Corinthians: Preto no Branco


Falam muito, pensam pouco
outubro 14, 2011, 4:02 am
Filed under: Uncategorized

.

Quarta-feira eu fui ao Pacaembu ver o Timão, como de costume, mas vi um pouco mais, pelo menos um pouco do que tanto se tem falado por aí. Enquanto o Corinthians apanhava do Botafogo em campo, uma história ainda mal esclarecida ganhava repercussão e dimensão na Internet. Tudo começou com o tuite de um torcedor, que não estava no Pacaembu, mas afirmou que cerca de vinte seguranças do Corinthians “espancaram” (sic) uma família de torcedores nas numeradas do estádio. Foi o suficiente para que o assunto rendesse até post no blogue congelado pela justiça e no blogue do Nassif, embora no segundo a notícia esteja em observação (risos).

.

O que aconteceu no Pacaembu, embora alguns blogueiros que não estavam no local tenham se proposto a explicar, ainda é um mistério. Eu estava lá, e estava na numerada, mas só o que vi foi um torcedor ser retirado de maca. Na hora, pensei que talvez o futebol feiíssimo da equipe tivesse causado um infarto em algum corinthiano ali presente. Lembro também de ter observado boa parte da torcida se voltar para o canto próximo ao setor dos visitantes. Certamente, algo acontecia lá, porém eu estava mais preocupada com a iminente derrota do Corinthians e não vi o que de fato ocorreu.

.

O que eu sei é que em praticamente todos os jogos acontece alguma confusão na numerada, posto que é o setor onde ficam alguns diretores e familiares de jogadores. Neste Brasileiro, por exemplo, vi a esposa de um atleta ser retirada do local pelos seguranças após discutir com torcedores que pediam a cabeça do marido dela. Acontece muito. Não deveria acontecer, pois para diretores, cartolas e convidados existe o setor VIP, mas acontece. E quem se propõe a sentar junto à torcida deveria saber ao que está sujeito, uma vez que futebol envolve paixão, ânimos exaltados, coisa e tal.

.

Eu não duvido que uma discussão entre torcedores e diretores tenha ocorrido. Já vi acontecer algumas vezes, já até aconteceu comigo. Também não duvido que os seguranças tenham usado, como dizem os outros, “força excessiva na ação”, mas alguma coisa na história contada pelos ausentes não condiz.

.

Acontece que ninguém além dos três blogues (na verdade, dois copiaram um) noticiou o caso. E eu bem vi, em determinado momento, as câmeras dentro do campo se voltarem para o local da confusão. A propósito, onde foram parar essas imagens que não viraram notícia? Causa estranheza o fato de um “espancamento” (sic) em local público passar tão despercebido. No episódio envolvendo a esposa de um jogador, por exemplo, não faltaram flashes e partidários de ambos os lados. E aquilo não passou de uma discussão. Não faz lá muito sentido que centenas de torcedores tenham presenciado o espancamento de um igual sem que ninguém se pronunciasse, fotografasse ou relatasse o fato a um dos inúmeros jornalistas presentes.

.

Quem conta um conto aumenta um ponto, diz a sabedoria popular. E talvez ela se aplique também ao caso passado no Pacaembu. É possível que tenha acontecido uma discussão entre torcedores e diretores com posterior intervenção dos seguranças do clube, como é possível, porém, a meu ver, menos provável, que tenha ocorrido essa carnificina toda. Contudo e apesar desse post, ainda acho a polêmica um tanto inútil e equivocada, posto que a suposta vítima das agressões pode ela mesma relatar e até, se for o caso, denunciar os seus supostos agressores. Se a dita vítima não tomou as devidas providências, talvez não houvesse motivo para tal. Talvez, mas aí já seria entrar no campo do achismo e das ilações que fazem dos periodistas grandes irresponsáveis.

.

Esse post não esclarece o caso em si, mas é tudo o que sei sobre o assunto. E era preciso contar o que vi, fazer algumas observações, inclusive porque atribuíram a mim a autoria do conteúdo veiculado nos blogues, como se o fato de eu apontar alguns erros e criticar determinadas atitudes da diretoria me tornasse uma blogueira leviana e irresponsável, capaz de afirmar o que não vi por um furo de reportagem. Deve ser esse o desejo dos detratores. Agora só falta encontrarem algum gênio da lâmpada por aí.

.

Atualização:

Saiu em algum lugar (a.k.a. Painel FC – Folha)

“Esquentou – Após o segundo gol do Botafogo, anteontem, no Pacaembu, um torcedor do Corinthians, na cadeira numerada do estádio, começou um bate-boca com cartolas do clube. O torcedor acabou passando mal e saiu do estádio de maca.

Panos quentes – O clube diz que ele foi levado ao hospital Albert Einstein, medicado e liberado. Ontem, o diretor de futebol Roberto Andrade ligou ao torcedor, pedindo desculpas pela confusão.”
.

Sabe-se que não se trata de uma fonte muito confiável, posto que busca e considera somente informações oriundas do próprio clube e, por isso, a imparcialidade da notícia é comprometida, mas foi o que se divulgou até então. Vale lembrar, porém, que as supostas vítimas não se pronunciaram, mesmo dias depois do ocorrido, e que o direito de representação é ato exclusivo da vítima, ou seja, não pode ser exercido por terceiros, mormente não presenciais.


10 Comentários so far
Deixe um comentário

larissa será que vc liga mesmo ?

Comentário por AMO TIMÃO

Isso ai é o que mais tem hoje em dia, acusações sem provas…o culpado que prove que é inocente, que acusou parece que nao precisa fazer nada depois de ter ligado o ventilador…ta tudo invertido….

Comentário por paulomonteiro

Eu estava lá, só vi a muvuca por menos de 1 segundo e voltei para o jogo. Tive até a impressão que a coisa foi ali perto de onde senta a família do Rosemberg.

Na linha do que você escreveu, confusão na numerada é coisa bem comum e nem precisa de diretor para dar confusão. Mais comum do que na arquibancada disparado.

Para que as pessoas tenham uma idéia: fez-se aquela “ola” de torcedores se levantando e como as cadeiras do Pacaembu são bem paralelas, só os primeiros viram alguma coisa.

Uma coisa é certa, tem-se que averiguar se houve ou não exagero, não quero saber de segurança me impedindo de protestar.

Tem um lado bom nisso tudo: o Pacaembu tem maca!

Comentário por Álvaro de Campos

Cara Larissa,

cadas vez mais seus textos são decepcionantes. Acompanho você há mais de ano, mas você, ultimamente vem num “morde-assopra” danado…

Prá escrever, escrever e não dizer nada, melhor seria deixar passar batido, afinal para você não tem problema nenhum mesmo, o cara pagar uma pequena fortuna prá ver o jogo na numerada com a familia, discutir e sair de maca. Normal pro tratamento de “gado” que a gente recebe no estádio…

Ah, mas a notinha da folha de hoje diz que houve confusão, mas os caras já pediram desculpas…. provavelmente vão mandar uma camisa meia boca das lojas oficias do time pro torcedor e tá tudo certo…

Desta vez você pisou na bola mesmo..

Comentário por Anderson

Você queria que, para não lhe decepcionar, eu inventasse o que não vi, Anderson? Pois nesse caso, sinto muito, continuarem a desaponta-lo. Quanto ao tratamento de gado, é necessário primeiro saber se existe para depois achar ou não normal. Ii que eu sei é que critico diretoria, comissão técnica e empresários há muito tempo no setor. Conheço outros tantos que também o fazem, como disseram ser o caso dessa pessoa em questão, e nunca aconteceu nada além de discussão, pra sorte deles. Então, caro, eu não vou tomar partido quando nem sei o que aconteceu. Aliás, eu nem pretendia estender o assunto além do Twitter, mas começaram a usar o meu nome e eu tenho um blogue também pra isso: reparar algum injustiças. Acho curioso que você se preocupe com um suposto tratamento de gado que nem se sabe se foi mesmo assim e não se solidarize com o fato de uma associada do clube ser sistemática e injustamente acusada nesse clube porque seus pensamentos não coadunam com os daqueles que estão no poder. Enfim… Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

Digno de repúdio é a tentativa de apontá-la como autora das acusações com a evidente intenção de se eximirem de responsabilidades.
Uma coisa porém é fato, se pretenderam usá-la, é sinal que você sim, tem credibilidade.
Mais um detalhe, segundo relatos, grande mesmo é esse pai, que leva uma criança ao estádio e a estimula a ofender pessoas de que ele não gosta.
Belos exemplos, todos, os “sabonetes” e esse pai.
Já não basta toda a pressão contra o Corinthians pelos inimigos naturais, ainda vem essas coisas.
Pelo menos é uma estratégia nova. Ofende e depois finge passar mal.

Comentário por AndersonII

é engraçado no setor vipe e na numeradas coberta aconteça tanta confusoes no setor a onde falaran para min aqui elite não igual arquibancada ou tobongã é muito engraçado.

larrisa vc liga mesmo se fala que sim eu te passo meu telefone

a não fique chateada com alguns comentario ou com meu .

Comentário por AMMMMMO TIMÃO

Exceto na VIP, não tem essa de elite. E acontece confusão pois pessoas ligadas ao time e diretoria sentam junto a torcida e não querem ouvir umas verdades. Justo no setor onde ficam os mais críticos, aliás. Porque na arquibancada o lema é apoiar, mas na numerada a maioria critica o que vai mal, às vezes alguém se dói e discute, mas até quarta-feira eu, que vou a todos os jogos naquele setor, nunca tinha visto passar disso. E ainda acho que as peças não se encaixam para além das discussões. O jeito é esperar essa família se pronunciar, pois senão não temos nada além de ilações. Abraços alvinegros.

Comentário por Larissa Beppler

larissa saino da discusão eu queria saber o que vc acha da impresa que só fala mal do timão vou cita alguns nomes renata fan, milton neves, cosme rímole,perrone do uol vitor biner o
outro do uol alis o uol gosta de nos tira . despois de 1/9/2010..os ataque timão ficou mais evidente não assisto mais programa esportivo por causa desas pessoas.
a vc não respondeu se liga se passa meu telefone.
vaaaaaaaai corinthians

Comentário por AMMMMMMMMMO TIMMMMMMMMMMMMÃO

Fala galera,
confiram a íntegra do jornal Grandes Clássicos, do Estadão, distribuído no entorno do Pacaembu antes de Corinthians e Botafogo

http://futeboldecampo.net

Comentário por Fábio Soares




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: