.

Como bom corinthiano, amigo do povo, escreveu:

O povo está cansado de espadas e de cavalos. O povo urina nos heróis de pedestal. Ao povo desgosta o herói de bronze, irretocável e irretorquível, como as enfadonhas lições repetidas por cansadas professoras que não acreditam no que mandam decorar.

Vai em paz, irmão Lourenço. Que possa, em espírito, estar sempre conosco na
defesa do Corinthians e de sua tradição popular.

*Texto de Giulio Calabria

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Não o conhecia e muito menos o livro,mas se vc achou bom vou procurar ler
Ainda tem nas livrarias?

Larissa: A referência éDIAFÉRIA, Lourenço. “Coração Corinthiano”, 1992, Fundação Nestlé. No entanto, creio que tenha sido uma edição limitada.

Segue uma prévia para aguçar vossa curiosidade:

“…a escolha da cor das camisas (branca, com as golas e os punhos de mangas pretos), a corrida para mandar fazer os calções (os primeiros deles, também brancos) de sacos de farinha vazios arrumados com os “saqueiros” espanhóis das beiradas do Mercado, a “vaquinha” e a compra da primeira bola de capotão, o acerto do aluguel do campo do Lenheiro, a capina do mato no terreno, as traves de bambu, e, finalmente, o orgulhoso “onze” caminhando a pé pelas ruas da cidade, seguido pelo povinho-miúdo com o coração na boca, operários fortes, crianças de pé no chão, o tílburi do Magnani carregando na frente o saco de camisas, a caixa de cânfora e beladona, alguns caronas, e o Miguel Bataglia, magrinho, mas de peito estufado, o primeiro presidente, e uns estudantes da Poli, e uns enfermeiros da Escola de Pharmacia de folga naquela tarde, e aquelas “intalianignas disgraçada de bonita que tinham duas rosa na face cor-de-rosa espiando nas carçada”, e os “carvoeiros” e os “costuradores de sacos furados” da zona do Mercado, a “espanholada de sangue quente”, aquela gentinha “pimenta-malagueta” da rua Caetano Pinto e da rua Carneiro Leão, e a “portuguesada” que transportava couve-flor, nabos, brócolis e “murinhanas” nos bondes “caradura”, aquele infinito mundo de pessoas com roupa cheirando a tanque com sabão de cinza, olhando com os olhos surpresos o “onze de meninotes” pomposamente chamado Sport Club Corinthians Paulista – presunção e água benta é que não faltam! – varando as ruas de São Paulo para encarar de frente, para o que desse e viesse, o traquejado, o valoroso, o empombado União da Lapa.”

Comentário por Roger

Sabia da importância dele, mas não sabia que era corintiano… E, como vc. disse ao Roger, acho que vai ser difícil achar o livro.

Comentário por Heloisa




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: