Corinthians: Preto no Branco


Conceitos e suspeição
outubro 22, 2008, 6:08 am
Filed under: Uncategorized

A submissão é um ato da própria vontade através do qual indivíduos se sujeitam ao melhor critério ou governo de outra pessoa. Há um reconhecimento de autoridade por parte do que se submete para com aquele a quem se sujeita. A submissão não o rebaixa, não há desvalorização própria, quando envolve dinheiro e treinar o Corinthians então, só há valorização, até excessiva, das suas capacidades. É o caso de Mano Menezes.

Os manos do Mano que me perdoem, mas caráter é fundamental. E em mais uma entrevista em que faltou dignidade, o treinador, contrariando todo o bom senso comum, elogiou o meia que já deveria ter sido dispensado, Marcel e defendeu a permanência do atleta no Parque São Jorge mesmo com propostas para emprestá-lo a outros clubes.

Marcel que já é mano do Mano desde os tempos de Grêmio, onde já jogava mal, mas ainda não tinha alcançado o ápice da decadência que atingiu no Corinthians, sendo inoperante e dispensável na pobre Série B e num elenco superior a todos os outros, é empresariado por ninguém mais, ninguém menos que Wagner Dinheiro. Vai dizer que é mera insistência do treinador?

Ah! Mas sempre há quem diga que no mundo do futebol é assim mesmo, que isso é comum e todos fazem, embora o fato de ser corriqueiro não torne correto, se é dessa forma, apenas na base do “apadrinhamento” que se mantenham jogadores, então que seja, pelo menos, com os atletas que apresentam um mínimo de futebol. E que depois não venham posar de honestos.

Diz a expressão latina “Sint ut sunt aut non sint”, somos como somos ou então não somos.


14 Comentários so far
Deixe um comentário

Depois de vir à tona o caso Carlos Leite não restaram muitas dúvidas quanto a isso.

E esse Marcel consegue ser tão ruim quanto o Lulinha. Só o Wagner Ribeiro mesmo pra conseguir manter os dois e sei lá mais quantos jogadores ele tem no clube , num time como o Corinthians.

Agora o que comentam por aí é que só falta chegar o novo empresário do time, o senhor Café, para o Corinthians montar um time café com leite pra série A.

Larissa: Valha-me Deus! Saravá São Jorge!

Comentário por Paulo Junior

MEU DEUS!!!

NÃO FALTA MAIS NADA MESMO.

E TEM GENTE QUE MESMO DEPOIS DE TODA A HISTÓRIA DO CARLOS LEITE, DAS CONTRAÇÕES HORRÍVEIS AINDA ACREDITA NESSE TREINADORZINHO QUE INVENTARAM AÍ.

Larissa: É. Disse bem: inventaram! E venderam como ídolo para a torcida.

Comentário por Heloisa

Só falta ele conseguir segurar Marcel, Bebeto, Denis e cia para o ano que vem, achando que será tão simples quanto foi a série B.

E esse Wagner Ribeiro é a escória do futebol!

Larissa: Seria muita cara-de-pau, não teria como justificar e é isso que me tranquiliza quanto ao ano que vem. No mais, concordo.

Comentário por Marco Alves

Por falar em manter jogadores para 2009, você viu a notícia do globo esporte? Douglas é oferecido a clubes europeus: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Corinthians/0,,MUL831467-9862,00.html

Será que ele fica?

Larissa: Eu acho difícil. Mas de todo o elenco, o único que eu não mediria esforços para manter é o meio-campista, certamente.

Comentário por Marco Alves

É acho que o Mano nessa ai derrapou, o Dr.Marcel é o menos culpado, Vagner Dinheiro, AC, WL, CL, AS são os mais culpados por trazer jogadores que não deveriam vestir a camisa de nenhum grande clube, ainda mais sendo ele o Corinthians, Dr. Marcel até que tentou mostrar serviço dentro de campo mas a natureza é sábia, Dr. Marcel deveria seguir os conselhos de seus pais e estudar, Dr. Marcel que chegou no corinthians, como uma incognita e assim permaneceu como uma pedra no sol, lá ficou Dr. Marcel se queimando e digo Dr. porque ele pode ser tudo, menos jogador de Futebol.
E os senhores VR, AC, AS, MG, WL, CL que são o mais culpados que vão pra PQP TNMdC bando de FDP incompentente. abraços.

Larissa: Concordo. Mas vale lembrar que ele veio como indicação do Mano Menezes. Lembro-me que fiquei injuriada na época. Já havia acompanhado ele no Grêmio e um amigo de Jundiaí não pode nem ouvir falar o nome do meia depois da campanha pelo Paulista. Enfim…

Comentário por Toel

Cara Larissa. Infelizmente sou obrigado a discordar(novamente) de sua avaliação neste post.

1) Falta de caráter,(pelo menos para mim) seria o Mano, não defender companheiros de trabalho.

2) Fico a imaginar sua satisfação e elogios ao “caráter” do técnico, se o mesmo jogasse os “manos” no lixo com declarações publicas que denegrissem ou prejudicassem o futuro profissional de quem quer que seja.

3) Treinador bom, é o que tem o respeito dos jogadores, e isso é obtido com a lealdade para com eles, e principalmente com o tratamento igual para todos, estrelas, ou não, com mais qualidade, ou não.

4) Isso é básico para quem administra pessoas, ou equipes que depende do trabalho em grupo.

5) Quando se privilegia alguns, mesmo por caráter técnico, não se obtem o respeito de grupo nenhum.

Termino dizendo, que tenho experiência própria, comandando mais de 100 pessoas, onde naturalmente existiam os mais produtivos e os menos.

Se eu pretendesse que, todos fossem 100% iguais em produtividade, melhor seria mudar de planeta, ou administrar formigueiros, ou colmeias.

Cabe ao comandante equacionar essas diferenças naturais e obter do grupo o melhor resultado final.

Mesmo aquele com desempenho inferior, o tratamento tem que ser educado e principalmente de honestidade para com eles.

Administrador que não conhecer esses conceitos básicos de lealdade para com seus colaboradores tem vida curta.

Murici disse ontem no SportTV:

“Quer saber se um treinador é bom? Pergunte para os jogadores que ele comandou ou comanda?”

Alguém já se preocupou em fazer isso, antes de emitir julgamentos?

Para mim, valerá muito a palavra de quem convive e conhece o treinador, muito mais do que a palavra de quem “acha”.

Se amanhã, o “achismo” se confirmar, elogiarei a visão e a capacidade de quem achou.

Acredito no Mano, ao contrario de você Larissa.

Acho inteligente, leal, extremamente equilibrado, e ótimo no comando de pessoas.

E muito respeitado por jogadores e outros treinadores.

Agora, Mano que a princípio era apenas um “burro” (que todo treinador para alguns é sempre), foi sendo transformado no maior dos salafrários do planeta envolvido com negociatas escusas, e não bastasse isso, agora elevado ao status de “mau caráter” e “sem dignidade”.

Particularmente não tenho tanto conhecimento assim dessa pessoa, para afirmar com tanta segurança tudo isso, e muito menos vislumbro razoabilidades para criticas desse porte, que acho absurdamente excessivas.

São avaliações tão pessoais, as de caráter principalmente, que no meu modesto entender, jamais deveriam ser proferidas, por alguem que não tem conhecimento particular e intimo da pessoa.

Mas, ressalvo que cada um diz o que quer.

Jarbas: Me parecem claras as nossas disparidades nesse assunto. Inclusive, lembrei de você enquanto fazia o post (risos)…Veja bem, você como “mano do Mano” vê maior gravidade além do que eu escrevi. Não citei que era um crime e inclusive, ressaltei a parte onde as pessoas vêem tudo isso como algo comum, mesmo assim, eu não considero correto. Obviamente o Mano não iria falar mal do jogador, mas defender a sua permanência já é um tanto quanto incoerente. Permanecer por que se nem aproveitado na Série B, ele foi? Sobre a fala de Muricy, concordo em partes, no entanto, já vimos jogadores saindo do clube acusando o Mano de favorecer jogadores “apadrinhados”, na época, o mundo ficou contra o Finazzi, até vir à tona o caso Carlos Leite. Então, pelo menos, nem todos os jogadores consideram o Mano tanto assim, talvez só aqueles. Agora, defendo o teu direito de acreditar e vir expor os teus argumentos em favor do Mano. Mas a minha opinião sobre ele é a mesma que sobre o Luxemburgo, apenas muito mais modéstia por parte do treinador alvinegro e muito mais conhecimento por parte do treinador alviverde.

Comentário por Jarbas

Wagner Ribeiro = escória. A que nível chegamos.

Larissa: Pois é. E isso não é exclusividade do Corinthians, onde o Wagner tem 21 atletas, todo o nosso futebol está tornado balcão de negócios. A saída é a profissionalização dos clubes, mas quem se interessa por isso?

Comentário por jeff

Larissa qual treinador vc contrataria pro lugar do Mano caso ele fosse demitido?
E sobre a resposta que vc deu ao Marcos Alves logo acima eu não entendi,vc não faria nada para segurar o Douglas no Corinthians?

Larissa: Obviamente não citarei os melhores e que não viriam. Então, no caso, o Parreira. No mais, considero Adilson Batista e Mancini ainda acima do Mano. O resto está no mesmo patamar. Qualquer um teria feito essa campanha na série B. E não esqueça de que ficamos apenas em 5º no Paulista que só conta com 4 times grandes (sendo bondosa com o San7os). Além de termos perdido uma final de Copa do Brasil que já estava ganha e atribuo 50% da culpa ao treinador nesse caso. Sinceramente, não considero isso como grande feito, tampouco Gauchão, Batalha dos Aflitos ou vice de Libertadores, afinal, se formos analisar nesses termos, até o Jair Picerni já chegou mais longe que o Mano.

Obs: Não mediria esforços para manter = faria qualquer coisa para manter.

Abraços alvinegros!

Comentário por Marcelo Firmiano

Ah e não vale mencionar Luxemburgo,Felipão e muito menos o José Mourinho.

Larissa: Eu sei o que posso ou não citar, dentro da realidade alvinegra, acredite!

Comentário por Marcelo Firmiano

Bom Larissa. Prá você ver como vemos as coisas de forma diferentes.

Finazzi para mim, mostrou apenas o quando estava ressentido por ter sido dispensado, tanto que recuou no que disse quando foi instado a dizer os nomes de quem era escalado de favor.

Apenas mais uma observação errada de sua parte.

Quando diz que o Corinthians foi apenas o quinto colocado, omite simplesmente, que ficou de fora do quadrangular, graças ao assalto no jogo da Vila Belmiro, onde o Kleber Pereira, praticou um strike contra a nossa zaga, em falta vergonhosamente não marcada, onde até o Pelé foi flagrado nas tribunsas pela leitura labial, “foi falta”.

Você se esqueceu, infelizmente de apontar isso, e também não considerou que o time foi totalmente reformulado em pleno andamento da competição.

Mas, quando se defende uma tese (que o Mano é ruim), entendo que você sem querer, fecha os olhos para alguns aspectos, como esses que apontei, e simplesmente desconsidera, ou deixa de lado.

Aquele gol do peixe, irregular, nos tirou do quadrangular, apenas isso.

Talvez seja dificil para você que não gosta do treinador, aceitar esse fato, que pelo visto foi deletado do seu HD; (risos)

Assista novamente os melhores momentos desse jogo:

http://br.youtube.com/watch?v=NOemn1AVKmw

Tente ver a falta no gol anulado do Corinthians, e veja o lance do segundo gol do Santos.

O Corinthians foi brilhante nesse jogo, e Mano ser responsabilizado por esse resultado que tirou o time das finais, é o fim da picada, e de imensa má vontade.

Se você não reconhecer que esse resultado distorcido nos tirou do quadrangular, me desculpe, acho que não entendo mais nada.

Uma das melhores partidas do Timão, naquele time, totalmente diferente do de hoje, com Carlão, Perdigão e Rincon.

O time apesar da falha do Perdigão que escorregou deu um banho de bola, e na armação tática Mano, foi simplesmente nota 10 nesse dia.

Fomos roubados na maior cara dura.

Foi isso amiga Corinthiana, apenas isso que nos tirou do quadrangular. Não a incompetencia do Mano.

Larissa: Jarbas, minha opinião, apenas opinião é a seguinte: sobre o jogo na Vila não restam dúvidas, tanto que eu montei um dossiê sobre o jogo que enviei pra Federação, Lance!, etc e recebemos até pedidos de desculpas de um ouvidor da FPF, que publiquei no blog. A repercussão só não foi maior porque o nosso presidente rabo preso com a Federação disse que não teve nada disso, que o juiz erra para os dois lados, embora tenha errado claramente para um lado apenas. No entanto, tivéssemos ganho o jogo contra o Noroeste e estaríamos dentro, mas o Mano armou o time de forma absurda, manteve o Lulinha 90min mesmo gritando com o garoto na beira do campo o tempo inteiro, por que será? Essa cena é uma que não sai da minha cabeça. Quanto ao Finazzi, ele falou o que aconteceu e nós vimos se concretizar quando o caso Carlos Leite veio à tona. Ele recuou quando precisou acusar seus companheiros de trabalho, eu entendo o lado dele nessa questão também, embora não concorde. E apenas citei o Finazzi para mostrar como o Mano não é tão adorado pelos jogadores assim, se alguns outro dirão isso, só saberemos quando forem mandados embora do clube, se resolverem abrir a boca, o que eu acho difícil pois são instruídos por empresários envolvidos em esquemas escusos também. Enfim…

Comentário por Jarbas

Quando começa a chover coincidências, fica difícil seguir batendo na tecla da coincidência a todo instante.

Não é só o Corinthians que tem praticamente um time inteiro de jogadores do Carlos Leite, na equipe anterior do Mano também foi assim.

A justificativa do treinador para trazer Bebeto foi a de que este jogador, juntamente com Dauri, teriam formado a melhor dupla de ataque com a qual ele trabalhou até hoje, mas ainda assim não foi uma justificativa pior do que ter dito que optou pelo Lulinha naquele jogo contra o Santo André porque havia constatado que o time vinha dando muito espaço aos adversários (??????????).

Perguntar aos jogadores o que eles acham do técnico é que me parece um tanto subjetivo pra tentar definir o caráter ou a competencia do comandante.

Pergunte a um jovem atleta do Timão que possa vir a trabalhar novamente com o Mano no futuro e certamente ele irá encher a bola do treinador, por outro lado, pergunte a um veterano sem receios, tipo o Finazzi, o que ele acha do atual técnico do Corinthians…

Larissa: Penso da mesma forma.

Comentário por Paulo (Shadow)

Shadow, seguindo a sua linha de raciocinio, tudo é subjetivo.

Principalmente suspeitas ou coincidências.

Falando de outro assunto. Que boca em Larissa.

1×0 no Parque Antártica com gol dele, que você pediu para observarmos.

Pode tentar faturar algum, como vidente. rsrsrsrs

Larissa: Acontece, eu costumo prever certas coisas mesmo. O que achou? Já pode contratar? (risos…). Só o trabalho de vidente eu vou dispensar, já tenho profissão e pelo visto tenho sorte em não ter optado por vidente, nem jornalista. As conseqüências para quem escolheu, principalmente a última, me parece que são graves, neste país.

Comentário por Jarbas

Só lembrando. O jogo fundamental foi o com o Santos, o famoso de 6 pontos, contra um adversário na disputa direta pela vaga.

Colocaram o Santos e nos tiraram alí.

Era jogo para 3×0 no minimo para nós, e o jogo com o Noroeste seria amistoso.

Larissa: Na realidade, o Salvio inverteu os times, era para ser 2 a 1 Corinthians e foi 2 a 1 San7os. Mas isso não anula o fato do time jogar da forma como jogou o Paulistão. Foi constrangedor ver o Corinthians jogar contra “Mirassóis” e afins com três zagueiros, retrancado e cedendo o campo para o adversário trabalhar a bola como bem quisesse.

Comentário por Jarbas

Não anula o fato, mas infelizmente anulou a nossa classificação, que é de fato o que interessava, e que hoje é motivo de criticas.

Eu ainda tenho a convicção que fomos alijados do quadrangular pela arbitragem e não pelo trabalho do Mano.

Comentário por Jarbas




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: