Corinthians: Preto no Branco


Sobre o governo da República Popular do Corinthians
agosto 3, 2011, 6:20 pm
Filed under: Uncategorized

O Sport Club Corinthians Paulista lançou uma boa estratégia de marketing para envolver seus torcedores na história do clube. Trata-se da eleição – direta – para o governo de sua República Popular. Para tanto, escolheram torcedores que propagam o nome do time na Internet (blogues, redes sociais, etc). Em resumo:

.

.

Quem entrou em contato comigo, através deste blogue, foi a empresa parceira do marketing do clube no negócio. Por e-mail, explicaram-me em que consiste o governo da República Popular do Corinthians: os nomeados governadores, isto é, os blogueiros e demais propagadores do nome do clube na Internet participarão de uma eleição na qual a Fiel torcida decidirá, por votação, os responsáveis por representa-la nos mais diversos cargos existentes na República. A priori, achei a ideia sensacional, pois, pela primeira vez, o torcedor não precisaria desembolsar quantias absurdas para participar de algo junto ao clube nem precisaria desfilar em traje de banho, como nesses concursos vazios de musas do futebol (miss Fiel), que nada tem a ver com o futebol propriamente dito.

.

Pensei que seria uma oportunidade interessante e abrangente para de fato elevar e representar as cores do clube. Por isso, o meu nome consta entre os possíveis governadores. Nos últimos dias, no entanto, aqueles torcedores que nunca mostraram a verdadeira face, mas fazem questão de criticar a tudo e a todos, resolveram denegrir a imagem dos participantes e da eleição. Eles utilizam as inúmeras falhas do marketing do Corinthians para sabotar a nova estratégia, como se tudo fosse tão simples quanto o pensamento binário nos sugere.

.

É óbvio ululante que o marketing do Sport Club Corinthians Paulista tem erros crassos de estratégia e execução. Na realidade, o marketing do clube não responde às demandas de imagem do Sport Club Corinthians Paulista e peca principalmente por tentar transformar tudo em business, mesmo o que não é comprável, ou como diria o saudoso Vicente Matheus, o que é imprestável e invendável. Não engloba, portanto, algumas das principais funções de um bom e efetivo marketing de futebol: resgatar a grandeza do time, trabalhar a manchada imagem ética do clube, tão combalida e atacada pela irresponsável imprensa esportiva do país, e disseminar a belíssima tradição corinthiana através da recuperação de ícones importantes.

.

Nada disso foi feito, mas o mínimo de estratégia interessante que se tenta realizar esbarra na própria ignorância de parte da torcida, que não consegue explorar as inúmeras possibilidades a sua frente e insiste burra e deliberadamente em atacar o pouco que poderia render bons frutos, como essa campanha que abre as portas para a própria torcida se manifestar. A mente conturbada e limitada dessa parcela de torcedores não consegue assimilar que o governo da República Popular do Corinthians se trata de uma estratégia de marketing, que abrange a torcida, não anula os direitos e deveres dos torcedores nem os erros ou acertos do marketing e não deve ser a única e nem a última. Não precisa ser encarada como tal, por ambos os lados (torcida e clube). A existência dessa nova estratégia não altera o fato de que precisa se melhorar muita coisa nem exclui a possibilidade de fazermos outras pelo time.

.

Esses torcedores contrários, porém, dizem que a ideia por trás da estratégia é blindar a diretoria de críticas e atacam a credibilidade dos futuros “governantes”. Partiram para o jogo sujo, a exemplo do que ocorre no âmbito político tradicional. Como se sabe, as pessoas que valem a pena, as que tem algo ou muito a perder, não sobrevivem no meio da sujeira política. Daí a dificuldade de se encontrar políticos honestos e afins. Os bons são afastados pelos maus, que criam um ambiente insuportável para aqueles de índole diferente. E infelizmente o mesmo tende a acontecer na República Popular do Corinthians: as pessoas que deviam batalhar por esse espaço não aceitarão ter seus nomes difamados e ultrajados só para participar da brincadeira e, consequentemente, deixarão para as que não merecem e/ou farão bom uso da ferramenta.

.

Diante disso e consciente do que escrevi acima, aproveito para fazer um mea culpa, pois eu também vou declinar do convite em razão de manter intacta a credibilidade deste blogue. Ocorre que já inventaram inúmeras teorias da conspiração sobre a minha eventual participação. Por isso, antes que outras sejam propagadas, adianto que não participarei da eleição da República Popular do Corinthians, embora torça para que alguns dos futuros governantes consigam aproveitar a excelente oportunidade para realizar, a despeito do resto, um trabalho digno em prol do Corinthians.

.

Atualização*

.

Recebi um e-mail extraordinário sobre a minha recusa em participar da campanha da República Popular do Corinthians, algo que me causou orgulho e, na essência, diz que “o mal só prevalece quando os bons se calam”. Gostaria até de poder publicá-lo aqui, mas infelizmente, apesar de conveniente, não seria justo expor o autor. No entanto, acho mais do que justo corrigir uma informação passada por mim nesse post:
.
“O jogo proposto não é brincadeira, ele é o exercício de uma prática democrática de FATO, a República do Corinthians não é um Farmville ou Fazendinha Feliz da vida, ela existe de fato. A utilização de processos de game não faz com que a ação se torne uma mera brincadeira, é apenas um processo lúdico de mobilização e engajamento, o objetivo não é o mero entretenimento mas a construção de um canal participativo e instigante concreto, onde a prática democrática, o diálogo sejam a regra máxima e – sem nenhuma ingenuidade ou pretensão – o torcedor de fato tome o poder e a República se torne uma das vozes do torcedor e que possa se estabelecer um canal de diálogo com o clube. É uma ação da base para o topo. É claro que é também uma ação de MKT, já que abre um novo canal de relacionamento com o torcedor, é claro também que é uma ação de mídia e negócios, mas isso tudo consegue conviver com o objetivo de construção de um ambiente agregador e democrático para o cidadão corinthiano e provoca uma prática bastante salutar: a democracia.”

Outra informação assaz importante:

“Ao contrário das informações divulgadas por alguns orgãos de imprensa e torcedores os 20 governadores convidados não são candidatos “escolhidos˜ para serem presidente, são apenas os desbravadores virtuais da República, os primeiros que foram mapeados e que possuem um trabalho consistente. A campanha e eleição serão em setembro e qualquer cidadão da república poderá se candidatar, inclusive Governadores.”

.

Apesar das explicações, mantenho a minha posição de não participar da campanha por motivos que esse post já elucidou, mas agora torço mais do que nunca pelo sucesso da República Popular do Corinthians.


18 Comentários so far
Deixe um comentário

Me desculpe a sinceridade Larissa, mas declinando do convite, você acaba compactuando com tais “mentes conturbadas” ….
Se todos de boa indôle agirem como você, restará-nos apenas um antro de abutres, que querem apenas polemizar com o nome do nosso Corinthians.
Reveja sua decisão, em nome da Fiel Torcida!
Garanto que MUITOS te apoiarão!

Comentário por Évelin

Eu sei, Évelin, é exatamente o que disse no final do texto, por isso o mea culpa. Mas no meu caso é pesada a artilharia. Envolve blogueiro pago e tudo o mais. E eu não preciso disso. Faço mais pelo Corinthians sem ninguém saber. Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Os fofoqueiros de plantão sempre irão falar , afinal é só o que sabem fazer né. Por mais e melhor que voce faça, então ignore-os, nem se dê ao trabalho de ler o que escrevem, não vale a pena perder tempo com esses pobres de espírito.
Se importe somente com o que te acrescenta , evolui e deixe esses seres desprezíveis no lugar deles, o lixo.
Bjs

Comentário por Rosana B Santiago

Mas Larissa vc ja viu que teve mais de 59 mil votos?

http://republica.corinthians.com.br/governo/governadores/

nao desista, garota!

Comentário por Leonardo

Fiquei sabendo pelo Facebook, mas não sei do que se trata esse número nem de onde vieram esses votos. É mais fácil outros terem votos de pessoas que votam em qualquer um para não votar em mim do que eu ter essa soma de votos aí, hehehe. Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Larissa, o último parágrafo é alentador. Por tudo o que disse, é a maneira de evitar as canalhices espalhadas pela web.
Ainda assim, acho que vai ter gente boa nessa empreitada. Aguardemos.
Abs.
VAI CORINTHIANS

Comentário por Alan

Larissa,

Sempre sensata, parabéns pelo artigo e pela simpatia.

Bira

Comentário por Bira

Larissa, quando você viu a verdade do motoblog e não teve qualquer problema em rever sua posição, mostrou para os corintianos decentes e inteligentes que merece, no mínimo, participar desta parada.

É uma grande pena que por conta dessa artilharia que você cita, da qual faz parte o maior canalha que se intitula corintiano, que queira declinar do convite.

Entendo que os ataques provavelmente devam ser pessoais e aquele ridículo não tem qualquer pudor para se valer disso.

Mas, na boa: quem é aquela criatura? Até congelado o blog dele já foi e não vai ser liberado. Eu até sou contra, pois deixando o espaço dele livre, mais rapidamente ele iria para a cadeia pelas baboseiras e insanidades que posta diariamente naquele antro da web.

Acredito que você seja do tipo de pessoa que pensa muito bem antes de anunciar uma decisão assim, mas, de verdade, até pela quantidade de votos que você tem, seria bastante interessante que você pudesse tanto manter o blog com as opiniões que tem e assumir, eventualmente, se eleita, tal cargo, discordando de uma porção de coisas em relação à atual diretoria do clube. Se tem uma coisa em que acredito mesmo, é que esta diretoria reestabeleceu a democracia simplesmente ao acabar com a reeleição. Claro, pode pairar sempre a dúvida, mas é sábio admitir que se sabe pouco e ser cartesiano. Mas este é um feeling que realmente tenho.

Acho muito desperdício você (e na certa, outros) não estar lá.

Ser uma pessoa pública, como intencionalmente ou não você tem se tornado, tem destas coisas. Sem dúvida, você poderá ajudar (como já ajuda) o Corinthians de muitas formas. Mas pense no que significa esta oportunidade no médio prazo. Dependendo de sua ambição (da boa ambição, pró Corinthians), pode ser que esteja perdendo muito em não ir em frente.

Abs,

Ronaldo Stein

P.S.: viu o programa do Abuja com o falacioso? A consideração final do eterno Ravengar foi de arregaçar tudo. Fantástico!

Comentário por Ronaldo Stein

É, eu comentei o assunto no Twitter e também no Formspring, onde citei o momento ~mágico~ ao qual você se refere:

http://www.formspring.me/ApudLarissa/q/220939546722860942

.

http://www.formspring.me/ApudLarissa/q/220962909436535725

.

http://www.formspring.me/ApudLarissa/q/220939860184177596

E liguei no programa avisando para quem eles haviam cedido espaço. Mandei a ficha do sujeito e exigi direito de resposta, que foi concedido. Como sou avessa a câmeras, conversei com uma das pessoas caluniadas pelo Paulinho e ela topou ir lá contar a verdadeira história. Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Incrível a torcida do Corinthians.

Na noite mais fria do ano em São Paulo, com o time vindo de duas derrotas decepcionantes, com o ingresso a preço extorsivo (o mais caro do Brasil), 30 mil fiéis (quase 28 mil pagantes) foram ao Pacaembu para apoiar o Timão.

O Corinthians tem a melhor média de público do Brasileirão, a despeito de jogar em um estádio relativamente pequeno (o Pacaembu comporta atualmente 36 mil pessoas), e de cobrar os mais altos preços de ingresso do Brasil.

O Fielzão, além de ser o palco ideal para a abertura da Copa-2014 no Brasil, além de se constituir em centro irradiador de desenvolvimento da Zona Leste, vai ao encontro da demanda reprimida de sua apaixonada torcida.

Considerando a atual capacidade do Pacaembu, o Fielzão disponibilizará mais de 30 mil lugares suplementares para a Fiel levar a sua vibração ao Corinthians. Cobrando preços mais acessíveis para esses lugares suplementares, o Corinthians pode se tornar um clube com uma das maiores médias de público do mundo.

Destinar mais lugares no estádio para a venda de ingressos a preços mais acessíveis porá fim à atual situação de anomalia na história corinthiana. O Corinthians, assim, voltará a fazer juz plenamente à alcunha de Time do Povo – de todo o povo: do povo que tem uma situação econômica relativamente confortável (parcela, felizmente, cada vez maior da população brasileira); do povo que pode ter tudo que quer comprar, a qualquer preço; mas, principalmente, do povo menos favorecido, povo dos estratos inferiores da sociedade, povo do qual o Corinthians nasceu e que é o fator de distinção e de grandeza do clube no cenário futebolístico nacional.

Comentário por Miguel

Não rejeite. Aceite. Não se dobre aos detratores de tudo o que se refere ao Corinthians.
Não importa se o mkt, errou algumas vezes, mas só erra quem tenta, ou faz, não se pode negar méritos.
A Republica Popular, foi um grande acerto, aliás espetacular.
Prestigie com sua participação.
Essa ideia dos governadores, objetiva justamente contra atacar (usando suas palavras”manchada imagem ética do clube, tão combalida e atacada pela irresponsável imprensa esportiva do país”)
O Corinthians mais do que nunca precisa de guerreiros “articulados” para enfrentar essa batalha.
Porisso você foi convocada.
Exito total, é o meu desejo.

Comentário por Thiago Ferreira

Lara, achei um barato a campanha e acho q vc deve participar sim pq vão falar de qquer jeito… ou não?…
não dê atenção à pobres de espírito…

abraços

Comentário por Alemão

Larissa,

Pois eu tenho uma posição absolutamente contrária a esse “game social” e esse email citado por você na atualização dá mais razão ainda, ao mostrar que não é uma brincadeira, mas uma forma de direcionamento de blogueiros aos interesses da atual diretoria (algo que será confirmado amanhã no PSJ).

Eu respondi ao contato da empresa de mkgt, solicitando que eles parassem imediatamente com esse jogo.

É inaceitável que o mktg corinthiano financie blogueiros “numa brincadeira” em pleno processo eleitoral no PSJ. É mais uma jogada alienante e malandra.

Parece-me que você não percebeu isso ainda, pois acredita nisso como uma forma de defesa do corinthianismo.

Não é.

É forma de controle sobre nós.

No blogue detalho minha posição e sugiro a todos o boicote imediato a esse golpe.

http://bloguedotimao.wordpress.com/2011/08/04/o-1%C2%BA-golpe-da-republica-popular-do-corinthians-ou-we-won%C2%B4t-get-fooled-again/

Comentário por Álvaro de Campos

Álvaro, respeito a a sua opinião, mas discordo completamente e explico os motivos. Inclusive, acho que você não deveria falar em “financiar” blogueiros, pois nunca e em nenhum momento isso foi cogitado.

Sobre a campanha, eu acho uma puta iniciativa pra incluir o torcedor. E acho ainda melhor saber que todos os que estão reclamando, a maioria por ter ficado de fora e achado que foi algo “escolhido” a dedo, poderão participar. Tenho certeza que muitos dos que fizeram birrinha serão os primeiros a se inscrever quando o negócio começar.

Eu tenho certeza que não tem nada a ver com alienação da torcida em pleno ano eleitoral por alguns motivos. O primeiro: porque o meu blogue foi incluído. A empresa que está realizando essa ação é uma parceira do marketing e se tivesse por dentro dos interesses políticos do clube eu não creio que seria selecionada. Ao contrário do que o Paulinho inventa, no clube, a situação inteira é contra mim. Nunca sequer cumprimentei ou fui cumprimentada pelo Andrés ou pelo Gobbi. E sempre deixei claro o quanto abomino essa figuras. Os outros, André, Mané, etc, falam mal de mim para o Paulinho e para o clube em geral, até mentem para que ele publique coisas a meu respeito. Ou seja, fosse algo orquestrado não me incluiria. E seria resumido aos blogueiros que os apoiam, mas não. Todos os torcedores poderão participar. E acho isso bastante democrático. Acho até que os estão aí atirando pedras deveriam levantar o bumbum da cadeira e dar a cara a bater lá, pois pela primeira vez eles terão essa oportunidade fácil.

Essa ação não tem a ver com o clube, com o colégio eleitoral do clube, é voltada para a torcida e a torcida não vota. O nosso clube, infelizmente, tem cerca de 4 mil sócios votantes apenas. Essa é uma ação para 30 milhões participarem e terem voz ativa.

Ainda que fosse algo na linha do que você menciou – e se fosse não seria aberto a todos – o fato de todos poderem participar poderia reverter facilmente o feitiço contra o feiticeiro, ou seja, isso se reverteria a nosso favor. Agora, se todos os mais atentos para essas questões políticas do clube ficarem de fora, como você e eu, aí tem tudo para babar mesmo, pois ficará nas mãos dos mais focas. E por culpa nossa, fique claro.

A porta foi aberta, mas ninguém vai obrigar a torcida a usar. Participará quem quiser representar o clube. Eu gostaria, mas não posso e recusei, a exemplo de todos os outros convites que recebi na vida. Não pelos comentários maldosos ou invejosos, que sempre existirão, mas porque tenho objetivos maiores de mudança e preciso preservar a minha credibilidade para isso. Não posso abrir precedente para que os preconceituosos se aproveitem do fato de eu ser mulher para atacar a minha honra e consequente credibilidade. Acho que principalmente os homens, como você, que não sofrem com esses preconceitos deveriam aproveitar o espaço e ser uma voz ativa a representar o clube e os anseios da torcida. Vou ler o seu post e depois comento lá.

Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Olá Larissa, tudo bem?
Gosto de sempre ler seus posts porque são sensatos e admiro em vc a sinceridade. Também fui convidado para ser um dos Governadores da República Popular do Corinthians, e posteriori vir a disputar a presidência.
Espero que você volte atrás e possa vir a disputar as eleições da República Popular do Corinthians, juntamente comigo, pq acredito que quanto mais pessoas de capacidade dentro da República mais poderemos ajudar o nosso clube.
Pra cima, Timão!

Comentário por Kennedy Oliveira

Assunto tenso. Li os dois posts, o seu e o do Álvaro. E acredito mais na teoria do espelhinho.

Veja bem: você é aclamada, assim como o Álvaro, em blogs e redes sociais como pessoa independente, e capaz de sustentar um corinthianismo notável, sem deixar de criticar a turma do ‘bizinés’.

Caso você fosse em tal evento, acabaria por validar a diretoria. Não importa que a ação seja realizada mediante uma empresa idônea. Para o torcedor comum, é tudo a mesma coisa.

Por outro lado, talvez pudesse haver uma ação organizada, de blogueiros realmente independentes, transformando uma ação de mkt numa ação de corinthianismo. Afinal de contas, haverá maior publicidade, e maior visibilidade para o debate.

Comentário por jeff

Na minha modesta opinião, contrapondo o que disse o Alvaro das 10:43, se o que ele afirma for mesmo verdade, é bem provavel que tenhamos então, “governadores” inimigos inscritos e vencedores.
Se a tese então deve ser “quanto pior melhor”, está explicado o boicote dele a iniciativa.
Lamentável. Parece que no Corinthians nada que se faça para melhorar merece o minimo crédito.
E tudo por causa da existência de meia duzia de picaretas no meio de centenas de dirigentes e conselheiros, coisa que existe até em reunião de condomínio.
No Timão, para alguns a tolerância parece mesmo ser “zero”.
Se eu deixar de apoiar o Corinthians, ou comprar produtos, apenas porque lá tem um “Mané” um “Gobbi”, ou qualquer outra figura, eu serei um bosta alienado. (me desculpe a palavra)
A instituição então não vale merda nenhuma? Só por causa de 1nhos e outras tranqueiras?
Fim de mundo, e pensamento muito pequeno.

Comentário por Thiago Ferreira

Deusssssss do ceu ! Soh com o CORINGAO mesmo !

Futebol e religiao, para nohs corinthianos apostolicos romanos, tiramos de letra, portanto soh faltava a politica pra fechar aquele bordao popular: futebol, religiao e politica nao se discute, (menos pros Corinthianos……rsssssss)

Bom, como todo projeto tem pros e contras, aos quais cito alguns:

PROS:
– Pode fortalecer a identidade e o canal de comunicacao entre corinthianos na Internet.
– Pode aproximar o torcedor comum, com o torcedor de organizada, com o torcedor de botequim, como o torcedor do controle-remoto, etc…
– Pode educar nohs torcedores, sobre o processo democratico.
– Pode preparar/formar novos lideres, que poderao no futuro ocupar cargos reais no S.C.C.P.

CONTRAS:
– Pode surgir aquelas coisas que a gente sempre ve na TV: vaidade, manobras, manipulacao de poder, troca de elogios/gentilezas.
– Pode haver “rachas” e disputas internas, dividindo torcedores.
– Diretoria sim, pode influenciar/controlar indiretamente os torcedores, atraves dos governadores.

Enfim, tem uma infinidade de consequencias e eu definitivamente nao consigo imaginar todos os caminhos possiveis.

De qualquer maneira, somente uma coisa importante nao poderah ser esquecida: Esse “jogo”, nao pode ser mais importante que o CORINTHIANS, e se um dia precisar fazer uma revolucao na Republica em prol ao CORINTHIANS, que se faca…

E finalmente Larissa, se voce se sente mais protegida de nao participar desse “jogo” do que “estar dentro” (pode acreditar que te entendo….) entao siga soh seu coracao, blz ?

e VAI CORINNNNNTHIANSSS !!!

Comentário por Alberto




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: