Corinthians: Preto no Branco


Corinthians Solidário
fevereiro 11, 2009, 6:37 pm
Filed under: Uncategorized

Simulação de camisa com parceria beneficente

O patrocínio principal da camisa alvinegra na temporada 2009 ainda não chegou, mas enquanto ele não vem, o clube, inspirado talvez pelas propostas de Ronaldo, estampará sua camisa, na partida contra o São Paulo, com a marca da Associação de Assistência à Criança Deficiente. Recentemente o camisa 9 do Timão revelou em programa esportivo seu desejo de ver o clube fechar uma parceria com uma grande instituição como Unicef e Pnud (Programa das Nações Unidas de Desenvolvimento). Dito e feito, nesta quinta-feira, o marketing corinthiano anunciará oficialmente a parceria beneficente com a AACD para o confronto do próximo domingo, no Morumbi.

Esse tipo de parceria é comum em clubes europeus, como o Barcelona, e é louvável, sem dúvidas, mas vale ressaltar que o Corinthians está sem essa receita oriunda dos patrocínios desde o término da parceria com a Medial Saúde, em dezembro de 2008, e pode começar a atrasar salários, assim como alguns direitos de imagem de atletas já estão em atraso. Todavia, baseando-se na lógica – e somente nela – o torcedor corinthiano pode ficar sossegado, afinal, essa atitude (não só o marketing de ocasião, mas a delonga no anúncio do patrocinador oficial) não faria o menor sentido se o clube não tivesse um bom negócio encaminhado.

O fato é que o Corinthians é a grande marca do futebol nacional e, por isso, deve receber propostas de patrocínio superiores aos rivais, como ocorreu inclusive durante a disputa da Série B, então, se acaso fosse fechar por um valor pífio e inferior a R$20 milhões, os dirigentes não precisariam ter esperado tanto. Isso sem falar do fator Ronaldo, contratado justamente como uma proposta do marketing para a maximização e captação de receitas.

Em resumo, considerando que os gestores do clube não são completos incompetentes, se o Corinthians não acertou com um patrocinador até o momento, aponta a lógica que fechem com um valor compensatório a esses dois meses sem patrocínio, então, se assim for, o Timão pode aproveitar esse tempo de “camisa limpa” para divulgar e auxiliar causas sociais.

Enquanto o São Paulo, com a covardia dos ingressos, dá exemplos do que não se deve fazer no futebol, o Timão responde com uma nobre atitude.


19 Comentários so far
Deixe um comentário

E para complementar essa ação eles poderiam vender camisas com esse patrocínio solidário, além das que serão leiloadas.

Larissa: Seria legal, com certeza eu compraria, mas talvez atrapalhe as vendas de camisas com o novo patrocinador a ser anunciado em breve. Abraços alvinegros.

Comentário por Heloisa

Também acho que esse patrocínio já está fechado e talvez seja anunciado na estreia do Ronaldo. E tende a ser o melhor entre os times brasileiros, exatamente como deve ser. É só lembrar que o Corinthians faturou, em termos relativos, mais que muito time por aí, com aqueles patrocínios pontuais como o do jogo com o Studiantes.

Também acho louvável estampar o logo da AACD. E concordo com a colega acima. Poderia-se vender a camisa com a estampa para complementar a ação. Vi uma simulação da camisa no Lancenet e o uniforme nr. 2 ficou bonito à beça.

Larissa: Também achei. Abraços alvinegros.

Comentário por Luís Carlos

Sou contrário a qualquer inscrição ou desenho na camisa que não se refira ao clube. Por mim, nem nome dos jogadores haveria, apenas o distintivo e o número, sendo aceitável, no máximo, um pequeno logo do fabricante do uniforme. Mas o futebol “moderno” exige patrocínio na camisa… Prefiro ser retrógrado. Mesmo marcas de entidades assistenciais não deveriam ser estampadas, há muitas maneiras mais eficientes de ajudá-las.

Sobre “a grande marca do futebol nacional”, TODOS sabem que por ter a segunda maior torcida do país o Corinthians é mais rentável quanto à exposição de um produto; não se trata de valor intrínseco da marca. Em razão do jeito histórico de jogar do time – procurar na raça vencer, após levar pau do adversário em grande parte do jogo, ir aos trancos e barrancos -, só se fala de “torcida diferente”, da “torcida apaixonada”, de “marca” etc e tal. Papo furado. Pode existir no Brasil torcida tão ou quase apaixonada como a palmeirense. Mais sabemos – ou deveríamos saber -, não.

Não entrarei mais no blog, para a felicidade dos que não aceitam lúcidos comentários. Sempre que entrar, irei contradizer o que seja necessário no seu texto, como fiz agora. Como não entrarei para ficar quieto, melhor não entrar. Assim você não fica brava e eu não terei de ler textos, seus ou de outros, que não reflitam a realidade.

Abraços acadêmicos palestrinos ou beijos, como preferir

Daniel

Larissa: Considerando que se trata de um ponto de vista palmeirense, é compreensível, embora eu discorde totalmente e ache que esse assunto incomoda os esmeraldinos. Abraços alvinegros.

Comentário por Daniel

“Para a felicidade dos que não aceitam lúcidos comentários”. Não me referi a você.

Larissa: Compreendido.

Comentário por Daniel

Larissa, eu achei que foi uma atitude legal e é claro que na camisa do Corinthians vai despertar algumas ações que no momento estão no standby, é claro que camisas como a do Palmeiras e São Paulo jf pouco acrescentam nessa área, mas a do Timão e a do Flamengo por exemplo representam muito no contexto do Brasil a nível social. Parabéns a toda diretoria do Corinthians pela iniciativa. Abraços a maninha!!!

Larissa: Com certeza, maninho. Acho muito válido e acho que pode auxiliar muito mais do que se o clube doasse uma quantia à AACD, pois dessa forma, com a visibilidade que tem a camisa alvinegra, um número muito maior de pessoas poderá contribuir com a instituição. Abraços alvinegros.

Comentário por Ribamar Bianchini

Não é um ponto de vista palmeirense, nem me incomoda. Apenas que se não tivessem a maior torcida do Estado, se não fossem o time do povo, não iriam falar em marca. A sua força é o número, a quantidade de torcedores, não a qualidade. Vocês sempre foram de jogar do jeito que você sabe, nós, mesmo nos momentos em que estivemos em baixa em nossa incomparável história, sempre jogamos pra frente, com técnica e garra, procurando impor a superioridade e sufocar o adversário. Bom, é interessante vc falar em “a grande marca” de um clube cujo maior time de todos os tempos, por exemplo, seria inferior à sexta ou sétima seleção do Verdão. E não adianta falar que é “ponto de vista”. Afinal, vocês atacam de Sócrates, Neto, Marcelinho… rs Se formos falar nas duas Academias, nos esquadrões dos anos 30 e 40 que davam espetáculo, no timaço campeão das cinco coroas em 51 – mais uma conquista única do Palmeiras -, no supercampeão – único – paulista, nas duas Academias, nos timaços da década de 90 etc… É só comparar os jogadores para comprovar que digo a verdade. Mas entendo, o que importa é a fiel, “a incomparável”, a única que vibra e ama o seu clube…

Só você para me fazer comentar em blog corintiano. Aproveite que é o último dia aqui. Também vou sentir saudades.

Abraços (como você prefere)

P.S. Post scriptum de fato, no momento em que iria mandar o comentário abrimos o placar. Já lhe disse que você me dá sorte. Manda uns números pra eu jogar na Sena.

Larissa: Olha que eu já ouvi (li) essa história de “última vez” algumas vezes, hein? Confessa palestrino, você não vive sem esse blog, sem mim e sem o Timão! rs :)Abraços alvinegros.

Comentário por Daniel

Prometo que se ganhar lhe dou um carraço com a placa LBS – 1977.

Larissa: Olha que promessa é dívida e eu sou exigente, hein?! 🙂
PS: Gostei da placa. Abraços alvinegros.

Comentário por Daniel

ih, o porquinho “entendido” tá no blog errado… Cara, não está em discussão quem é maior e mais importante no futebol brasileiro, nós ou vcs. Isso é tão óbvio, que não se discute. Contentem-se em serem nossos maiores rivais, essa é a grande glória que possuem. Afinal, somos os maiores (viu?) rivais de todos os grandes clubes paulistas, pode perguntar a qquer são-paulino(a) ou santista também.
Saudações alvinegras!

Larissa: Registrado! Abraços alvinegros.

Comentário por Lucas

Quanto ao post, achei legal a iniciativa. em breve fecharemos o maior patrocínio do futebol brasileiro e compensaremos esses 2 meses em branco.

Larissa: Assim espero! Abraços alvinegros.

Comentário por Lucas

Simplesmente Lindo!

Abraços

Larissa: É sim… E vai Corinthians! Abraços alvinegros.

Comentário por Pedro

Se fosse para fechar no patamar que está o futebol brasileiro, já teríamos fechado. Mas acreditamos, mostramos e estamos provando que vale mais. Não está fácil, até pela crise, mas trabalhamos forte. Ninguém quer ficar dois, três meses sem patrocínio por ser bonitão. Seria hipocrisia. Mas, quero que o torcedor e o sócio tenham certeza de uma coisa: a hora que fecharmos, será o maior patrocínio da história do nosso futebol – disse.

Integrante da equipe de Andrés Sanchez sugere que a empresa estrangeira disposta a investir no clube está receosa por causa das eleições de sábado. O temor é que, com uma possível troca de presidente, o acordo seja modificado pelos novos comandantes do clube.

– Isso não é obstáculo mas, com certeza, está influenciando um pouco. O pessoal de fora não entende bem o que pode acontecer – afirmou uma pessoa ligada a Andrés.

Além disso, a presença de Luís Paulo Rosenberg seria uma espécie de garantia dos empresários.

– Se anuncio antes da eleição, vão dizer que sou oportunista. Se faço depois, sou incompetente.

Larissa, essa entrevista estava no site do Lance, você não achou que o Andres esta “ameaçando” o associado com esse papo de somente fechar se ele for o presidente, pois os investidores tem medo e bla,bla bla

Larissa: Prefiro não me posicionar sobre o presidente, na tentativa de não influenciar ninguém, afinal, é público e notório que não aceito Andrés Sanchez na presidência do Timão. Abraços alvinegros.

Comentário por alvaro

Meu Deus do céu,
Se essa rua fosse minha,
Ai,eu pintava, enfeitava sem parar
Milhões de flores,
O cenário se ilumina
De confete e serpentina,
Sou “Fiel” vou desfilar ..

Mundo de amores,
Diferenças sociais,
Palco de atores,
Vamos só correndo atrás,
Olha meu bem, não estressa manera na pressa te amo demais!

Luz da vida criança,
Vivendo em família, sem ter que fugir, fugir
Largando a calçada,
É tudo ou nada, voltando a sorrir

Eu quero ver essa cidade acontecer
Eu quero muita alegria e prazer
Quero a saudade, muita paz, felicidade
Ai meu amor, abraçadinho com você

Oi bota asfalto nessa terra
Quando chove brota a lama
Minha Terra da Garoa,
Universo de emoção

Paquera, Sampa, alô paixão
Em cada esquina sempre tem um “Gavião”

GRANDE ATITUDE, ENQUANTO UM SAI A CAÇA DE VENDAS DE INGRESSOS, O OUTRO HONRANDO SUAS TRADIÇÕES, NADA COBRA PARA AJUDAR O PRÓXIMO. ENQUANTO UM TRATA O CORINTHIANS COMO “BRINDE” O BRINDE TRATA ESSA ENTIDADE COM A DIGNIDADE QUE ELA MERECE..

Larissa: Com certeza, Caverão! Lindo samba-enredo, adoro este! Abraços alvinegros.

Comentário por ¶ CAVERÃO DO TIME DO POVO

“Enquanto o São Paulo, com a covardia dos ingressos, dá exemplos do que não se deve fazer no futebol, o Timão responde com uma nobre atitude.”

Como diria a Chiquinha:

“Sim, porque te convém”

Larissa: Por que me convém? Disse alguma mentira? Abraços alvinegros.

Comentário por Giuliano Iannarelli

Larissa, sem ironias, achei algo que vai te interessar.

A diretoria do São Paulo liberou 6.800 ingressos para o Corinthians.

Destes, 2.500 são para o setor “visitante” das cadeiras especiais (VISA). E 4.300 são para a arquibancada laranja.

Os ingressos para o setor VISA custam 90 reais. E é o que a diretoria do Corinthians está vendendo.
(quer dizer.. irá vender quando a diretoria do São Paulo mandar os ingressos… incompetência eu sei..)

Fica a pergunta: o que a diretoria alvi-negra vai fazer com os outros 4.300?? Distribuir?!

Vender a 90 reais também?!

Será que a diretoria do São Paulo repassou esses ingressos por 90 reais também?! (Se fez isso é uma grande sacanagem)

Larissa: Olha Giuliano, eu raramente elogiei a diretoria do Corinthians em meu blog, não por falta de boa vontade, mas por, infelizmente, falta de motivos. Não é diferente desta vez. A diretoria do São Paulo vem errando feio, tanto que os ingressos enviados ao PSJ foram “batizados” e centenas de torcedores tiveram de voltar para casa de mãos abanando pois era impossível destacar todos num dia e vende-los, achei uma tremenda sacanagem, por outro lado, a diretoria do Corinthians destinará o restante às organizadas que irão comercializa-los entre si por R$40. É sacanagem de todos os lados, infelizmente. Abraços alvinegros.

Comentário por Giuliano Iannarelli

Ahh.. acabei de ler no UOL:

Deste total de entradas, estarão disponíveis para quem quiser comprar nas bilheterias apenas 2.300 ingressos ao preço de R$ 90 a inteira e R$ 45 a meia-entrada. Esses bilhetes são para as cadeiras superiores especiais do Morumbi. Já as outras 4.200 entradas restantes, de arquibancada laranja, serão destinadas às torcidas organizadas ao preço de R$ 40.

(desculpe lotar su blog de comentários)

Larissa: É… Além de tudo isso, “de acordo com o departamento jurídico do Corinthians, os ingresso afrontam o estatuto do torcedor, já que não não possuem numeração nas filas e cadeira. Os campos estão em branco. O clube ainda não sabe se todos os 6.800 ingressos foram enviados. Isso será possível apenas no final da contagem.” É mole ou quer mais? Abraços alvinegros.

Comentário por Giuliano Iannarelli

Aí sai a nota da diretoria do São Paulo… dizendo que a culpa é do Corinthians…

E aí eu me pergunto: por que eu gosto de futebol mesmo?!

Larissa: É uma pergunta bem pertinente nos dias de hoje. Abraços alvinegros.

Comentário por Giuliano Iannarelli

Parabens ao Ronaldo, que foi o autor dessa idéia.

Larissa: Concordo. Parabéns ao Fenômeno. Abraços alvinegros.

Comentário por DONIZETE

Sim, resolvi passar mais uma vez neste blog, movida pela curiosidade e pra ver algum comentário absurdo sobre o meu comentário… Lucas, é “óbvio” que vocês são maiores e mais importantes no futebol brasileiro do que nós? Óbvio pra gente como você. Eu falei no meu comentário de FATOS, de HISTÓRIA, algo que para alguém como você deve ser deixado de lado… A glória de vocês é que é ter o Grande Palmeiras como rival, não o contrário, posto que, enquanto eu defini o seu time quanto à forma de jogar e falei de história, de glórias, torcedores como você se limitam a atacar sem fundamento o Verdão. Importância no futebol brasileiro? Basta ver quem teve, como eu já disse e repito, maior número de glórias, páginas épicas e grandes jogadores. Contente-se em ter a maior torcida. Vocês são os maiores para vocês, para ninguém mais, como falei no meu comentário; o que eu digo, porém, é embasado na história, ao contrário de torcedores como você que julgam que o time é o maior apenas por ter a maior torcida etc… Falei isso anteriormente, basta ler. Destaco um trecho: “A sua força é o número, a quantidade de torcedores, não a qualidade. Vocês sempre foram de jogar do jeito que você sabe, nós, mesmo nos momentos em que estivemos em baixa em nossa incomparável história, sempre jogamos pra frente, com técnica e garra, procurando impor a superioridade e sufocar o adversário”. Isto já mostra quem é o maior, meu caro Lucas. E sobre rivalidade, o maior rival do SPFW é o Palmeiras, procure conhecer um pouco de história do futebol. Justamente aquele que é nosso inimigo – o Corinthians é rival. Já escrevi, em comentário a texto recente, que a rivalidade maior contra o seu time à qual você se refere não se deve a inveja – não há motivo para isso, lá explico mais profundamente -, mas à arrogância de corintianos como você.

E sobre “porquinho”, isso é mais uma palhaçada que imbecis inventaram nos anos 60 para atacarem a torcida do Palmeiras em virtude de sua origem italiana. Mas seria melhor ser porco do que dizer imbecilidades destituídas de razão. O porco, inclusive, é superior a muitos seres humanos que falam besteiras. Com você terminei.

À minha querida Larissa, que não sei se lerá este comentário e, se ler, acho que não responderá, reconheço que preferiria não deixar de vir a este blog justamente por sua causa, mas, para ler o que leio e não ser da minha índole ficar calado, é o melhor, ao menos por ora. Não é agradável para você ler discussões em seu blog. Lucas = Jarbas.

Mande-me os números da mega sena pra eu ganhar e poder lhe dar o carro. Pode ser exigente, é o que espero de você.

Comentário por Daniel

Na primeira linha, “movido pela curiosidade”…

Comentário por Daniel




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: