Corinthians: Preto no Branco


Ronaldo e mais dez
março 9, 2009, 1:27 am
Filed under: Uncategorized

 

ronaldo-so-tem-umenglish-version1 

Em Presidente Prudente, Mano Menezes foi Mano, esperou a desvantagem para jogar o time pra frente e buscar o gol. O treinador ainda não aprendeu que resultado se busca durante os 90 minutos e não no desespero dos últimos instantes, para acabar saindo de campo com o empate. Acontece que Wanderley Luxemburgo também foi Mano e justificou a ira da torcida por si próprio, pois hoje, retranqueiro conseguiu fazer com que sua equipe saísse apenas com o empate, conquistado nos acréscimos pelo rival que praticamente nada criou na partida inteira.

Se ambos os treinadores estavam em dia de Mano Menezes, obviamente, o maior clássico do futebol paulista não fez jus à tradição, tampouco aos 48 mil torcedores (recorde do campeonato) que compareceram ao Prudentão, neste domingo.

O gol alviverde saiu de uma falha individual do goleiro Felipe que, no entanto, fez pelo menos quatro decisivas defesas no decorrer do jogo. O gol do “heroico” empate alvinegro também saiu de falhas individuais, de Marcão e Bruno, mas a estrela do Fenômeno brilhou mais forte e ele mostrou ao mundo, mais uma vez, o porquê de só existir um Ronaldo. Digam o que disserem, mas com balada, um pouco fora de forma, com joelho e idade pesando, fora de ritmo, ainda assim, ele é superior e sabe como ninguém a arte de fazer gols.

Por sorte alviverde e má organização do Timão, a bola pouco chegou ao Fenômeno, contudo, nas oportunidades que teve, ele driblou, mandou uma na trave, outra na cabeça de André Santos que o goleiro Bruno defendeu, sofreu uma falta não assinalada por Cleber Abade na entrada da área e cabeceou para marcar o gol da salvação alvinegra. Gol que derrubou até o alambrado.

Se o empate não serviu para alcançar a liderança, que sirva para Mano Menezes entender qual é a formação ideal, aprender que vitória se busca durante toda a partida e que é preciso criar chances ao invés de ficar apenas se defendendo de tudo e todos. Hoje o Palmeiras entrou com um atacante apenas e Mano manteve três zagueiros por um bom tempo, numa obsessão absurda por jogar atrás, coisa que até funcionaria se o time fosse treinado e conseguisse jogar no contra-ataque, mas não é o caso. O Timão, ao invés de se posicionar atrás da linha da bola, se posiciona atrás do meio-campo e ao invés de valorizar, abre mão da posse de bola.

Antes que digam que a blogueira é corneteira, o empate realmente não é satisfatório e se enxergar a realidade for “cornetar”, então, assumo a alcunha, pois Corinthians, em minha opinião, é o time campeão mundial, tetracampeão brasileiro, o maior vencedor da história do Paulistão, é guerreiro e não pode se conformar com resultados medíocres. O empate é placar frequente em clássicos, no entanto, desde que o treinador Mano Menezes assumiu o comando, o Timão não venceu mais nenhum deles e, pior, também não consegue construir resultados melhores contra qualquer time mais estruturado que os adversários da Série B. Basta analisar o retrospecto contra times de Série A, que são exatamente o que o Corinthians irá enfrentar agora, caro Mano. A Série B passou, ficou para trás. Serve apenas para ser esquecida e não serve de parâmetro, senão o time estaria isolado na ponta da tabela.

Todavia, o Timão, que caminhava para a derrota, conseguiu sair com o empate, graças ao Fenômeno e, provavelmente, à estupidez de Luxemburgo que continua fazendo besteira atrás de besteira e, como já fez outras vezes, a fim de disfarçar seus próprios erros, o treinador do Palmeiras desviou o foco para a arbitragem, mesmo que nada tenha ocorrido contra o time dele, mesmo que ele tenha inventado uma falta de Alessandro em Armero e esquecido que o jogador Marcão, que o próprio escalou pra competir com o Mano Menezes em relação ao Escudero, deveria ter sido expulso por uma falta brusca, sem bola, em Souza.

No fim das contas o Palmeiras, por ser o mandante do jogo, levou para casa o troféu Osvaldo Brandão, mas o Corinthians aguarda as semifinais ou finais para resgata-lo.

E para encerrar o papo, parabéns, mais uma vez, Fenômeno…

E muito obrigada, pelo gol e por fazer os corinthianos, tão mais sofredores nos últimos tempos, voltarem a sentir aquela adorável sensação de luta, raça e superação. 

Um gol nos acréscimos, contra o maior rival, não tem preço e Fenômeno também não. Guerreiro Ronaldo, mais um louco do bando do Timão.

 

 ronaldo4

ronaldo-so-tem-um3


28 Comentários so far
Deixe um comentário

Ainda acho que ele poderia ter jogado o segundo tempo inteiro! Ele foi monstro em campo, quem sabe nunca esquece. Isso é talento =]

Larissa: Concordo, ele e Dentinho deveriam ter entrado já no intervalo, não havia razão para deixar o time atrás contra outro retrancado. Pelo que vimos nas poucas oportunidades que teve, quando a bola chegou nele, esse é o caminho. Abraços alvinegros.

Comentário por Renato Benicio

BELA FOTO…DIZ TUDO…
e quarta feira é aqui…
voce vai???
Eu já comprei o meu ingresso, jogo do TIMÃO daqui pra frente, o ingresso valerá ouro…

Larissa: Infelizmente não, mas contra o Santos estarei lá!!! E vai Corinthians! Abraços alvinegros.

Comentário por josue

Também não podemos esquecer que esse time do Corinthians é bem meia-boca: William mostra-se a cada dia mais lento, Douglas parou de jogar bola, André Santos também, e Dentinho foi estragado pela Seleção Brasileira.

Veremos…

Bjz

Larissa: Eu já vejo um elenco com muito potencial nas mãos de um treinador “meia-boca”. Douglas e André Santos é público e notório que precisam da intervenção do técnico (ninguém desaprende assim). Técnico que, aliás, deveria determinar que o batedor de faltas do time é Chicão. Já encheu essa história de ficarem discutindo isso a cada falta e o pior é deixar André Santos, em péssima fase, bater quando o artilheiro é o Chicão. O esquema (se é que se pode chamar assim) tático adotado não favorece as qualidades do time e Dentinho, pra mim, nunca passou de enganação, sempre deixei isso claro. Abraços alvinegros.

Comentário por jeff

Larissa Bom dia,
Vim aqui de coração me render e dar os Parabéns ao Corinthians e ao Ronaldo, o cara é fera.
Fiquei feliz pelo gol dele, o Ronaldo joga no Corinthians mas ele é do Brasil! E uma outra coisa que eu vou dar o braço a torcer: Nunca vi uma torcida tão fanatica como a do Corinthians,parecia que o Estádio ia vir abaixo…

Larissa: Ah! Agora sim estamos falando a mesma língua. Eu não disse? 😉 Abraços alvinegros.

Comentário por SPFC

Ele é o cara

Larissa: Não resta a menor sombra de dúvida. Abraços alvinegros.

Comentário por Roger

Timao. Um time de macho, sem medo de ser feliz. Obriga o adversario a adotar um inedito 3x6x1.
Imaginem se o Timao estivesse perdendo para Colos colos, e Mogis Mirins da vida, como seria o dia do Mano hoje.
Ta todo mundo babando de vontade para o Mano, jogar no 1x3x6, pra tomar uma sacolada.
Mas sabe quando isso vai acontecer? Never.
Ah! o patrocinio? Nao precisa mais.
Um joguinho, visto no mundo todo, apos 15 minutos de encerrado.
Ronaldo, o doente, segundo alguns “isentos”, de volta, so falta o exame anti-doping para calar a boquinha suja dessa abutraiada como diz o mosqueteiro e sua cachaça. (esse eh fera) mais sutil na escrita que o bobao esnobe Kifurinho.
44 mil pessoas, mando do adversario, 30% da renda eh nossa, patrocinio de oportunidade renda de 770 pilas.
Tanta coisa linda nesse jogo, e positiva para ser discutida.
Ronaaaaaaaaaaldo. Vai Timao, minha vida, minha historia, meu amor.

Larissa: Time sem medo de ser feliz não entra com três zagueiros, meu caro. Ninguém obrigou o Luxemburgo a nada, exceto claro, a tradição do clássico e a franca decadência do treinador. Fora os anti-corinthianos, não sei porque alguém desejaria uma sacolada, mas já que você insiste em acusar de forma velada, o meu desejo era que o Mano entrasse no 4-4-2 mesmo e sem medo de vencer ou ser feliz, como queira. Capacidade pra isso o time tem, o treinador eu tenho sérias dúvidas. Quanto à renda, já havia sido abordada e também os patrocínios de ocasião, no entanto, manga e camisa são 80% do Ronaldo, boa parte da renda, portanto, é destinada a ele. Segundo o Quartarollo, o atacante é que abriu mão de receber esses valores até que o clube feche o patrocínio principal, que ao contrário do que você disse, precisamos e muito! Pergunte ao presidente se ele não está desesperado com isso. Porque é isso que o próprio afirma em todas as entrevistas: o clube não tem dinheiro para isso, para aquilo. Obviamente o patrocínio e um bom patrocínio é extremamente necessário, mesmo porque boa parte do orçamento de 2009 já está comprometido com as cotas que entrarão via patrocínio. Acho que esta não é uma boa coisa a ser comentada, né? Melhor ser resolvida e logo. Não adianta tapar o sol com a peneira, apoiar o clube enquanto ele despenca penhasco abaixo. O time a gente apoia, quando não é suficiente, a gente cobra melhoras e a diretoria a gente fiscaliza. Eis o real papel do torcedor consciente. Sobre o Corinthians, minha vida, minha história e meu amor, concordo em gênero, número e grau. Abraços alvinegros.

Comentário por ToFicandoRouco

Parabéns por seu blog Larissa, o conheci após ver seus comentários na comunidade do Orkut.
Ótima colocação de argumentos, concisa e precisa.
Continue assim.
Abraço

Larissa: Muito obrigada, Paulinhu. Seja bem-vindo! Abraços alvinegros.

Comentário por Paulinhu

Foi o gol mais emocionante dos últimos tempo, mas não se pode tapar o sol com a peneira. Felipe sempre entrega em jogos importantes (Sport, Botafogo, Palmeiras…). Jorge Henrique é o jogador do quase – quase deu um drible sensacional, quase acertou o gol, quase acertou o cruzamento, quase passou certo. Douglas é uma nulidade – erra passes fáceis, domina a bola como um peladeiro de fim-de-semana e pior: quando perde a bola, volta andando, em nada se esforça para recuperá-la. E o Souza? Acho que nem é preciso comentar… Em minha opinião, esses quatro deveriam sair do time titular.

Larissa: Totalmente eu concordo em relação ao Souza, faria algumas ressalvas aos comentários sobre os outros, mas, em minha opinião, o problema maior é o treinador que até prejudica a atuação de alguns atletas, como é o caso do Douglas. Se ele não pretende ficar em cima, no comando, de um jogador “sonolento” como é o Douglas, então ele não pode isola-lo na criação. Abraços alvinegros.

Comentário por David

Acho que não fosse a falha do Felipe, o jogo poderia até ficar zerado.

Eu também escalaria o Escudero para esse jogo, mas entraria com Dentinho e/ou Otacílio Neto.

A dupla Chicão-Willian não foi bem, assim como o Douglas, que se salvou apenas pela bela cobrança de escanteio, e o Cristian.

O Ronaldo mostrou aos seca-pimenteira que será sempre Ronaldo, independentemente do peso, das baladas e da condição física. Gol de empate nos descontos contra o Palmeiras é coisa de Corinthiano e para Corinthiano.

Volto a dizer: Deus é Corinthiano e Ronaldo é fiel.

Larissa: Luís, respeito você achar que essa foi a melhor escalação, mas eu considero que escalar Escudero e passar o André Santos pra frente é comprometer duas posições, amarrar o time e não ter possibilidade de criar nada. Se o jogo tivesse sido exatamente como foi, sem o gol do Palmeiras, eu diria que ganhamos apenas pelo gol do Ronaldo também, já que em campo não se nota o dedo do treinador, embora, nesse caso, se ele tivesse colocado 3 atacantes com o jogo empatado, eu poderia dar algum mérito pra ele sim, mas o medroso só fez isso quando não tinha outra alternativa e só podia se jogar pra cima. No mais, o Palmeiras em tese entrou mais retrancado do que a gente (ao menos na escalação) e contudo conseguiu criar muito mais. Aí eu já vejo como falha técnica mesmo e o pior é que Mano não se mostra disposto a aprender com os erros, pelo contrário, ele os repete em todo clássico e em toda partida +-. Pra não deixar de citar as desvantagens da covardia, Luxemburgo também foi castigado por ter sido retranqueiro, tanto é que quebrou a cara no último minuto contra um time que havia criado quase nada durante toda a partida. Parece que ele esqueceu um dos bordões que faziam-no um técnico vencedor: “o medo de perder tira a vontade de ganhar.” Abraços alvinegros.

Comentário por Luís Carlos

Foi como nos tempos de Rivellino, quando só queríamos ver a bola nos pés dele. Senti isso ontem. Passei aqueles minutinhos só querendo ver a bola nos pés do Ronaldo. Ah! Agradeço ao técnico do outro lado, por ter tirado seu melhor jogador do jogo. Se bem que isso não tem a menor importância.

Larissa: Infelizmente, só acompanhei Rivelino por vídeos, mas que senti a mesma sensação quanto ao Ronaldo, senti. Abraços alvinegros.

Comentário por Lou Mello

Larinha, não ligue para essa coisa de ‘corneta’, cada um tem sua opinião e o direito de externá-la. Até porque, se fosses um instrumento, serias uma harpa, de som doce e angelical…

Atenciosamente,

Barão Sengir

Larissa: Hahaha Obrigada, Barão! Mas que todos tem o direito de externar as opiniões, às vezes, parece até mentira, viu? Onde já se viu não poder criticar o técnico, quando erra e muito, pra não dizerem que você não é corinthiana? Aliás, se eu não fosse corinthiana, o que mais faria seria, certamente, elogiar o Mano, porque com ele o time não conquistará objetivo algum, ao menos se ele continuar assim, não. Abraços alvinegros.

Comentário por Barão Sengir

eu nem vou cmentar, poque ainda tô em estado de choque, lara onde posso achar essa fotomontagem do R9?

sds.

Larissa: Nem fala que eu passei até mal aqui, guri! Mas é bom prepararmos o coração porque vem muito mais pela frente! Quanto à montagem, clica com o botão direito nela e depois em salvar imagem, oras! 😉 Ps: como está a minha Balneário Camboriú amada? Abraços alvinegros.

Comentário por Eduardo-Itajai

Perfeita analise Lara, só faço um comentário ref. a esse jogo que pra mim, apesar de não ter sido aquele espetáculo, foi um jogo pegado em todo meio campo, poucas chances de gol mas brigado nos 90 minutos, típico de um clássico da grandeza de ambos, continuamos invictos assim como o palmeiras, o que realmente precupa é o fato de não ganhar um clássico desde 2007, mas a esperança de Corinthiano é forte e vamos para o proximo e ao que tudo indica ”poderemos” ter Corinthians e Palmeiras na final. salve Ronaldo e VAI CORINTHIANS!!!!!

Larissa: Espero que seja essa a final, no entanto, que o Mano reveja seus conceitos até lá. Porque dentro dos conceitos dele a gente não ganha mata-mata nem do “Ispóti”. Abraços alvinegros.

Comentário por Toel

Foi demais esse jogo.
Havia um bom tempo que eu não comemorava tanto assim um gol… acho que desde o gol do Betão contra o São Paulo, talvez.

É, Ronaldo não tem mais a nada a provar no futebol.
Seu talento, raça e superação são incríveis, tal como o Corinthians vem mostrando nessa temporada (vide os jogos contra Barueri, Paulista, Mogi Mirim e São Paulo, por exemplo).

Que delícia é roubar a vitória de um rival num clássico aos 47 do 2º tempo!
Curti muito o texto, Larissa. Veja no meu blog também:

http://bolajogofc.blogspot.com/

Beijos e Abraços Alvinegros 😀

Larissa: Mais delicioso só vencendo, né? Visitarei, Reinaldo. Abraços alvinegros.

Comentário por Reinaldo

Larinha, não ligue pra esse negócio de ‘cornetagem’, cada um de nós tem uma opinião e o direito de externá-la.
Entendi o recado.

Att,

Barão Sengir

Larissa: Que bom, Barão! Abraços alvinegros.

Comentário por Barão Sengir

“QUEM É BOM JÁ NASCE FEITO”. Dito popular muito antigo mas que retrata bem o que vimos no Derbi deste domingo. Ronaldo é craque porque já nasceu craque, não aprendeu a jogar futebol já nasceu predestinado. Ronaldo provou que mesmo fora de forma é melhor que qualquer outro jogador em atividade no Brasil. Grande abraço Larissa.

Larissa: Eu concordo, Lincoln! 😉 Abraços alvinegros.

LINCOLN.

Comentário por LINCOLN

Desculpa maninha, coloquei esse poste lá no meu blog, prometo que essa foi a última vez que faço isso tá. bjs

Larissa: Imagina, maninho! Fique à vontade. Vou lá dar uma conferida hehe… Abraços alvinegros.

Comentário por Ribamar Bianchini

Não quero desmerecer o OUTRORA Fenomeno, mas se o Mano o colocasse em campo desde o começo, Ronaldo nem teria força de pular para o cabeceio ao final do jogo… Mas na verdade, deu a impressão de que o Palmeiras IMPLOROU para levar o gol de empate, recuando e dando campo para o Corinthians jogar, e ainda ao finalzinho, deixando o Ronaldo À VONTADE na pequena área, só para COADJUVAR para a CONSAGRAÇÃO de sua volta. Empate com puro sabor de DERROTA para o alviverde. Mas não é demérito do Corinthians, que soube tirar proveito desse injustificável recuo… No fim, mais parecia que os corintianos haviam dado uma GOLEADA no Palmeiras, que por sua vez, parecia que havia perdido um TÍTULO, mas que ao contrário, até tinha ganhado um troféu(homenagem ao saudoso Osvaldo Brandão) pelo empate, mesmo assim sairam cabisbaixos…
Assim é o DERBY…

Larissa: É… Assim é o Derby! Tem seus prós e contras, dependendo do domingo, mais contras do que prós e vice-versa, não é? Sou mais otimista que você em relação ao Ronaldo porque não tenho o menor motivo para desconfiar da capacidade dele, mas tudo bem. Abraços alvinegros.

Comentário por Alviverde/SP

EU FUI!! E QUE SHOW !…ERO ERO ERO SILÊNCIO NO CHIQUEIRO !…ELE PEGA NA BOLA E JÁ DÁ FRISSOM..
TEM QUE SER TITULAR CONTRA O SÃO CAETANO..KD OS SECADORES DE PLANTÃO?..VEM MAIS, MUITO MAIS !

Larissa: Ôôô se vem!!! Ronaldo neles! Abraços alvinegros.

Comentário por Caverão do Timão

A plasticidade da comemoração, a importância do gol e o tom épico do fato só é possível porque, principalmente, se dá no Corinthians. E os invejosos agora estão meio que tremendo de medo do Fenômeno.

Larissa: Exatamente, Claudio. E os invejosos a gente chuta que é macumba! haha Abraços alvinegros.

Comentário por Claudio

Episódios recentes do clube mais importante do Brasil que tiveram grande repercussão internacional:

2000:
A FIFA promove o 1° Mundial de Clubes no Brasil; representando o país sede, o CORINTHIANS.
O jogo CORINTHIANS x Real Madrid se transforma no jogo transmitido do Brasil com maior audiência da história (marca que se mantém até hoje).
Ao vencer a final disputada contra o Vasco da Gama, o CORINTHIANS se torna o 1° Campeão Mundial de Clubes e, nas palavras do presidente da FIFA, “escreve com letras douradas o seu nome na história do futebol”.

2004:
O CORINTHIANS contrata, por 22 milhões de dólares (a maior compra de todos os tempos feita por um clube brasileiro), o jogador argentino mais cobiçado do momento: Carlitos Tevez, destaque da Libertadores, conquistada pelo Boca Jrs, e da medalha de ouro olímpica, feito inédito da seleção argentina. A incomum demonstração de poderio financeiro de um clube brasileiro, ganhando um leilão por um craque internacional contra grandes clubes europeus, repercute em todo o mundo. Se não fosse o bastante, o CORINTHIANS contrata outra jovem estrela argentina, Mascherano (US$15mi) e mais um punhado de renomados jogadores brasileiros.

2005:
A espetacular performance de Carlitos Tevez em gramados brasileiros, e sua intensa identificação com a torcida corinthiana, são acompanhadas com atenção pela mídia argentina. Camisas do CORINTHIANS passam a ser envergadas por torcedores bo Boca, orgulhosos do sucesso de seu ídolo no Brasil. Orgulho ainda maior com a conquista do Brasileirão-2005 pelo CORINTHIANS, que se torna manchete de capa de todos os grandes períodicos da Argentina.

2008/9:
A contratação do fenômeno Ronaldo pelo CORINTHIANS é noticiada em todo o mundo.
O 1° gol com a camisa corinthiana, precedido de grande atuação, e estopim de comemoração impressionante, são saudados com entusiasmo e grande destaque por todo o mundo.

E tem clube por aí que acha que é famoso no exterior pelo fato de haver ganho três vezes a copa Libertadores… Isso aí, na Europa, só aparece na coluna “resultados do futebol”, sem direito a comentário e perdido no meio das tabelas e placares de campeonatos de tudo quanto é lugar do mundo.

Se título da Libertadores fosse parâmetro, o Independiente da Argentina, que possui sete conquistas, seria o clube mais famoso do mundo…

E que fique claro: não se trata de menosprezar a copa Libertadores, mas sim, de se apontar a sua limitada repercussão internacional.

Larissa: É, ainda faltou citar a volta do Timão que repercutiu no principais jornais de diversos países! Levando o nome do Timão e Campeonato Brasileiro para todo o mundo. Abraços alvinegros.

Comentário por Fábio

Domingo foi demais, eu estava entre esperançoso e desesperado, como sempre é em clássicos, pois se ganhar é o paraíso, perder , é literalmente o inferno em nossas vidas, por conta das gozações dos antis.

Esse empate no último minuto, teve um sabor novo, uma sensação direrente, era a FIEL toda batendo o escanteio, fugindo da marcação e do goleiro e subindo de cabeça junto com o Ronaldo.

Os rivais estão morrendo de raiva, babando de inveja. Azar deles, certas coisa só acontecem com o Corinthians, só acontecem no Corinthians pois o Corinthians é especial, é essencial, é diferente, é transcendente, é transcendental.

Abraços,

Freeman.

Larissa: É, Zé… Só poetizando a coisa toda para se ter um vislumbre de tudo o que significou. Abraços alvinegros.

Comentário por José Freeman Junior

O Corinthians jogou certinho contra os porcos, apesar de vc. achar que nao.
Mano eh fera. Mas eu sei porque eh criticado. Tudo bem.

Larissa: Mas acontece que na minha opinião – e de muita gente – o time não jogou certinho. Tanto que perdia o jogo e foi salvo por uma jogada individual. Este é um blog onde expresso a minha opinião, se você não concorda, tudo bem pra mim, coloque o seu ponto de vista. Mas você não pode me acusar como tem feito, pior, de forma velada e insinuando que eu não sou corinthiana. Esquecendo a modéstia agora, se eu não for corinthiana, então não existe mais nenhum corinthiano no mundo. Enfim, se você se refere, quando diz que sabe, à relação agentes/escalação do time, isto muito me incomoda, no entanto, quando eu já não gostava do trabalho do Mano Menezes no Grêmio eu sequer sabia dela, mas já criticava a postura dele, isso no Grêmio que não tem 1/3 da grandeza do Corinthians. Aqui é que ele teria de saber se impor ainda mais. Agora, razões para eu não gostar dele, ao longo das respostas desse post mesmo, citei inúmeras. Você não pode desqualificar a crítica de alguém que apresenta fatos, motivos, circunstâncias. Não sou pessoa leviana para criticar por criticar. Agora, já que você diz que o time jogou certinho e o Mano é fera, então, me esclareça:

– No que o Mano foi melhor domingo que o técnico adversário que esteve em um dia péssimo de inventor também?

– No que o Corinthians jogou melhor que um adversário recém formado que deve ter metade da nossa folha salarial?

– Em que momento estivemos mais próximos da vitória do que eles, que sustentavam a vitória até o último minuto e só perderam graças a Ronaldo?

– Gostaria de ver os números estatísticos que comprovem que tenhamos feito uma partida melhor que o rival. Pode aproveitar e pesquisar o aproveitamento do Mano, no Corinthians, contra times que não sejam de Série B e também o histórico dele em clássicos.

E me dizer o que ele aprendeu com os clássicos que já disputou, posto que neste repetiu exatamente todos os seus erros anteriores.

Abraços alvinegros.

Comentário por ToFicandoRouco

Larissa, pelo que o Ronaldo já fez no futebol, não precisa provar mais nada a NINGUÉM, certo??
Ele ainda tem sua CAPACIDADE, sim. Pelo seu talento nato, tem ainda o faro do gol(assim como Romário), mas DESDE QUE praticamente o deixem circular À VONTADE próximo ou dentro da grande área, e que ELE PRÓPRIO se CONDICIONE para ter condições TOTAIS de jogo, concorda?? Abraços.

Larissa: Olha, ali no Derby, foi uma falha do Marcão e do Bruno, foi, mas eu acredito que ele marcaria de qualquer jeito, como sempre marcou porque esse é o dom dele e não tem pra ninguém. Agora quanto às condições, ao contrário do que alardeavam , estão cada dia melhores. Pra mim, ele só precisa fortalecer a musculatura das pernas pra aguentar o tranco. Não sou do time que acha que ele precisa emagrecer, ele ganhou muita massa na Holanda, ele é forte de estrutura, nunca será mirradinho, não adianta insistir. Abraços alvinegros.

Comentário por Alviverde/SP

Larissa. Vc. critica o Mano porque nao gosta dele, e ja disse um monte de vezes. Eh isso que eu penso, mais nada. Vc. ta com prevençao contra mim, nao sei porque. Eu nao concordo com seus comentarios taticos, apenas concordei com um, que foi no jogo que ele colocou apenas um volante e quase perdemos o jogo, nem lembro mais do que foi.
Curiosamente, nesse jogo, o Mano foi tudo menos retranqueiro, como vc. rotula.
Eu tenho ponto de vista diferente do seu, eu sou mais Murici, e menos Luxemburgo, nao sei se me entende.
O primeiro, ja provou que o negocio em primeiro lugar eh nao perder, e ta certissimo, com essa violencia que existe hoje.
Acontece que chamam o Mano de retranqueiro e o Murici de genio. Por exemplo, o seu idolo Mancini, vc. viu como ele jogou contra os Bambis?
3x6x1. Ta vendo, porque eu discordo de ti?
Questao tatica.
E, mais uma coisa, se eh pra atribuir culpa a Mano, quando o goleiro da uma furada, ou o beque eh expulso, ou o lateral fica no estaleiro 60 dias, que atribuamos isso a todos os resultados.
Se o time perde (ou melhor, ultimamente so empata) por causa dele, e ganha por causa de outros motivos, fica dificil de conjuminar opinioes. Nao da pra concordar contigo, me desculpe.
Na hora que a degringolar, o que eh muito possivel, e ultimamemte so nao acontece com o Murici retranca, logico que vou concordar com vc, e pedir a troca. Joguei um pouquinho de bola, e nao fui essas coisas mas da pra entender alguma coisinha.
Mas vc. critica o Mano, porque nao gosta dele. Simples e objetivamente eh isso. Ponto. Sem essa de nao corinthiana.

Comentário por ToFicandoRouco

Ah! em tempo. Ta pegando esse rotulo de retranqueiro viu? Agua mole em pedra dura tanto bate ate que fura. Uma hora ele cai.

Larissa: Não seja ingênuo de achar que o rótulo “está pegando” porque alguns cornetas estão incutindo isso no inconsciente coletivo. A justa alcunha Mano Menezes cultiva desde os tempos de Grêmio e olha que conversei com muitos gremistas sobre o assunto. A realidade é o inverso, de tanto pintar Mano Menezes como ídolo, a diretoria por meio de si e de suas emissoras amigas é que conseguiu blinda-lo de críticas por muito tempo. Outros técnicos já teriam ouvido um coro de “burro” no estádio muito antes se fizessem o que Mano faz. No entanto, não se pode enganar todo mundo para sempre, né? Afinal, as pessoas não são tão estúpidas, elas assistem aos jogos e aos poucos estão percebendo que o salvador, serve para salvar os times, mas de cairem pra Série C, nada mais. Abraços alvinegros.

Comentário por ToFicandoRouco

Nao acredito nessa hipotese levantada por vc, de que a Diretoria pinta o mano como idolo.
Se eu fosse um Diretor, nao seria burro de trazer um tecnico incompetente para que meu time perdesse. Não bate, essa tese.
Se isso fosse verdade, concordaria contigo, Diretoria burra, traz tecnico incompetente para se ferrar.
Da mesma forma, poderia dizer trouxe Ronaldo barrigudo e operado para se ferrar tambem?
Nao bate tambem.
E quais as emissoras amigas que vc. considera? Aquelas que no periodo da tarde, em programas femininos, com caricaturas de reportagens, gastaram 2 ou 3 horas por dia, entrevistando prostitutas das boates.? Tipo Sonia Abrao, ou Olga Bongiovani, ou Brito Junior, e cia.?
Ou ainda, aquela emissora que tem um cidadao que chamou Carlitos de covarde, e agora detona o fenômeno?
Quais sobraram que realmente trataram o fenomeno com dignidade? Alem da Globo?
E o que pedem? Ibope? Te juro, ao contrario do que vc. pensa, me enojaria de ver o Fenomeno dando exclusiva para Rede Record do Bispo, ou a rede TV, ou ainda a TV. Gazeta do Flavio Bambi Prado.
Agora estao com dodois porque o fenomeno vai no caldeirao do Hulk, ou no Faustao, ou no Bem amigos.
Tudo aos nossos amigos, e nada ao resto.A proposito desse assunto tv, colo esse artigo que explica bem essa historia: (dei um control C e um control V)

A Imprensa falada e televisada é burra!
Sábado – 07/03/2009

Na última quinta-feira tirei o dia para fazer uns exames para iniciar uma revisão e tratamento da arcada dentária. Na clínica que presta serviços de RX, muitíssimo bem instalada no Cambuí, pela primeira vez, em empresas do gênero e consultórios médicos, me deparei com revistas com datas atualizadas.

Lá tinha também um aparelho de plasma onde a Globo mostrava os melhores momentos de Itumbiara e Corinthians. Depois, uma longa entrevista “exclusiva” com o atacante Ronaldo, onde ele muito satisfeito e à vontade explicou os lances e sua participação no jogo.

Vi tudo na Bandeirantes
Como na noite anterior eu havia visto a partida pela TV Bandeirantes (a minha preferida com Luciano, Neto e Godoy) vi o batalhão de repórteres correndo atrás do ex-fenômeno. Coisa de circo. Eles, os repórteres, pareciam cachorrinhos correndo atrás do “homem” que, como está sempre fazendo, não falou um “a” em microfone de nenhuma emissora que não fosse a Globo.

Ronaldo, o ex-fenômeno, é capaz de dispensar uma boate, um motel, uma balada ou qualquer outra coisa para dar uma “exclusiva” para a Rede Globo.

Pensando bem, eu acho que ele está certo e, quer saber o por quê ? Porque, se você se dispuser a assistir qualquer canal, principalmente no horário da tarde, você só vai ver os concorrentes comentando a Vênus Platinada. Eles comentam as novelas, o BBB, enfim, tudo que a Globo faz, as outras ficam comentando, no “AR”, como o maior acontecimento do momento.

Levados à insignificância
E mais, como os locutores das outras emissoras foram levados à insignificância pelo atacante em fim de carreira, sem a menor cerimônia, eles comentaram o que este jogador falou na entrevista “exclusiva” dada à Rede Globo.

Isso tudo para mim é falta de capacidade, de criação, de imaginação, de pobreza mental dos locutores e de suas emissoras. Até a Rádio Bandeirantes de São Paulo, a minha preferida e para minha indignação, num domingo pela manhã, um programa de curiosidades, fez aos ouvintes uma pergunta sobre antigas novelas da Globo.

Por que, pergunto eu, o programa não fez perguntas sobre as novelas “Meu Pede Laranja Lima”, “Os Imigrantes” e tantos outros trabalhos educativos e belíssimos da Bandeirantes, que marcaram história na tevê brasileira ?

Olha, sinceramente, não tem nada mais chato que ficar em casa mudando de canais e só encontrando aquelas “senhoras” e alguns frescalhões falando dos figurinos, dos cenários, dos atores e atrizes Globais. É por esta e outras que, a Globo, nem precisa fazer publicidade. Os concorrentes fazem por ela.

Pobres canais
Quando esses pobres e pequenos canais não estão comentando a Globo, estão mostrando a “arte de cozinhar”. Nesses programas ensinam de tudo, menos higiene. Neles, ninguém lava as mãos; e… Paro por aqui por que tenho nojo até de lembrar desses “mestres da cozinha moderna”, na televisão.

Veja, eu não estou criticando a Rede Globo, não. Estou falando da falta de criatividade e da inveja das outras à Globo. Às vezes penso que o apresentador fala da Vênus Platinada para, quem sabe, ser lembrado por ela. Se, é por isso, um conselho: Tire o cavalinho da chuva. A Globo, pelo que sei, só contrata os bons, as boas cabeças, os que têm criatividade. Nunca os fuxiqueiros e carbonos.

Viola é bom exemplo
Inteligência tem o pessoal da Tv Cultura que, há mais de 25 anos, mantém no ar o “Viola, Minha Viola”, com a apresentadora e folclorista Inezita Barroso, com 84 anos, custo quase zero, abocanhando quatro pontos percentuais de audiência, tanto no programa dominical como na reprise aos sábados.

Quatro por cento é muito pouco ? Veja o Ibope de todos os outros programas da televisão brasileira, exceção feita ao Silvio Santos, Gugu Liberato, e mais uns dois ou três gatos pingados. Nem as tais mesas redondas conseguem os quatro do “Viola…”

fauzikanso@terra.com.br

Comentário por ToFicandoRouco

ronaldo e fenomenal

Comentário por henrique




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: