Corinthians: Preto no Branco


Aos Bons e Velhos Tempos
setembro 18, 2008, 3:03 am
Filed under: Uncategorized

“A ‘Democracia Corinthiana’ deve fazer parte não só da memória de cada torcedor, mas também de suas atitudes em tudo que diz respeito ao Sport Club Corinthians Paulista.”

“Andar com Fé eu vou / Que a Fé não costuma falhar / Andar com Fé eu vou / Que a Fé não costuma falhar / Mesmo a quem não tem fé / a fé costuma acompanhar / Ô Ô / pelo sim pelo não.” – (Gilberto Gil)

“A Democracia me fez aprender a respeitar a diferença, mas jamais aceitar a desigualdade” – (Biro-Biro)

Lembremo-nos!

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

Que bons tempos,de grande jogadores,de grande homens
Saudades do tempo do futebol romântico

Larissa: E do bom futebol, dentro e fora das quatro linhas.

Comentário por Roger

Essa foi uma das maiores atitudes já vista no esporte, não só pelo fato que dentro do clube todos eram ouvidos e opiniões discutidas, mas pelo exemplo dado a população na época, o grande problema foi e vem sendo a deturbação da palavra democracia, que hoje em dia só figura em época de eleição, todos falam em democracia mas ninguem, ou quase ninguem a pratica como forma de evolução para a população, ví uma entrevista com a candidata a prefeitura de SP a Soninha (não sou partidário dela e nem voto em SP), disse que qdo era vereadora, projetos eram votados mediante a acordo político, termo muito comum de ser ouvido nos dias de hoje, segundo ela era coisa do tipo: ” eu aprovo e trabalho para o seu projeto se vc votar no meu”, ai no final eles julgam isso democracia, qdo na verdade isso é formação de quadrilha, a discussão sobre democracia é longa mas precisa ser debatida e imposta nas relações não só na política mas na sociedade como um todo. grande beijo e parabens pelo post esse tipo de assunto deve ser sempre debatido em todas as camadas sociais, principalmente as menos favorecidas, a grande massa populacional não pode ser usada como massa de manobra para fazer prevalecer o interesse de poucos, assim como no esporte a democracia deve prevalecer em todos os lugares do mundo para o bem comum. sei que o blog não é sobre política mas ultimamente os dois tem andado juntos numa relação, vamos dizer, perigosa. bjs e mais uma vez parabens.

Larissa: Verdade Toel, obrigada, beijo!

Comentário por Toel

Concordo com tudo que o Toel colocou em seu post, desde a importancia da atitude dos jogadores do Timão na época, até a parte em que ele fala do que chamam de democracia hoje.

Larissa: Eu também…

Comentário por Shadow Hunter

Para a época foi excelente. Hoje, é impraticavel uma reedição desse movimento.

Os tempos hoje são outros, teriam que envolver além dos jogadores, também seus empresários, muitos com direitos tão picados entre investidores, que encheriam uma ala do estádio, só de “interessados”.

Essa nova lei, além de todos os danos que trouxe aos clubes, agregou personagens de novos ricos no futebol, fazendo a alegria de advogados, como a estimada Dra. Gisleine, que se gaba de ter em sua “carteira” cerca de 300 “meninos” (dela segundo afirma).

Contratos não tem o minimo valor, são rasgados sem o menor pudor, e jogador consegue indenizações milionárias em 30 dias, enquanto o trabalhador (como eu), aguarda há 15 anos, uma correção merreca do roubo de um Plano Collor, ou Plano Bresser, em meus depositos de FGTS.

Então, simplesmente abomino os que apoiaram essa legislação, que considero como absolutos vendilhões dos interesses de toda uma coletividade.

Permitiu-se além de inviabilizar um movimento como o deste post, escancarar o privilégio e a preferência da justiça a uma classe (jogadores), em detrimento de todos os demais trabalhadores do país.

Jornalistas e politicos e lobistas autores dessa façanha, deveriam pelo menos ter a dignidade de reconhecer que erraram em algum ponto, na medida, ou na dose.

Nem isso fazem, por orgulho ou empáfia.

A eles pouco importa, que se dane o cidadão, desde que Luizão penhore o PSJ, ou o Marcelinho se livre de uma divida de modestos 9 milhões, ou a justiça determine o valor de 02 megasenas de indenização a um jogador como Nilmar, julgando a ação em expressos 6 meses.

Só falta me chamarem de “intolerante”, afinal o que é que tem? Só 15 anos na fila?

-“Quem mandou você trabalhar batendo cartão durante uma vida seu trouxa.”

-“E não reclame no meu blog que eu não publico.

– “Veja se não enche o saco, seu chato.”

VIVA A DEMOCRACIA. (É óbvio que a ironia e a ofensa, tem destino certo e objetivo, e não deve ser entendida como a esse blog, nem a seus frequentadores. Fui muito bem especifico, é só procurar saber quem defendeu esse estado de coisas. Desculpem por sujeitar os frequentadores do blog, este desabafo, muito pessoal.)

Larissa: Entendi a ironia…
Quanto à reedição, não é a isso que me refiro, mas aos valores contidos na Democracia Corinthiana fazerem parte dos nossos valores hoje.

Comentário por Jarbas




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: