Corinthians: Preto no Branco


Sai William, entra Edu
março 18, 2011, 3:20 pm
Filed under: Uncategorized

.

Edu Gaspar, campeão mundial pelo Corinthians em 2000, retornou ao Parque São Jorge em 2009 para encerrar sua carreira de jogador. Depois de sua despedida como atleta, Edu torna ao Timão no cargo de gerente de futebol, o mesmo recentemente ocupado por William Machado, ex-zagueiro do Alvinegro.

.

William deixou o cargo após um curto período de trabalho, quando percebeu como as coisas funcionavam no Departamento de Futebol do Corinthians. A saída precoce do ex-capitão tornou pública a dificuldade de se trabalhar em tal departamento. William parece ter se dado conta de que lá seria impossível aprender algo novo ou gerenciar o futebol de fato. Sua contratação, ao que tudo indica, não passou de  jogada política de dirigentes a fim de ter à disposição um nome capaz de acalmar imprensa e torcida, uma vez que o zagueiro sempre foi benquisto e conhecido como alguém centrado, letrado, que rendia boas entrevistas. William preferiu não ser conivente, tampouco um fantoche.

.

Edu entra nesse mesmo cenário, mas garante: “não me assusta nem um pouco o que aconteceu com o William. Eu conheço muito bem o Corinthians, sou amigo do presidente, conheço os diretores e o grupo também. Sei como funcionam as coisas no Corinthians“. Quanto mais as coisas mudam, mais elas permanecem as mesmas.

.

 


14 Comentários so far
Deixe um comentário

É Larissa. Encontraram o Fantasminha Camarada para ocupar o lugar deixado pelo William, némemo?

Comentário por Luiz Carlos

Que tal?

Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Se sabe como as coisas funcionam e mesmo assim vai entrar, já ganha muito da minha desconfiança. Mas, né, como ele mesmo disse, é amigo do Andrés..

Comentário por Ândi

Dispensa comentários, né?

Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

O problema do Edu é o que ele mesmo falou. Conhece o presidente e sabe como as coisas acontecem no Corinthians. Então é apenas mais um da turma. Enquanto o Willam queria melhorar a situação o Edu quer ser intermediário. Vai ganhar por fora com certeza.

Comentário por Emboava

Não gosto de pré-julgar, mas é inevitável diante da resposta produzida por ele próprio.

Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Bom, eu sempre gostei do Edu, mas não o conheço como pessoa. Vamos esperar para ver no que vai dar.

Mas admito que minhas esperanças são poucas nesse caso…

Comentário por Codename X

POSTAGEM DE BLOGUEIRO BAMBI RECONHECE QUE O QUE VALE MESMO NO FUTEBOL É TER TORCIDA GRANDE.

E RECEBE MAIS DE 1.600 COMENTÁRIOS:

http://www.ricaperrone.com.br/2011/03/torcidas/#comments

Torcidas

Essa discussão é comum, até chata. Quem tem mais torcida? Pra que serve a torcida? Torcida ganha jogo? A sua vai mais no jogo que a minha! Entre outras frases cansativas…

Na realidade alguns clubes jogam na sua torcida boa parte de sua grandeza. Outros, a ignoram. Os ignorados usam os titulos pra argumentar. Os celebrados usam o tamanho, a fidelidade e a importancia. Alguem tem razão?

Sim, tem. Os que acham que ter torcida é fundamental e relevante.

Porque é. Mais do que titulos.

Pois os titulos são apenas um meio de buscar torcida. Logo, se voce ja está na Libertadores, a Copa do Brasil perde importancia. Mesma situação pra torcidas.

Um clube só é grande porque tem quem acompanhe. Por isso bato na tecla de que time pequeno morre pequeno. NÃo vira grande. E time grande, em 99% dos casos, morre grande.

Grandeza é um termo que determina tamanho. E tamanho está diretamente ligado a torcida. Você pode dar 20 Libertadores ao São Caetano, se ele continuar com a torcida que tem, não será noticia e nem terá lucro. Não adianta, não existe essa matematica.

Pode fazer CT, arrumar patrocinador e trazer o Kaka. Sem torcida, não faz sentido algum.

O clube é o que é, seja ele qual for, porque tem seus CLIENTES, como quaquer empresa. Portanto, ter ou não ter torcida tem tudo a ver com grandeza e importancia.

Seu time ganha da TV porque tem torcida.

Seu time vende camisa porque tem torcida.

Seu time vende ingressos porque tem torcida

Seu time vende patrocinador porque tem torcida.

Logo, sem torcida, seu time não existe.

Torcida ganha jogo? Não sei. Acho que ajuda muito. Mas, se não ganha jogo, ganha todo o resto de dinheiro que o clube consegue.

Voce pode fazer bom uso ou não dessa torcida. São outros 500. Mas, ela é a razão do clube existir e da grandeza que conquistou.

Na verdade, conquistou torcida. E atraves dela, grandeza.

Times com grandes torcidas tem toda razão em exalta-la. Ela se torna um produto agregado. Ou voce acha que todo flamenguista vai ao Maracanã só pra ver o time? Muitos vão pra ver a torcida. É valor agregado…

Quando um corintiano diz: “Não tem estadio, nao tem Libertadores… mas é o Corinthians”, ele não está mentindo. Ele está dizendo que a alegria dele é ser corinthians, nào ser campeão apenas ou exaltar uma vantagem qualquer. E eles são assim mesmo.

Parte porque repetimos isso ate que eles acreditassem, parte por natureza.

Você nota diferencas entre torcidas. E elas existem pela historia que nós, imprensa, contamos.

Quando dizemos que a torcida do Galo é forte, ela se sente parte importante do jogo. E aí, ela vai.

Quando dizemos que a torcida do SPFC não gosta de ir no jogo, ela se sente mais fragilizada e não se sente tão importante. Afinal, o time nunca precisou dela pra ser o que é em campo.

Isso gera um perfil.

Que começa com a historia do clube, e se mistura com o que a mídia faz hoje.

É óbvio que o corintiano vai ter um orgulho historico e tradicional maior que o sãopaulino, por exemplo. O surgimento destes clubes era exatamente o funcionario contra o patrão. Foi assim que tudo começou. O time do povão, o time da elite. Nada mais natural que o povão ter o orgulho de ter igualado ou superado o patrão em algo.

Tudo tem um argumento historico grande, que por preguiça e falta de informação a maioria ignora.

Você ouve, sempre, na porta do Morumbi: “É Libertadoes!!! Tem que vir”.

E ouve, quase sempre, na porta do Pacaembu: “Foda-se o que é, é o Corinthians”.

Tem dos dois lados os dois casos. Mas, na maioria dos casos, a gente consegue identificar um chamativo diferente. Um vai porque vai. O outro porque o espetaculo atraiu. São culturas, que começam em 1900.

Torcida tem importancia gigantesca. Sua presença idem, assim como sua fidelidade.

A grandeza de um clube está diretamente ligada a torcida. Pois é atraves dela que ele se torna um bom produto ou não. Logo, ter torcida significa grandeza.

Não só isso. Mas, principalmente isso.

A discussão sobre torcidas não é tola. Pelo contrário, é fundamental.

Cansei de cututucar a torcida do SPFC na ET. Porque gosto? Não, porque queria tentar mexer com eles. NÃo deu, e nunca dará. A diretoria do clube sabe disso e não esconde internamente que buscar uma postura fiel e mais apaixonada ali é perda de tempo. Culturalmente, o sãopaulino atrela sua paixão ao momento do clube.

Como todos. Mas, mais do que todos.

E isso se deve, também, aos resultados. O Corintiano aprendeu a amar incondicionalmente. Sofreu muito, seu time vivia em crise, perdendo, etc. O Sãopaulino se acostumou a condicionar a paixão ao resultado, pois sempre estava em finais.

Como o flamenguista tem orgulho da sua nação. E tem que ter. Porque, sem titulos grandiosos e fases brilhantes ha mais de 20 anos, o clube ainda consegue os melhores patrocinadores.

Mal usados, sem duvida.

Mas consegue.

E consegue porque tem torcida.

Torcida esta que, por meios diretos e indiretos, determinam a importancia de um clube e, portanto, seu valor.

Você, torcedor, vale muito mais do que pensa. E fazer parte de uma torcida, seja ela qual for, é motivo de orgulho sim.

Afinal, são vocês que mantem seu clube vivo.

Comentário por Gabriel

Agindo assim,ele vai sujar a imagem de ídolo e bom jogador revelado pelo timão!Será mais um escorraçado pela incompetente diretoria!

Comentário por Wando

Larissa
Coloquei, em meu blog, um post sobre o assunto, onde exponho o que penso. Repetí-lo aqui seria abusar do seu espaço. Aguardo sua visita.
http://timaoparasempre.blogspot.com/

Comentário por Maria Angélica de Oliveira Nascimento

Prefiro lembrar do Edu em 99 e 2000, esse de 2009 e principalmente agora cartola NAO!

Na final do brasileiro de 99 ele entrou no 2° tempo e salvou o timao de um contra-ataque que poderia ser fatal, saiu la de tras e tomou a bola do atacante….

em 2000 ele mesmo jovem foi bater penalty no mundial, nao pipocou….mas em 2010 contrao ceará foi um HORROR…ficou 1 ano e meio se arrastando em campo….agora como diretor de futebol….:(

abçs

Comentário por paulomonteiro

E aproveitando o momento: Um feliz aniversário para você, linda!

Comentário por Codename X

Sei que aqui não é o melhor lugar larissa pra te perguntar, mas vc acha que da pra ir no brasileirao com J. cesar
GOLEIRO BAIXO
BRAÇO DE JACARE
NÃO SABE ARRUMAR BARREIRA
E ALÉM DE TUDO AZARADO DA POR.RA.

Comentário por CLAUDEMIR FELIPE

Temos outro diretor de fut, o Edu e nao mudou nada, o Bruno César sai e o possivel substituto só em Agosto…enquanto isso o paulista chega nas finais e até o novo 10 chegar….já estaremos na 10° rodada

assim nao da :=/

Comentário por paulomonteiro




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: