Corinthians: Preto no Branco


Preços e Patrocínios
fevereiro 7, 2009, 1:01 am
Filed under: Uncategorized

Às vésperas de eleições diretas no clube, a diretoria alvinegra admitiu o erro cometido na majoração dos ingressos e avalia realizar reajustes até o fim do Campeonato Paulista. A queda de público e os números negativos, explicitados no post Ingressos, devem ter influenciado a decisão.

Outro assunto recorrente nos blogs, programas esportivos, corredores do Parque São Jorge e afins, é a questão do patrocínio do Timão e os boatos são muitos: há quem diga que tudo está acertado há um bom tempo, mas será divulgado somente horas antes da eleição, há quem diga que a diretoria encontra-se com o pires na mão. Rumores apontam que a empresa patrocinadora será a Emirates, principal companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, e até que a questão não está definida por motivos, pasmem, religiosos. Para quem acredita nessa afirmação, a explicação é de que a companhia administradora da Emirates, formada por árabe-muçulmanos, não aceita negociar com judeus, no caso do Timão, o judeu é Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do clube que, aparentemente, além do marketing administra e negocia questões diversas no Sport Club Corinthians Paulista.

A última palavra oficial sobre o patrocínio, para quem acompanhou o chat realizado pelo Lance!, partiu do próprio presidente Andrés Sanchez que, questionado por um internauta, respondeu: “Boa pergunta. Quero deixar bem claro que não estamos fechando qualquer patrocínio. Temos uma valorização muito maior, estamos brigando para ser um dos maiores contratos da história, não só do Corinthians, mas como do futebol brasileiro como um todo!”

Enfim, boatos e justificativas não faltam, falta patrocínio e enquanto o principal não vem, o Timão anuncia estar próximo de uma renovação com a Nike, que é a fornecedora dos materiais esportivos do clube. Em 2008, Andrés Sanchez travou uma verdadeira batalha por reajuste nos valores do contrato com a marca que pagava pouco mais de R$ 5 milhões anuais e agora pagará, salvo engano, R$ 14 milhões anuais mais R$ 4 milhões em material. O vantajoso aumento, segundo a diretoria, é justificado pela alta na comercialização de produtos do time junto a Nike, de R$ 5 milhões em vendas no ano de 2005, para R$ 24 milhões em 2008. Considerando esse aumento, já não era sem tempo para um reajuste na parceria.

E por falar em fornecedora de materiais esportivos, quem chega para patrocinar a equipe de natação do Timão é a marca italiana, líder no mercado nacional de maiôs de alta performance, Diana. A parceria será de três anos e abrange um formato inédito na natação brasileira, afinal, trará receitas para o clube também através da comercialização de produtos, sobre os quais o Corinthians terá participação nas vendas.

Voltando ao tão alardeado patrocínio principal da camisa alvinegra, o jeito é esperar pra ver e, se servir de consolo, a notícia não deve tardar, posto que nos encontramos a uma semana das eleições no clube. Isto considerando que realmente a diretoria e o marketing tenham realizado um trabalho satisfatório na busca por um patrocinador e excetuando a opinião dos que afirmam que o clube está de pires na mão.

Anúncios

22 Comentários so far
Deixe um comentário

Honestamente, sobre patrocínio, não sei mais o que pensar.

Sou daqueles que acho que a empresa Emirates ganhou fama em comunidades de Orkut após patrocinar o início da Era Abramovic no Chelsea, o que posteriormente se ampliou com a divulgação do Campeonato Inglês pelas redes de TVs brasileiras e a construção do novo estádio do Arsenal que leva o nome da mesma Emirates, que passou a patrocinar o clube.

O patrocínio virou uma espécie de desejo da molecada, questão de status, e a repercussão ganhou eco na mídia que se especializou em fazer jornais baseados em comentários de Orkut.

No início eu achava muito pouco provável que uma empresa aérea que talvez seja a única opção para se viajar a Dubai num único voo diário partindo de São Paulo, e que é uma viagem para poucos brasileiros, economicamente falando, em termos estátisticos, fosse patrocinar um clube no Brasil, porém, já estou igual a imprensa que caça pauta no Orkut, de tanto ler a respeito, já estou até considerando.

Quanto a divulgação acontecer somente as vésperas da eleição para causar impacto, eu acho de uma burrice ímpar se estiverem perdendo dinheiro pra isso, só que eu penso no Corinthians, já os cartolas do clube pensam neles mesmos, então pela ótica deles, talvez estejam se achando espertos no caso de estarem prejudicando o clube financeiramente para fins eleitorais.

A respeito do preço dos ingressos, é aguardar para que não seja também discurso de véspera de eleição apenas, que baixem e baixem bem os preços, e diante do aumento que praticaram, que não baixem 10 Reais achando que estão fazendo um grande favor. As cadeiras laranjas precisariam cair pelo menos uns 20 Reais e as numerdas descobertas uns 40 Reais para a coisa ficar dentro de uma realidade aceitável.

Larissa: Pra ser sincera, concordo com cada palavra. Abraços alvinegros.

Comentário por Paulo (Shadow)

Larissa, o Paulo mandou bem, e gostaria de acresentar sobre a nike, que o contrato parece que realmente foi renovado, pois finalmente aparece no site oficial do Timão o logo dela entre os parceiros do clube, e se o valor for o divulgado, já é pelo menos 4 vezes superior a qualquer outro contrato do genero no Brasil.

Sobre a natação, espero que o patrocínio de material obtido por lá, seja aplicado na própria natação e não desviado para outros setores como é feito com o dinheiro do futebol.

Entre prós e contras, no chat do Lance o Andres falou do Kia, e pela primeira vez, ainda que de forma tímida, sai em defesa do iraniano, que é recebido pelo primeiro ministro da Itália e no Brasil, grande parte da mídia o trata como bandido, como faz com todos nós Corinthianos.

Larissa: Sobre o Kia, concordo com ele, que disse: “Não tenho ligação nenhuma com o Kia, até porque no país hipócrita que vivemos, eu não posso ter contato com o maior empresário do futebol mundial, que fala até com o primeiro ministro da Itália e não é preso lá fora” e acrescento: se tivéssemos negócios com o Kia (lembrando que nada ficou provado contra ele e considerando que nunca fique) estaríamos hoje em primeiro lugar no Brasil, ao invés de jogadores do Carlos Leite, para quem os dirigentes do clube acabam apelando, teríamos jogadores como Tevez, com certeza não teríamo pago R$3milhões no Souza, etc… Quem dera as negociatas de Andrés fossem com Kia, quem dera a MSI fosse o problema do Corinthians. Abraços alvinegros.

Comentário por David Emmanuel

Tenho a impressão que o patrocínio já está fechado mesmo. Li alguém do Corinthians dizendo, antes do início do paulistão, que o problema era a duração do contrato.

Acho que o patrocínio será anúnciado junto com estreia do Ronaldo.

A crise financeira não pode influenciar negativamente tanto assim a ponto de uma marca como a do Corinthians não conseguir patrocínio. Pelo menos na tv propaganda é o que não falta (e haja saco).

Larissa: Não vejo a possibilidade do clube ficar sem patrocinador, realmente. Imagino também que já esteja acordado. Hoje, durante a transmissão do jogo, o PFC noticiou que Andrés prometeu anunciar essa semana um patrocínio de R$ 30milhões. Agora é esperar pra ver. Abraços alvinegros.

Comentário por Luís Carlos

Incrivel ate onde eh capaz de ir a imaginaçao das pessoas nesse novo mundo da Internet.

Uma coisa pelo menos tem que se dar a mao a palmatoria a Sanchez, nesse mundo de invençoes e factoides diarios contra sua administração por conta das preferencias eleitorais, nesse caso do patrocinio, assim como na questao Ronaldo esta dando um banho.

Em primeiro lugar, tudo no Corinthians ultimamente vaza, os blogueiros sabem de “fonte segura”, que o Carlos Leite faz trambique com Mano, que o Sanchez pega dinheiro do Kia pra contratar jogador (so nao falam como), que o Rosemberg eh socio da Medial (putz!!!), que o J Malucelli eh amante do Luxemburgo (ops!! aqui nao, quem falou ja disse que fez c……).

Resumindo, tudo isso que deveria ser escondido a sete chaves pelos “supostos marginais”, vaza, e todo mundo sabe. Interessante.

Nesse caso do patrocinio, assim como no caso Ronaldo, as “fontes seguras” secaram.

Agora ate briga entre arabe e judeu, (meu Deus do ceu) e o coitado do Rosemberg eh circuncidado.

Ate quando fala a verdade sobre o Kia, a Larissa diz:” quem dera as negociatas de Andres fosse com Kia”.

Pois eh, nao eh o que dizem as “fontes seguras”, pelo contrario dizem todo dia que o Kia ainda manda e desmanda.
Nao sei como nao falaram ainda que essa da nataçao italiana eh da mafia
Por essas e outras, da mesma forma como fazem com o Timao os antis de plantao, quando vejo a bambizada da midia, detonando o Sanchez, so porisso acho que eh o menos ruim.

E nao acho que divulgar as vesperas da eleiçao seja burrice, pelo contrario, como as coisas tem andado nos ultimos tempos, onde tudo no Corinthians eh desonesto e sujo para meia duzia de antis, ta certinho.

Mesmo porque, ja eh liquido e certo que se fechar patrocinio qualquer que seja o valor, vao falar que tem maracutaia e o diabo a quatro.

Em tempo, Borges dos Bambis eh do mesmo agente do Muriçoca ta?Quanto custou? So pra descontrair.

Entao truco.

Larissa: Concordo com boa parte do que você diz, menos quando tenta me atingir, insinuando que ajo de forma desleal, como alguns imprensaleiros. Quando digo negociatas do Andrés, digo porque assim as considero, por motivo de – vamos chamar de incompetência – na realização das mesmas, vide contratações de Lucas, Eduardo Ramos, Rafinha, Alves, Valença e afins… E quanto ao Borges, bom, pelo menos ele não é o Souza, taticamente falando, né? Agora, se o empresário do Muricy também emprestar dinheiro ao São Paulo e depois enfiar todos os seus perebas no clube da Vila Sônia como compensação, eu vou torcer para que esse tipo de negociata ocorra sempre por lá. Ah! Retruco (é que eu prefiro o truco gaudério). Abraços alvinegros.

Comentário por ToFicandoRouco

“acrescento: se tivéssemos negócios com o Kia (lembrando que nada ficou provado contra ele e considerando que nunca fique) estaríamos hoje em primeiro lugar no Brasil, ao invés de jogadores do Carlos Leite, para quem os dirigentes do clube acabam apelando, teríamos jogadores como Tevez, com certeza não teríamo pago R$3milhões no Souza, etc…”

quem garante que estaríamos em 1º? Kia passou por aqui e não deixou mais do que um Brasileiro( manchado diga-se de passagem), nunca precisamos dessa parceria que o Sr. Dualib arranjou, em 94 anos de história sempre haviamos andados com nossas próprias pernas, ganhando varios paulistas e brasileiros, 2 copas do brasil, além do Mundial que ganhamos sem o tal Kia.

Se esse patrocinio frontal de + 20 milhoes se concretizar conseguiremos sem o Kia. Se a nike renovar e quase triplicar o preço atual será sem o Kia. Se trouxemos o Ronaldo, foi sem o Kia. Ou também acha que R9 não é maior que tevez e Nilmar? . Se tivemos que nos reestrutuar foi porque o KIA passou por aqui. Se tivemos que gastar tanto com Nilmar foi porque KIA colocou ele aqui, se não recebemos o valor do Carlos Alberto foi porque KIA passou por aqui.

Quem dera as negociatas de Andrés fossem com Kia neh? Quem dera o Kia colocar outros galaticos aqui para nós acabarmos ficando no prejuízo neh? ( Ou acha que o Brasileiro manchado de 2005 valeu mais a pena do que gastar com Nilmar? )

Vejo Souza hoje como o herrera do inicio do ano passado. Pagamos caro por ele? Sim. MAs é só o inicio de temporada. R9 mesmo falou que la no barcelona teve uma sequencia ruim antes de ganhar a bola de ouro. Porque não dar tempo ao Souza? Só porque não temos mais o Herrera? Ele nem jogou no gremio ainda, e se voltar a ser o Quase gol, dirá: Graças a Deus pagamos 3 Milhoes pelo Souza e não pelo Herrera?

=|

E que venha a Emirates.

Larissa: Tenho algumas considerações, Rodrigo. Nada garante que seríamos o 1º, mas tudo leva a crer, considerando que em 2005 nós tínhamos o melhor time disparado do Brasil. Você lembra quem era o oportunista Internacional, que foi extremamente beneficiado pela arbitragem (conforme já indiquei jogo-a-jogo aqui no blog)? Vou te lembrar algumas das pérolas: Clemer, Perdigão, Ediglê, Elder Granja. Um clube não precisa de parceria quando pode sobreviver com as próprias pernas, não era o caso do Corinthians que mais uma vez (sim, existiram duas parceiras antes da MSI, uma delas, a Hicks Muse na época do Mundial de Clubes que vencemos) teve de apelar à parcerias. A MSI, quando veio, quitou as dívidas do clube e trouxe excelentes reforços, embora tenha sido uma parceria mal administrada, articulada, etc e tal, os maiores culpados são os dirigentes do clube, pelo menos até que se prove o contrário, coisa que não aconteceu, diga-se de passagem. Já com Dualib… Aliás, nós acabamos no prejuízo por conta dele e sua corja, foram eles que chutaram a parceria que deveria durar pelo menos 10 anos e eles também que colocaram tudo a perder, a MSI investiu e não teve sequer o tempo de retorno necessário para reaver os investimentos. Sugiro que leia um texto introdutivo ao assunto que já publiquei no blog. Abraços alvinegros. Ah! E que venha a Emirates!

Comentário por Rodrigo

Larissa,

Tudo bem bonitona?
Com relação ao patrocínio, creio que o Sanchez está sim guardando para apresentá-lo na última hora como uma forma de detonar de vez a oposição. Pois o Sanchez, pode ser safado como acho que é, mas burro com certeza ele não o é. E com relação à prejudicar um pouco o clube em termos financeiros ou ganhar a eleção, o que vc achar que ele vai escolher ? Essa é fácil não é?
Já com relação ao Kia, creio que vamos acabar descobrindo o óbvio, ou seja, ninguém vai provar nada contra ele nem contra a msi, e no final todos, principalmente a imprensa nacional vão dizer estampar o que para alguns poucos já estava claro:
Kia é inocente, os grandes culpados pelo fracasso da parceria foram nossos dirigentes octagenários, eles sim são os verdadeiros gangsters. Em suma perdemos o bonde do sucesso mais uma vez…

Abraços corinthianos da Capital Federal

Larissa: Olá caro William! De concreto o que temos é o que você colocou, visto que todos os processos que tentaram contra o Kia foram arquivados, nada se provou e tudo leva a crer, inclusive a penhora de bens do Dualib, que os dirigentes foram a grande catástrofe do clube. Abraços alvinegros.

Comentário por william.caridade

Será que um dia ficará provado que a MSI e o Kia na verdade não eram “do mal”, como se afirmava à época?Na verdade ainda não provaram nada, e ficou aquela impressão que na verdade o Dualib e sua corja é que tentaram dar um golpe nos gringos.

Quanto ao patrocínio da natação, acho extremamente positivo que tenha sido fechado com a Diana, e não com a Nike, pois indica que o futebol e os outros departamentos do clube estão funcionando separados.

O que o Paulo disse sobre o fato da Emirates ter apenas um vôo diário para o Brasil, faz sentido, mas o que realmente importa é o retorno de mídia, é a visualização da palavra Emirates na camisa do Corinthians, que afinal e contas é o time do Ronaldo Fenômeno, e isso conta muito.

Sem esquecer que os campeonatos Paulista e Brasileiro são transmitidos para dezenas de países pelo mundo ,e o que realmente vale nesse aspecto, não é a venda de passagens aéreas, e sim o retorno de mídia, a exposição da marca.
Os ingressos certamente terão redução de valor, pois também trata-se de marketing, já que um estádio sempre cheio proporciona uma renda maior e mais constante, e o produto a ser transmitido pelas TVs aberta e fechada (aí também deve se pensar no pay-per-view e nos pacotes que incluem os canais de esporte) é mais valorizado com o espetáculo das torcidas. Basta lembrar que Corinthians e Flamengo tem cotas maiores de TV. Os ingressos mais baratos estão sendo vendidos muito rápido, para o jogo de hoje com a Lusa já se esgotaram, e isso reflete que o preço absurdo das arquibancadas especiais e das numeradas não é um bom negócio.

Lembrem-se que a Globo em 2008 transmitiu muitos jogos do Corinthians na Série B, alguns inclusive para Sampa. Já que o produto era o mesmo, porém a um preço menor, e isso foi ótimo para eles.

Abraços,

Freeman.

Larissa: Concordo, Freeman. Abraços alvinegros.

Comentário por José Freeman Junior

Esse negócio de patrocínio cheira mal… Enquanto isso, o clube acumula dívidas.
Quanto ao Kia, beleza, ele é recebido pelo Berlusconi; um dos políticos mais cafajestes, falsários, e corruptos da história da Itália.
Nada em Kia cheira bem. Ficar longe de gente como ele é pressuposto ético.

Larissa: Bem… Esse foi um exemplo, o fato é que ele é muito bem recebido na Europa inteira. Assim como o suposto “mafioso” Berezovski foi amparado pela polícia britânica, etc… etc… Não sei por que é que no Brasil – ou melhor, no Corinthians – isto cheirou tão mal, aliás, até sei. Abraços alvinegros.

Comentário por jeff

Boa Tarde

Eu pessoalmente duvido que o Corinthians esteja acertado com um patrocinador e aguardando para anunciar apenas nas vésperas das eleições. Na verdade, posso até quebrar a cara dizendo isto, mas vou pelo caminho contrário: os diretores já se tocaram que um valor expressivo, cerca de R$25 mi, é inviável no momento (embora eu considere que a camisa do Timão vale isso). Porém, ficaria muito mal para a diretoria anunciar um valor considerado baixo, como R$18 ou R$20 mi, nas vésperas das eleições. A oposição iria chiar demais. Portanto, a diretoria está esperando as eleições para acertar por um valor mais baixo. Como disse, posso estar enganado, espero estar, até porque acho que nossa camisa vale R$25 mi, ainda mais levando em conta o efeito Ronaldo. Contudo, hoje, o que me parece estar acontecendo é isso.

Quanto a tua resposta para o comentário acima, discordo plenamente. Acredito que negociar com o Kia seria benéfico para o Timão, mas se fizermos isto seremos crucificados, até pelos nossos próprios “torcedores”. Agora, defender a MSI beira o absurdo! Uma coisa é a MSI e outra coisa é o Kia. A parceria foi o maior erro de nossa história e as consequências estão aí, para provar isso. A parceria durou cerca de 2 anos e eles não nos pagaram os prometidos U$20 mi, nem quando a relação com a diretoria do Timão era boa. Fomos enganados. Micamos com a dívida do Nilmar, seremos processados pelo Boca Jr., que revindicam os 3,5% do Tevez, de clube formador, estamos pagando o Passarela e o Leão. Fora que, mesmo com os mais de R$100 mi investidos, não tinhamos um time realmente bom. Nossos zagueiros eram Betão, Marinho e Wescley! Como um time desses pode sequer acreditar que seria campeão da Libertadores? Isso sem contar o Wendell, Fabricio, Coelho, Edson e cia. A verdade é que o elenco do SPFC de hoje é muito mais equilibrado do que aquele nosso time “galatico”. Quem entendia de futebol naquela diretoria? O iraniano? O vascaíno? O santista? O palmeirense?

Como você pode imaginar que nunca nada ficaria provado contra a MSI? Com certeza ficaria, todos sabemos que tinha muita sujeira lá. Fazer negócios com o (empresário) Kia é uma coisa, entregar o maior e mais tradicional clube do Brasil de bandeja para que russos e georgianos lavem a grana deles e nos deixem de mãos vazias, ou melhor, cheio de dívidas, é outra completamente diferente.

Rumo ao Pacaembú… Vai Corinthians! Abraços Alvinegros!

Larissa: Caio, depois de muito ler sobre o assunto eu cheguei a uma conclusão oposta à sua e minha também, afinal, fui ferrenha opositora da MSI desde o primeiro momento, afinal, a minha opinião é de que um clube deve caminhar com as próprias pernas, no entanto, para tal o clube necessita ser bem gerido, não é o caso do Corinthians que, por isso, apelou à parceria e também acabou com ela. Todas as questões que você levantou sobre a MSI, eu expliquei no post que indiquei abaixo, sugiro que leia e depois retomemos esta prosa. Abraços alvinegros.

Comentário por Caio Junqueira

O Corinthians surgiu há quase 100 anos, para ser o time representante do povo nos campos de futebol.

O Corinthians teve uma trajetórica meteórica, indo das várzeas paulistanas à condição de clube mais importante do Brasil, com o ápice ocorrendo em 2000, na conquista do 1° Campeonato Mundial de Clubes.

Ao preconceito que despertou por ser o pioneiro à levar às classes populares para os estádios de futebol, se juntou a inveja dos torcedores dos outros clubes, diante das conquistas, da raça em campo e da paixão nas arquibancadas, que se tornaram marcas do Timão.

O fenômeno do anticorinthianismo se manifesta no meio dos torcedores, da imprensa, e das esferas administrativas. Não seria diferente nos blogs, mesmo nos blogs dedicados à torcida corinthiana.

É comum a ocorrência de comentários carregados de recalque e ódio pelo Corinthians. É comum também o aparecimento de anticorinthianos travestidos de fiéis, verdadeiros bambis e porcos em pele de gavião.

Nesta postagem da Larissa, apareceram comentários como os seguintes (vejam a desfaçatez):

Por: Rodrigo
“Kia passou por aqui e não deixou mais do que um Brasileiro( manchado diga-se de passagem)”
“Ou acha que o Brasileiro manchado de 2005 valeu mais a pena do que gastar com Nilmar?”

Por: jeff
“Esse negócio de patrocínio cheira mal… Enquanto isso, o clube acumula dívidas.
Quanto ao Kia, beleza, ele é recebido pelo Berlusconi; um dos políticos mais cafajestes, falsários, e corruptos da história da Itália.
Nada em Kia cheira bem.”

Por: Caio Junqueira
“os diretores já se tocaram que um valor expressivo, cerca de R$25 mi, é inviável no momento. Porém, ficaria muito mal para a diretoria anunciar um valor considerado baixo, como R$18 ou R$20 mi, nas vésperas das eleições. ”
“A verdade é que o elenco do SPFC de hoje é muito mais equilibrado do que aquele nosso time “galatico”. ”
“Como você pode imaginar que nunca nada ficaria provado contra a MSI? Com certeza ficaria, todos sabemos que tinha muita sujeira lá.”

Como se vê, tem um que chama o Brasileirão de 2005, aquele em que Carlitos Tevez só faltou fazer chover, e em que, pela primeira vez na história, se desmascarou um juiz ladrão (cujas ações tiveram como maior prejudicado o Corinthians) de “manchado”.

Outro, quer desvalorizar um possível patrocínio de R$ 20 milhões… Deve achar bonito prometer R$ 30 milhões, enfiar o rabo no meio das pernas, e renovar pelos mesmos R$ 15 milhões do ano anterior… É o mesmo que não se segurou, e deixou escapar sua admiração pela brilhante equipe atual dos bambis.

E tem aqueles que insistem na versão das supostas atividades criminosas dos enviados do Mal, a MSI (“todos sabemos que tinha muita sujeira lá”), versão brasileira das armas de destruição em massa do Saddam…

Os caras-de-pau acham que alguém acredita que eles são corinthianos… PEROBA NELES! Repetindo: são anticorinthianos travestidos de fiéis, verdadeiros bambis e porcos em pele de gavião.

Larissa: Registrado, Jorge. Abraços alvinegros.

Comentário por Jorge

assino embaixo tudo que disse o “toficandorouco”, é realmente estranho q. quando é pra criticar o timão e diretoria aparecem bloqueiros falnado muito e dizendo…falam por ai, diseem por ai… e outras baboseiras, quando é pra saber sobre o patrocinio, nenhum blog sabe….muito estranho, muito estranho….é as eleições estão ai….cuidado com as palavras…..elas machucam e são irreversiveis.

bjs lara….vamô meu timão!!!!!!

Larissa: Registrada a indignação, Edu. Como estão as coisas aí em Santa? Saudades… Abraços alvinegros.

Comentário por Eduardo-Itajai

Antes de responder aos comentários desse post, gostaria que os leitores entendessem a minha opinião sobre Kia e a MSI, explicitada aqui:

https://larissabeppler.wordpress.com/2008/12/23/kia-joorabchian-e-a-msi/

Comentário por Lara

Lara, parece que o Kia ainda é o calo de muita gente. Rememorando um pouco: O caldo começou a entornar exatamente quando em 2005 o Corinthians ficou sem patrocínio de camisa, após acabar o contrato com a Pepsi. Depois de algum tempo o contrato R$12 milhões, foi assinado com a Sansung, diga de passagem muito maior que qualquer outro da época, exatamente ai, a Sra. Carla Dualib reinvidica uma comissão por volta dos R$2 milhões, alegando ser ela quem iniciou as conversas com a multinacional.

Obviamente pelos contratos assinados, o Kia mandou ela lamber sabão e o vovô tomou as dores da netinha, parando de repassar para a MSI o dinheiro da Nike, rendas, TVs e etc. Exatamente neste momento, os Flávios Prados, os Miltons Neves e outros de calibre semelhantes, aproveitam e começam a bombardear a parceria.

Outros que se esforçaram para tirar Kia e Msi do Corinthians, foram os empresários, Kia fez o que ironicamente a chapa do Paulo Garcia hoje coloca como uma de suas metas de campanha, exterminar essa turma do PSG, principalmente das categorias de base. E ai não apenas a MSI mas a também HTMF, sofreram pressões, pois obviamente a grande fonte de retorno de capital para esses investidores, estava justamente na base do Timão, onde mamam empresários, diretores, atravessadores e até muito jornalista.

A MSI já tinha um grande aporte de capital, e imaginar que fizeram isso para desvalorizar o investimento é coisa de gente insana, nem mesmo o fato que argumentam como lavagem de dinheiro se justifica, até para se fazer isso é necessário um retorno, coisa que não conseguiram no Corinthians (Só Carlitos foram US$20 milhões mais um ano e meio de salários a R$500 mil por mês). A MSI só conseguiu algum retorno ao recolocar esses jogadores na Europa, e bem abaixo daquilo que poderia, se essas peças fossem negociadas de maneira natural saídas de um time vencedor.

Leão foi contratado por Dualib, exatamente para “peitar” o Kia. Veja bem que até ai apesar de toda as tempestades, o Kia mantinha suas duas estrelas Argentinas no Corinthians. Provavelmente Dualib acreditou que tirando iraniano do caminho, a MSI colocaria alguém de sua confiança e ele poderia satisfazer a fome de sua neta, Nesi e cambada sangue suga.

E só para encerrar, aonde que o campeonato de 2005, foi manchado? Na época até a globo mostrou vários jogos em que o Inter foi plenamente favorecido, sendo que contra o Brasiliense foi um cambalacho. Agora tenho que ouvir Corinthiano dizer isso!

Larissa: Pois é. É para nos fazer analisar cada notícia que sai sobre o Timão, não é? Infelizmente não se pode acreditar em tudo que se lê, ouve… Abraços alvinegros.

Comentário por David Emmanuel

Não sei se vale a pena estender esse assunto sobre a MSI pelo lado teórico, já que no lado a prático a coisa é simples:

Enquanto não se provar nada do que foi dito, tudo não passou de invenção.

Larissa: Sou da mesma opinião. Abraços alvinegros.

Comentário por Paulo (Shadow)

Caro Jorge

Você saiu atirando críticas em seu post. Vou responder apenas as direcionadas a minha pessoa. O primeiro trecho de comentário meu que você copiou foi: “os diretores já se tocaram que um valor expressivo, cerca de R$25 mi, é inviável no momento. Porém, ficaria muito mal para a diretoria anunciar um valor considerado baixo, como R$18 ou R$20 mi, nas vésperas das eleições. ”

Não sei porque você usou aspas acima. Caso não saiba, elas são usadas em casos de citação direta e espera-se que o texto original seja copiado de forma fiel, o que não ocorreu acima. Eu deixei claro que para mim a Camisa do Timão vale R$25 mi. Aliás, acredito que valha muito mais. O espaço ocupado na TV e nos jornais pelo Timão nos dez primeiros meses de 2007 foi superior a R$2 bilhões. Você tem noção da grandeza desse número? Isso é mais do que um terço do que nosso governo pretende gastar para fazer as Olimpiadas de 2016 no Rio. É cerca de 1/3 também do PIB de Florianópolis. Isso desconsiderando outros meios, como internet e rádio! Porém, infelizmente não sou eu que determino o valor da Camisa do nosso time, é o mercado. O comentário que fiz acima, maquiado e transcrito por você, foi baseado na minha leitura do mercado e não na minha opinião. São duas coisas diferentes, ok? Prometo que tentarei ser mais explícito na próxima vez que escrever, para que sujeitos como você possam compreender.

O segundo trecho transcrito foi: “A verdade é que o elenco do SPFC de hoje é muito mais equilibrado do que aquele nosso time “galatico”.

Parabéns! Dessa vez você usou as aspas de forma adequada. Você no teu post me chamou de bambi enrustido, usando como uma das justificativas o trecho acima. Bom, então concluo que para você o Souza é o maior matador em atividade no Brasil! Afinal você é um Corinthiano de verdade, como poucos. Para você temos sempre um esquadrão, sempre seremos muito superiores aos nossos rivais, não importa quem esteja em campo. Aliás, o mês de dezembro deve ser muito chato, pois independente do planejamento e das contratações nós teremos sempre o melhor time, não é? Eu já falei muita besteira por ficar cego devido ao meu amor pelo Timão. Apesar disso, sempre procurei ter o mínimo de discernimento ao analisar o meu time. É díficil, nem sempre consigo, mas acredito que só assim posso cobrar profissionalismo e competência da diretoria. Afinal, se eu não sei o que é bom para o meu time o que vou cobrar da diretoria? O meu amor pelo Corinthians independe de títulos ou da qualidade do time, por isso para mim é fácil reconhecer quando não temos um time brilhante.

Terceiro e último trecho: “Como você pode imaginar que nunca nada ficaria provado contra a MSI? Com certeza ficaria, todos sabemos que tinha muita sujeira lá.”

Não vou entrar nessa questão, pois para mim é muito óbvio que tinha sujeira no meio. Esse argumento “se não provaram, não existe” na minha opinião é muito mais do que absurdo e patético. Contudo, peço para que nos coloquemos todos no lugar do Corinthians: o Timão antes de assinar a parceria tinha que ter a certeza de que a MSI não era criminosa. Não afirmo isso por questões éticas, como já disse, neste momento eu estou ignorando elas contra minha vontade, mas afirmo porque se a MSI estivesse praticando algo ilegal, algo como comprar jogadores com grana suja ou sem passa-la pelo Brasil, quem pagaria a conta seria o Corinthians. O West Ham por enquanto pagou mais de R$15 mi por causa do Tevez, mas esse valor pode subir com a reabertura do processo pela FA. Agora pergunto: quem aqui apostaria milhões, se tivesse, que a MSI é uma empresa idônea, honesta e de caráter honroso?

Não posso deixar de concordar com você quando diz que o título de 2005 foi muito justo e merecido. Assino embaixo.

Abraços Alvinegros

Larissa: Registrado. Abraços alvinegros.

Comentário por Caio Junqueira

Larissa

Vamos lá… Concordo contigo que para um clube saudável é melhor caminhar com as pr’oprias pernas. Também acredito que a parceria pode ser muito proveitosa em certos casos, mas depende da parceria. Pelo que li neste teu outro post, você compartilha a opinião de que o nosso time não era tão galáctico assim, tinhamos até Johnny Herrera, fruto da incompetência dos nossos diretores, que de futebol nada entendiam.

Quanto a relação MSI-Corinthians, concordo plenamente contigo que a MSI apareceu aqui com boas intenções e propensa a ajudar o Timão. Contudo, nossos diretores queriam apenas pegar a grana deles e por isso azedaram a relação com o passar do tempo. Isso até justifica certas atitudes da MSI, principalmente após o estremecimento das relações, pois notou que estava sendo trapaceada. Eu questiono tua afirmação de que eles pagaram todas nossas dívidas pois, embora você tenha pesquisado muito mais a respeito do que eu, já ouvi de diversos dirigentes, defensores ou críticos da parceria, que os U$20 mi prometidos no momento da assinatura do contrato nunca chegaram.

Provavelmente a relação teria sido muito saudável caso nossos dirigentes não tentassem enganar os russos, mas isso não torna o Berezovsky um cara honesto. São vários os indícios de lavagem de dinheiro, como contas em offshores nas Ilhas Virgens e negociações feitas via contas de e-mail gratuitas, no caso Hotmail, muito complicadas de serem rastreadas. Para os que afirmam que embora existam muitas acusações, não há provas, digo que foi comprovado o desvio de U$9 mi de uma companhia aérea estatal russa, a Aeroflot. Berezovsky era também o braço direito e maior apoiador do Yeltsin, responsável pelo governo mais corrupto da história russa. Aliás, Berezovsky foi o responsável por sua eleição, pois o canal de Televisão ORT, do qual era acionista, foi o maior cabo eleitoral do Yeltsin não apenas em sua eleição, em 1990, mas também em sua reeleição, em 1996.

Particularmente, por questões éticas, e até mesmo por medo, afinal Berezovsky parece estar envolvido em diversos assassinatos, eu não me envolveria com esse tipo de gente. Mas mesmo desconsiderando esta questão, acredito que o Timão nunca poderia ter assinado este contrato. Todos sabemos que a legislação atual da Fifa não reconhece o investidor, apenas o clube. Portanto o primeiro não corre risco algum de punição por seus erros e/ou irregularidades. Isso chega a ser um incentivo para que o investidor aja de forma irresponsável. Foi por isso que o dinheiro do Tevez saiu de uma offshore nas Ilhas Virgens, paraíso fiscal, direto para o Canada. Para que pagar as altas taxas brasileiras, se eu posso movimentar a grana apenas fora do país, sem correr risco algum de punição? Uma parceria desse tipo expõe o Corinthians e o torna vulnerável, e até mesmo responsável, pelo erro dos outros, que nem conheciamos direito.

Por último, concordo contigo que essa parceria foi crucificada mais do que deveria pela mídia, afinal os mesmos donos da MSI investem no futebol em outros clubes, sem despertar a ira da imprensa. A GSI é do mesmo grupo da MSI e está presente em grandes clubes europeus, como o Porto, e ninguém fala nada! E essa história do Kaka? Comissão quase 30 milhões para os envolvidos na transação?

Desculpe me estender tanto, mas acredito que é válido, devido ao tema. Também não tive a oportunidade de comentar este teu outro post, tão polêmico.

Abraços!

Comentário por Caio Junqueira

Caio Junqueira amigao, de tudo o que vc. falou concordo com uma coisa, e digo ao final:

“Eu pessoalmente duvido que o Corinthians esteja acertado com um patrocinador e aguardando para anunciar apenas nas vésperas das eleições. Na verdade, posso até quebrar a cara dizendo isto, mas vou pelo caminho contrário: os diretores já se tocaram que um valor expressivo, cerca de R$25 mi, é inviável no momento (embora eu considere que a camisa do Timão vale isso). Porém, ficaria muito mal para a diretoria anunciar um valor considerado baixo, como R$18 ou R$20 mi, nas vésperas das eleições. A oposição iria chiar demais. Portanto, a diretoria está esperando as eleições para acertar por um valor mais baixo.”

Entao torço pra que vc quebre realmente a cara ta?

Vc. e todos os outros que estao esperando isso.

E se vc. realmente for Corinthiano certamente torce para quebrar a propria cara, ou nao???

Eu torço para quebrar a minha propria cara com relaçao a Souza, assim como um monte de pessimistas e derrotistas quebraram com Herrera, “mano do mano” ta?

Comentário por ToFicandoRouco

eu nao acredtio que seja a emirates, visto que ela está reduzindo custos (voos) no mundo inteiro.

Comentário por llindomar

com certeza torço para que eu quebre a cara, to ficando rouco… Também espero quebrar a cara com o souza, assim como vc… Abraço

Comentário por Caio Junqueira

Oi Larissa ,discordo de muitas coias de vc aqui,mas este da MSI concordo plenamente foi a diretoria do Timão que chutou a MSI, os cara mandavam dinheiro a galera desviava,
aí a torcida começou a gritar o nome do Kia, os ego inflamaram e deu no que deu.

Comentário por Daniel Rodrigues

O Kia quer saber quem ligou para ele de São Paulo e não deixou recado, afinal, são tantos telefonando que ele não tem como saber quem é quem. Se for para vender jogador, por favor ligue de novo. Se a intenção for pedir grana, basta falar com o procurador dele, um tal de Andres.

Comentário por Lou Mello

se postar arruma aih pra mim onde eu disse inflamaram na verdade eu quis dizer inflaram

Comentário por Daniel Rodrigues




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: